Depois do sorteio da fase de grupos da Liga dos Campeões, a UEFA deu ontem a conhecer o emparelhamento dos grupos da Liga Europa. Aas sortes de Benfica e Braga

STANDARD LIÈGE, RANGERS E LECH POZNAN NO CAMINHO DO BENFICA DE JORGE JESUS

Neste artigo, tentaremos perceber quem são os favoritos a seguir em frente e debruçar um olhar analítico aos adversários de Benfica (Grupo D) e Braga (Grupo G), representantes portugueses na prova.

Na teoria, este foi um bom sorteio para o Benfica, que terá aspirações elevadas nesta Liga Europa, depois de ter falhado o grande objetivo europeu, que passava pelo apuramento para a Liga dos Campeões.

O adversário que, previsivelmente, terá mais complicações para a equipa de Jorge Jesus deverá ser o Rangers, que não é propriamente um desconhecido dos adeptos portugueses, que viram a equipa de Steven Gerrard defrontar com êxito (empatou fora e venceu em casa) o FC Porto na última temporada.

Vice-campeão em título na Escócia, onde tem estado atrás do rival Celtic após a reestruturação, o Rangers apresenta-se como um coletivo bem trabalhado, onde sobressai à vista o colombiano Alfredo Morelos, que chegou a ser associado ao interesse do FC Porto neste defeso.

A equipa de Glasgow teve de ultrapassar a concorrência dos turcos do Galatasaray no “play-off”, já depois de bater o Lincoln Red Imps e o Willem II nas anteriores pré-eliminatórias.

Já o Standard Liège deverá ser um oponente mais ao alcance do Benfica. Na última temporada, os belgas defrontaram o Vitória de Guimarães na Liga Europa, mas terminaram atrás de Arsenal e Eintracht Frankfurt.

Michel Preud’homme, antigo guarda-redes dos “encarnados”, foi o treinador do Standard na última época, tendo abandonado o cargo no final de 19/20 para ascender à vice-presidência do clube.

O seu sucessor é o francês Philippe Montanier, de 55 anos, que rumou à Jupiler League após dois anos no comando dos franceses do Lens, tendo ainda passagens, entre outros, por Rennes e Real Sociedad.

À procura de voltar a intrometer-se na luta pelo topo do campeonato belga, o Standard Liège chegou a esta fase de grupos depois de terem deixado pelo caminho Bala Town, Vojvodina e Videton.

STANDARD LIÈGE, RANGERS E LECH POZNAN NO CAMINHO DAS “ÁGUIAS” DE JORGE JESUS

Por fim, o Lech Poznan é o vice-campeão polaco em título e teve de bater quatro barreiras para chegar a esta fase de grupos da Liga Europa. As vítimas que ficaram pelo caminho foram o Valmiera/BBS, o Hammarby, o Apollon e o Charleroi (já no “play-off”).

O treinador Dariusz Zuraw está há cerca de um ano e meio no comando do Lech, que conta nas suas fileiras com o médio português Pedro Tiba e que não é campeão na Polónia desde 2014/15, não obstante ser um dos principais candidatos ao título na atualidade.

BRAGA COM TRÊS OBSTÁCULOS CHAMADO LEICESTER, AEK E ZORYA

Pior sorte parece ter tido o Braga de Carlos Carvalhal, que viu a “fava” do pote 2 sair-lhe ao caminho. Num Grupo G onde os minhotos terão perfeitas condições para lutar pelo apuramento, é necessário ter cautelas, até porque gregos e ucranianos podem vir a criar mais dificuldades que o esperado.

Campeão da Premier League há pouco mais de quatro anos antes, o Leicester City dispensa apresentações para a comunidade apostadora. Depois de ter quebrado o ritmo após a conquista com Ranieri, os “foxes” recuperaram a força com Brendan Rodgers e vêm de uma época de grande nível na Premier League em 2019/20.

Além disso, os sinais dados nestas primeiras semanas da temporada 2020/21 são muito positivos, pelo que não deverá haver grande discussão quanto ao favoritismo dos ingleses para vencer, sem grandes problemas, o grupo – tal como Carlos Carvalhal, por outras palavras, já admitiu.

Longe da ribalta do futebol grego há alguns anos, o AEK parece estar em fase de ascensão novamente e o facto de ter superado o vice-campeão suíço Sankt Gallen, na 3.ª pré-eliminatória, e – mais impactante ainda – os alemães do Wolfsburg, no “play-off”, fala por si.

Atualmente orientado pelo italiano Massimo Carrera, o AEK conta com um autêntico contingente português no seu plantel: Nélson Oliveira, André Simões, Hélder Lopes, Paulinho e David Simão.

Aos cinco atletas lusos, juntam-se alguns nomes conhecidos do futebol europeu, como o croata Marko Livaja (que nunca chegou a atingir o potencial que se perspetivava) ou o experiente central ucraniano Dmytro Chygrynskyi (ex-Barcelona).

BRAGA COM TRÊS OBSTÁCULOS CHAMADO LEICESTER, AEK E ZORYA

Já o Zorya Luhansk é um velho conhecido do Sporting de Braga, que ficou pelo caminho do apuramento para a fase de grupos da Liga Europa no início de 2018/19, após dois empates contra a equipa ucraniana, que atualmente é orientada pelo treinador Viktor Skripnik.

Em 2019/20, o Zorya acabou como 3.º classificado na Premier-liga da Ucrânia, a 24 pontos do campeão Shakhtar Donetsk de Luís Castro, mas com apenas um ponto de atraso para o histórico Dínamo Kiev na vice-liderança.

Individualmente, o Zorya não tem nenhum jogador que se destaque de forma evidente, mas valerá pelo seu coletivo, tendo sido mesmo uma das equipas que, em 2020/21, já roubou pontos, a nível interno, ao campeão Shakhtar.

CAMINHO ABERTO PARA OS FAVORITOS

Arsenal, AC Milan, Tottenham e Nápoles são os quatro principais candidatos a vencer esta edição da Liga Europa, segundo a maioria das casas de apostas.

Se os “gunners” não deverão ter dificuldades em ultrapassar Molde, Rapid Vienna e Dundalk no Grupo B, o que dizer da lista composta por LASK Linz, Antuérpia e Ludogorets como adversários do Tottenham de José Mourinho no Grupo J?

O Milan, que sofreu para afastar o Rio Ave desta fase da competição, ficou sorteado no Grupo H, onde deverá ter mais trabalho para se superiorizar a Celtic, Lille e Sparta Praga.

Já o Nápoles deverá ter uma tarefa mais acessível no Grupo F, onde estará ao lado de Real Sociedad, AZ Alkmaar e Rijeka.

Na Betano, o grande favorito a vencer esta Liga Europa é o Arsenal, que tem odds de 7.00 para levar o caneco. As equipas portugueses não parecem receber grande consideração dos “oddsmakers” até ver, como se percebe pelas cotações de 30.00 atribuídas ao Benfica e de 65.00 ao Braga.

 

Gostaste do nosso conteúdo?
Então regista-te no nosso canal do Youtube e assiste aos nosso Podcasts de Apostas. Entra nas nossas redes sociais Facebook, Instagram e Twitter. Ainda tens o nosso Chat no Telegram

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *




Casas de Apostas
Solverde Apostas

Bónus de Boas Vindas para o primeiro depósito de até um máximo de 100 euros.

Luckia

Não tem bónus de Boas vindas para a postas desportivas online.

Nossa Aposta

Não tem bónus de Boas vindas para a postas desportivas online.

Betclic

Bónus de Boas Vindas para o primeiro depósito de 50% até um máximo de 50 euros.

Bet.pt

Bónus de Boas Vindas para o primeiro depósito de 50% até um máximo de 50 euros.

Betway

Bónus de Boas Vindas para o primeiro depósito de 100% até um máximo de 100 euros.

ESC Online

Freebet de 10€ mais 100% de bónus sobre o valor do seu depósito até um máximo de 250 de bónus.

Betano

Bónus de Boas Vindas para o primeiro depósito de 50% até um máximo de 50 euros.