Prognósticos para Apostas Desportivas Online - Aposta Ganha

Apostas na Premier League – Caça ao Chelsea

Em terras de sua majestade o Chelsea comanda mas ainda está muito para vir…

O Chelsea é o comandante da Premier League mas nem tudo foram rosas nesta primeira metade da temporada.

A preparação da temporada começou torta e alguns dos reforços que até têm sido titulares indiscutíveis, mais concretamente David Luiz e Marcos Alonso não foram pedidos por Antonio Conte, algo que não o deixou particularmente satisfeito.

O inicio de campeonato também não foi muito bom, muitos problemas em segurar jogo e nível defensivo nem se fala.

Como grande entusiasta que é pela tática Conte mudou o sistema do Chelsea e passou a jogar em 3x4x2x1, que veio trazer uma grande segurança a nível defensivo e na frente trouxe mais Hazard ao jogo e aproximando-o de Diego Costa. Certo é que a dupla Hazard/Costa já leva 22 golos marcados e 6 assistências.

É um Chelsea muito pragmático, com uma base já definida e sólida, que por vezes até consegue antecipar o que os adversários vão fazer, onde toda a gente parece saber o que tem fazer, se não souberem Conte está sistematicamente a dar ordens para dentro de campo.

Ao contrário do Chelsea o Manchester City começou a temporada muito bem. As vitórias iam-se sucedendo, Aguero estava em grande forma mas havia e há um problema que Guardiola ainda não conseguiu resolver, a defesa e manter a baliza inviolada.

Pep pediu Claudio Bravo e o seu desejo foi concedido. Só que Bravo não trouxe grandes melhorias a nível defensivo e em termos de guarda-redes/libero também não, aliás o chileno já colocou o pé em ramo verde várias vezes nesta temporada e já se deu mal.

Aquisição mais cara foi o central Stones de quem muito se espera mas precisa ainda de crescer e muito, Otamendi a seu lado também não o tem ajudado muito ao seu crescimento.

O melhor central desta equipa, Kompany, passa mais tempo no estaleiro do que em campo, mas quando ele está em perfeitas condições a qualidade da defesa do City sobe a pique. Na temporada passada o City teve um bom período onde praticamente não sofria golos com Kompany em campo.

Aguero tem tido alguns problemas a nível disciplinar, já viu o vermelho direto, já esteve suspenso e Guardiola estará desejoso que Gabriel Jesus possa jogar.

O desafio para Guardiola é enorme pela primeira vez na sua carreira encontra uma equipa que não tem uma base já definida, onde não tem nenhum Messi, Busquets, Iniesta, Xabi Alonso, Lahm ou Manuel Neuer.

A defesa precisa de reforços, o lateral mais novo tem 31 anos, médios defensivos da qualidade que se deve exigir a um candidato ao
título em Inglaterra não existem, Guardiola terá de trabalhar no duro para que o fosso de 10 pontos para o Chelsea não se torne ainda maior.

O Liverpool de Klopp tem jogado como ninguém neste campeonato. Futebol de ataque, muito positivo, guiado também por um público que é do melhor que pode existir em Inglaterra, que volta a ter esperança que o seu clube volte ao topo e que lá estabilize depois de temporadas de irregularidade.

No ataque tudo tem funcionado para Klopp, não jogam com um ponta-de-lança propriamente dito, jogam com três falsos avançados. Por isso não têm um matador como o City ou Chelsea e veja-se que os golos estão praticamente distribuídos da mesma forma pelos seus avançados.

A defesa tem sido o grande problema de Klopp. O lateral espanhol Alberto Moreno defensivamente não dá as garantidas que o alemão pretende e por isso adaptou com sucesso James Milner a lateral-esquerdo.

A baliza tem sido um bicho de sete cabeças nem Karius nem Mignolet conseguem ser titulares absolutos, cometem muitos erros, abordam mal os lances, não saem convincentemente dos postes e no jogo aéreo são fracos, por isso os reds estão há procura de um guarda-redes.

No mês janeiro vão ficar sem Mané que vai para a CAN mas Coutinho estará de regresso.

O Arsenal de Wenger é uma equipa partida. A nível defensivo e ofensivo são uma equipa estável mas no meio-campo tem residido o problema.

Faltam ali jogadores de renome, embora Xhaka viesse dar mais qualidade mas mesmo assim continua a ser elo mais fraco desta equipa.
Na defesa estão sólidos mesmo apesar de algumas lesões que vêm sofrendo. Mustafi tem-se revelado uma grande aquisição, casa muito bem com Koscielny.

Na frente Ozil não tem feito tantas assistências mas tem feito mais golos que o normal. Na Liga dos Campeões já é mesmo a sua melhor temporada de sempre com quatro golos marcados.

Os gunners precisam manter a sua equipa o mais saudável possível algo que nas últimas temporadas tem sido complicado. Precisam ainda de ser mais regulares e sólidos, não só neste ou naquele setor mas a nível geral e principalmente não dar uma de “Farsenal” como diria o especialista ApostaGanha Rodrigo César.

Menções honrosas Tottenham e Manchester United:

O Tottenham é uma equipa diferente da temporada passada, defensivamente ainda continuam bons mas não estão tão sólidos e frente por vezes parece que faltam ideias, então se não tiverem Harry Kane as coisas complicam-se muito.
Mesmo assim num dia bom à que contar com estes Spurs têm que um bom plantel e podem causar alguns estragos.

O Manchester United agora comandado por Mourinho não começou da melhor maneira. É sabido que o português tem um feitio especial e ou estão com ele ou contra ele.

O inicio foi vagaroso, comprometedor e duma equipa sem sal, que simplesmente vira-se para as figuras para resolver os seus jogos, jogo coletivo era zero ou algo próximo.

O título nesta altura não passa de uma miragem mas estão bem melhores do que inicio da temporada, à processos que não existiam e que agora existem.

Chelsea a carburar como ninguém, Liverpool muito positivo, um tiki-taka de City, um Arsenal liderado por quem conhece a Premier como ninguém, qual é o vosso palpite para Premier?

Adicionar um comentário

Este e-mail já foi cadastrado. Usa Forma de entrada ou introduze outro.

Digitou login ou senha incorreta

Desculpe, para comentar precisa de entrar no site.