Ases do Ciclismo já estão na estrada

Aposta Ganha / Promoções de Casas e Destaques / Ases do Ciclismo já estão na estrada

A temporada 2019 da UCI World Tour já está na estrada e os melhores ciclistas do pelotão mundial começam a limar arestas para os respetivos objetivos da temporada que, normalmente culminam com o Tour de France em julho.

O binómio SKY

Depois de assegurar cinco das últimas seis vitórias na Classificação Geral da Volta a França é normal que a formação britânica seja apontada como favorita e o grande alvo a abater quando o momento das grandes decisões chegar.

E a verdade é que o diretor da equipa terá este ano um pequeno conflito de interesses para gerir tendo em conta a vitória de Geraint Thomas em 2018.

Com o ciclista galês a vencer a prova é normal que alimente expectativas de poder defender o título conquistado, no entanto, também na sua equipa está um tal de Chris Froome que já venceu o Tour de France em quatro ocasiões e que terminou na terceira posição da última edição ganha pelo seu colega.

O director desportivo Nicolas Portal terá assim em mãos uma tarefa difícil de gerir, embora o decorrer da temporada possa ir dando pistas de atuação. É preciso ter em conta que estamos numa fase muito prematura da temporada e que muitos quilómetros ainda vão ser percorridos até chegarmos ao epicentro da temporada.

A título de exemplo, Chris Froome venceu o Giro de Itália em 2018 numa fase ainda embrionária da época ao passo que Thomas foi passando um pouco mais despercebido em competições de menor nomeada para se apresentar a grande nível em França.

Tudo isto será certamente gerido ‘com pinças’ pela formação dominadora do ciclismo mundial nos últimos anos, mas para já, parece consensual que a Team SKY é claramente a favorita a ter um ciclista vencedor do Tour em 2019.

Na casa de Apostas ESC Online Chris Froome é o grande favorito a  2.45  seguido de perto pelo seu colega de equipa Geraint Thomas a  3.25  com odds da Bet pt. A questão que se coloca é: quem poderá rivalizar com a dupla de britânicos da SKY?

Tom Dumoulin é sinónimo de consistência

O holandês Tom Dumoulin é claramente um dos novos rostos do ciclismo mundial e aos 28 anos de idade já poucos duvidam das suas qualidades e capacidade de discutir grandes voltas.

Trata-se de um ciclista que foi visto por muitos mais como um contrarrelogista do que propriamente um homem de três semanas, no entanto ele tem desmentido isso de modo inequívoco com uma vitória na Volta a Itália em 2017 e dois segundos lugares em 2018 – no Tour e no Giro.

Para além de ganhar tempo a toda a concorrência em contrarrelógios, Dumoulin já provou ser um dos ciclistas mais consistentes do pelotão na montanha.

Certamente que não irá ganhar muito tempo a toda a concorrência nesse sector em particular das grandes voltas, mas também serão poucos aqueles capazes de ’cavar’ reais diferenças em relação a ele em alta montanha.

Desse modo, Tom Dumoulin é por estes dias uma das verdadeiras ameaças à hegemonia da SKY na Volta a França negociando a  6.25  em Nossa Aposta como terceiro favorito à conquista da competição.

Líder incontestado da SunWeb deverá ter a seu lado uma equipa composta para o servir e auxiliar ao longo de três semanas de puro sofrimento.

Nos últimos anos, nem sempre a equipa tem prestado o devido auxílio ao holandês, mas os reforços chegados nesta pré-temporada visam claramente dotar esta formação de outro tipo de capacidade no apoio à sua estrela.

Terá Porte a sorte necessária?

Richie Porte pode considerar-se como um dos ciclistas mais azarados do pelotão internacional pois têm-se sucedido as ocasiões em que o ciclista australiano parece a postos para competir ao mais alto nível no Tour, mas o azar acaba por bater à porta.

Já aconteceu cair e lesionar-se com gravidade na última prova de preparação para o Tour, já aconteceu cair em pleno Tour numa situação quase inusitada, e até já lhe aconteceu chocar frontalmente contra uma moto de transmissão parada em plena montanha.

Depois de representar a SKY e a BMC sem o sucesso desejado pelas equipas, Porte de 34 anos abraçou o projeto da Trek-Segafredo e procura mostrar que ainda tem argumentos para andar com os melhores, e ao mesmo tempo, tirar as teimas em relação ao azar que o vem acompanhando há largos anos.

O australiano é o quarto nome da lista de favoritos a  7.60 , mas desconfio que os seus tempos podem já ter passado. Veremos se tenho razão, ou se o ciclista nascido na Tasmânia me irá contrariar…

Roglic para confirmar indicações

Primoz Roglic, ciclista da Team Jumbo-Visma foi uma das boas surpresas da última temporada, com destaque para a sua quarta posição final na Volta a França. O esloveno ex-saltador de esqui causou grande impacto desde que chegou ao ciclismo e a sua capacidade em alta montanha tem dado nas vistas.

Para além disso, também é um excelente contrarrelogista capaz de andar perto dos tempos de Tom Dumoulin ou Chris Froome, portanto acaba por ser um atleta com o perfil adequado para discutir as grandes provas de três semanas.

primo

Depois das excelentes indicações deixadas em França no ano passado, ninguém pode exclui-lo da lista de pretendentes à vitória final e as casas de apostas alinham nessa ideia.

Primoz Roglic, de 29 anos, é o quinto da lista da ESC Online a  11.00  e pode perfeitamente imiscuir-se na luta por pelo menos um lugar no pódio.

Em 2018, perdeu o terceiro lugar do Tour para Chris Froome no contrarrelógio final e certamente que desejará retificar essa situação desta vez.

Irmãos Yates nas bocas do mundo

Os irmãos Yates representam o futuro do ciclismo britânico e aos 26 anos de idade ambos parecem ter condições de lutar por altos voos em Voltas a França.

Adam já conseguiu um quarto lugar em 2016, mas neste momento o seu irmão Simon parece mais forte depois de brilhar na Vuelta 2018 com um brilhante triunfo na Classificação Geral final.

A extraordinária capacidade de Simon Yates em alta montanha confere-lhe um ascendente sobre a maioria dos restantes ciclistas, no entanto, a sua baixa estatura passa fatura em contrarrelógios.

Este ano irá provavelmente testar o seu nível no Tour de France e está avaliado a  18.50  para surpreender toda a concorrência. E se mantiver o nível de 2018, então poderá perfeitamente andar com os melhores e quem sabe celebrar um triunfo.

Eterna promessa Quintana

Nairo Quintana foi apontado como um dos futuros grandes ciclistas da história da modalidade, mas a verdade é que a sua promessa pouco tem passado disso. Sim, o colombiano já venceu o Giro de Itália e a Vuelta a España, porém sempre falhou no seu maior objetivo que é a Volta a França.

quintana

E se já conseguiu três pódios nessa competição, a verdade é que nos últimos dois anos não foi além de um 10º e de um 12º lugar pelo que começa a criar-se a dúvida se ele algum dia conseguirá realmente vencer o Tour.

Com os contrarrelógios a fazerem-no perder imenso tempo para a concorrência, só um Quintana intratável na alta montanha o poderá reabilitar na tentativa de vencer a prova, no entanto, não se tem visto isso nos últimos tempos.

Na Betclic ele está a 19.00  para finalmente sentir o sabor da vitória final em França.

Tanto pode onde escolher

Se todos os grandes ciclistas do pelotão internacional decidirem apostar numa participação no Tour de France, então teremos mais uma vez uma autêntica batalha de titãs entre diversos ciclistas de alta qualidade.

Para além dos favoritos mencionados acima, temos muitos mais com reais ambições de brilhar na grande prova de três semanas do ciclismo internacional.

A armada francesa conta com os habituais Thibaut Pinot e Romain Bardet com Julian Alaphilippe eventualmente à espreita de testar a sua fiabilidade em alta montanha. rui-costa

No que diz respeito a colombianos, Miguel Angel Lopez e Egan Bernal já provaram ser ases da montanha com o jovem Bernal a defender-se igualmente bem no contrarrelógio.

De Espanha vêm certezas como Mikel Landa ou Alejandro Valverde, assim como um talentoso jovem Enric Más que pode surpreender caso aposte no Tour.

E de Itália vem o vencedor da prova em 2014, Vincenzo Nibali. Apesar de já ser um dos veteranos do pelotão, continua sempre a andar com os melhores e certamente não enjeitará a sua oportunidade caso ela surja, afinal de contas, por algum motivo é apelidado de ‘O Tubarão do Estreito’.

Em suma, temos aí mais uma temporada ciclística de alta voltagem com os melhores do mundo a digladiarem-se pelas provas mais importantes.

Ao longo da época, farei previsões para algumas das grandes provas, nomeadamente as ‘Três Grandes’ e não esquecerei as presenças dos ciclistas nacionais ao mais alto nível. Rui Costa, Amaro Antunes, Nélson Oliveira, entre outros andarão por aí a batalhar com os mais fortes…

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Melhores Casas de Apostas
Betway – Bónus de casa de apostas de 100€

Bónus Betway de Boas Vindas para o primeiro depósito de 100% até um máximo de 100 euros.

ESC Online Apostas – Freebet 10€ e Bónus 250€

Freebet de 10€ mais 100% de bónus sobre o valor do seu depósito até um máximo de 250 de bónus.

Betano Apostas – Bónus da casa de apostas de 50€

Bónus Betano de Boas Vindas para o primeiro depósito de 50% até um máximo de 50€ euros.

Canal ApostaGanha no Telegram