Alexander Zverev vs Igor Sijsling – Orleans

Aposta Ganha / Alexander Zverev vs Igor Sijsling – Orleans
Sem categoria

Alexander Zverev é um tenista alemão de 18 anos, atual nº 150 do ranking ATP (melhor classificação de sempre).

É um jogador bastante talentoso, cada vez tem demonstrado mais o seu potencial, mas perde um pouco ao estar a jogar challengers, ao contrário de tentar a sua sorte em ATP’s mas ainda é muito jovem e com certeza o seu treinador saberá melhor que ninguém o que é melhor para ele.

Este ano tem sido motivacional para Alexander, já que venceu o seu 1º torneio (Challenger de Braunschweig onde bateu Paul Henri Mathieu na final), fez semi-final no ATP de Hamburgo (perdeu para David Ferrer) e aí sim foi o ponto alta da sua carreira. É um jogador bastante talentoso, é alto e tem um serviço muito bom, gosta muito de atacar e consegue ser bastante consistente.

Os pontos negativos é que ferve em pouca água, gosta muito de atirar raquetes ao chão e barafustar com o árbitro, além de ser muito fácil ganhar-lhe pontos com drop shots já que não reage rápido e a velocidade do fundo do court para a rede é bastante lenta da sua parte.

Igor Sijsling é um tenista holandês de 27 anos, nº 74 do ranking ATP. É um bom tenista, tem jogado alguns challengers, onde é sempre cabeça de série, mas está sempre presente nos ATP’s importantes, apesar das suas runs não serem propriamente nada de orgulho, apesar de ter alguns momentos interessantes, como a meia final do ATP de Roterdão (perdeu frente a Marin Cilic) onde também eliminou Mikhail Youzhny (na altura nº15 mundial).

É um jogador com um serviço muito forte, bastante ofensivo, gosta também de fazer a backhand só com uma mão e é excelente neste recurso e consegue muitas vezes ser forte nos momentos importantes. Os seus problemas é que esta força mental que tem só acontece de vez em quando e muitas vezes acusa pressão e começa em processo de auto-destruição, cometendo erros atrás de erros.

Vem de um torneio de Metz onde foi eliminado pelo português João Sousa que foi finalista, mas eliminou Andreas Seppi que também é um jogador com muita qualidade. Não teve um descanso muito grande (4 dias) mas não teve grandes viagens pois apenas viajou de Metz para Orleans (cerca de 350km).

Vi o jogo do holandês contra João Sousa e apesar de ter tido bons momentos, este mostrou pouca capacidade de aproveitar break points (João salvou 14 ) e que continua a tremer mentalmente (levou break, deu contra-break e voltou a ser quebrado). Frente a um jogador muito talentoso, acredito que possa ser um jogo bem equilibrado com os fortes serviços destes a evitarem muitas possibilidades de breaks e até acredito que possa ser possível Zverev vencer em 3 sets.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

CASAS DE APOSTAS
4,3 rating
Freebet de 10€ mais 100% de bónus sobre o valor do seu depósito até um máximo de 250 de bónus.
4,5 rating
Bónus de Boas Vindas para o primeiro depósito de 50% até um máximo de 50€ euros.