Prognósticos para Apostas Desportivas Online – Aposta Ganha

Ausência de Neymar não agitou os mercados da Copa América

Esta madrugada recebemos uma notícia triste para o Brasil e para o mundo do futebol com Neymar a contrair uma rutura de ligamentos no tornozelo que o voltará a afastar dos relvados por alguns meses e, a mais breve trecho, irá afasta-lo de disputar a Copa América no seu país.

Meses infernais para Neymar

Há momentos na vida em que nada parece correr bem e esse tem sido o caso com Neymar no ano civil de 2019.

Ausência de Neymar não agitou os mercados da Copa América

Para além de ter contraído uma grave lesão que o impediu de dar o seu contributo no Paris Saint-Germain numa fase crucial da temporada que viria a ditar a eliminação precoce dos gauleses diante do Manchester United, o atacante brasileiro vê-se agora também ausente de contribuir para a campanha brasileira na Copa América por nova lesão de relativa gravidade.

Como se tal não bastasse, a polémica fora de campo também está em altas com o jogador a ser alegadamente acusado de violação e a circularem diversas conversas de chat e vídeos sobre o assunto que em nada contribuem para a estabilidade do jogador.

Há males que vêm por bem?

Tendo em conta os problemas extra futebol com que Neymar vem lidando, muitos se questionavam se este deveria participar nesta competição de seleções ao invés de se proteger da imprensa numa fase tão conturbada da sua vida, e a verdade é que após esta lesão isso deixou de ser um enigma.

Agora, o técnico Tite não poderá mesmo utilizar o jogador e até já o dispensou, devendo convocar outro jogador para o seu lugar.

william

Deste modo, Neymar poderá afastar-se dos holofotes dos media por algum tempo enquanto recupera de lesão, e até mesmo começar a preparar uma eventual troca de clube que tem estado em cima da mesa nas últimas semanas, com o Barcelona a ser um dos clubes aparentemente interessados.

Mercados não entraram em pânico

Apesar desta forte perda para a seleção brasileira no ataque ao título da Copa América, as casas de apostas não reagiram veemente e mantiveram o Brasil como principal e destacado favorito à conquista do troféu.

Neste momento, a Canarinha está cotada em 2.25 para se sagrar campeã da Copa América na Betano.

A Argentina de Lionel Messi segue-se na lista de candidatos com cotações de 4.50 à frente de Uruguai (7.80) e da Colômbia (9.30) – odds de uma das grandes casas de apostas de Portugal Esc Online – agora orientada pelo português Carlos Queiroz.

E também o mercado para Melhor Marcador da competição não sofreu uma grande erosão, com Messi a ficar agora destacado como grande favorito a 3.90 na Betclic para ser Bota de Ouro da Copa América em 2019.

Sem Neymar na equipa, Gabriel Jesus (8.00), Roberto Firmino (10.00) e Richarlison (14.00) tornam-se nos candidatos mais sérios a rivalizar com o atacante do Barcelona por esse troféu individual, e avaliando a temporada dos três jogadores eu diria que Richarlison pode mesmo ser a melhor opção.

O excelente atacante ex-Fluminense e atualmente treinado por Marco Silva no Everton realizou uma excelente época em Inglaterra e teve tempo para preparar esta Copa América, apontando um golo e assistindo para outro no triunfo do Brasil sobre o Qatar em partida amigável esta madrugada.

Com ele em grande forma, acredito que Tite não abdique de lhe conferir a titularidade com as suas incursões a partir da extrema a serem realmente ameaçadoras para as equipas que o Brasil irá defrontar na Fase de Grupos da Copa América – Bolívia, Peru e Venezuela.

Tite sob pressão acrescida

Após o falhanço no Campeonato do Mundo da Rússia em 2018, a confederação brasileira optou por dar um voto de confiança ao seu selecionador Tite, mas agora é tempo de retribuição e toda a gente espera que o Brasil mostre a sua classe perante o seu ‘torcedor’ em solo brasileiro.

Naturalmente, sem Neymar as coisas tendem a ser um pouco mais delicadas para Tite, no entanto dificilmente existirá uma selecção neste planeta com maiores recursos humanos do que o Brasil pelo que certamente surgirão outros jogadores de enorme calibre a puxar dos galões e a transportar este Brasil para um elevado patamar qualitativo.

Tite

Será isso suficiente para erguer um troféu que foge ao Brasil desde 2007?

Em teoria, o Brasil é um grande favorito a par da Argentina e o factor casa estará em seu favor nesta edição da competição pelo que, mesmo sem Neymar, é difícil contrariar a ideia de que o Brasil tem todas as condições para se sagrar campeão no final da prova, e deitar para trás das costas as últimas três edições em que não foi feliz.

Telegram ApostaGANHA
50€ de Bónus
50€ de Bónus
20€ de Bónus
Freebet de 10€