Neste domingo, as equipas do Bayern Munique e do Manchester City protagonizaram surpresas de dimensões épicas e que, certamente, não terão feito as delícias de muitos apostadores. Contra o Hoffenheim, Hansi Flick somou a primeira derrota ao 33.º jogo como técnico dos bávaros. Já Guardiola viu a sua equipa marcar primeiro e sair goleada, por 2-5, em casa, pelo sedutor Leicester City.

BAYERN PERDEU INVENCIBILIDADE AO FIM DE 33 JOGOS

Depois da conquista da Supertaça Europeia, na passada quinta-feira, em Budapeste, frente ao Sevilla, o Bayern tinha a tarefa de recuperar fisicamente de 120 minutos exigentes para poder atacar a segunda vitória em dois jogos na Bundesliga, onde é amplamente favorito a revalidar o título de campeão nacional.

A tarefa, até pelo histórico recente de confrontos diretos diante do Hoffenheim (cinco vitórias e uma derrota nos últimos seis jogos), parecia relativamente fácil (na Betano, a vitória do campeão pagava a 1.20). Puro engano.

O prenúncio do que estaria para acontecer teve início ao minuto 16, com um aparentemente inofensivo golo do Hoffenheim, após uma má abordagem da equipa do Bayern num pontapé-de-canto defensivo.

Nova displicência em zona proibida, apenas oito minutos volvidos, levou ao 2-0 e até os mais crentes já começavam a franzir a sobrancelha, como que a prever uma tarefa complicada para chegar à remontada.

Algo que, também as casas de apostas, julgavam provável, até porque, em live, mesmo a vencer por 2-0 o Hoffenheim a vencer continuava a pagar acima de 2.00.

Com a sua equipa em dificuldades para criar oportunidades, Hans-Dieter Flick viu Kimmich apontar um golo de belo efeito (36’) e deixar tudo, aparentemente, mais fácil de se recuperar na segunda parte.

BAYERN PERDEU INVENCIBILIDADE AO FIM DE 33 JOGOS

Depois da exigente partida frente ao Sevilla, Robert Lewandowski e Leon Goretza só saíram do banco de suplentes já próximo da hora de jogo e, apesar de o Bayern ter mais bola e presença no meio-campo de ataque, a dificuldade para criar oportunidades mantinha-se.

Tudo ficou irremediavelmente mais complicado aos 77 minutos, com o croata Kramaric a apontar o 3-1, já depois do Hoffenheim ter tido várias situações para ampliar a vantagem.

O escândalo chegaria já em cima do apito final, nos descontos, com grande penalidade cometida por Neuer após nova transição da equipa de Sebastian Hoeness. Chamado a converter, Kramaric bisou e deu um colorido ainda mais nítido à tarde do Hoffenheim.

33 jogos sem perder e 23 vitórias consecutivas depois, o campeão europeu e alemão Bayern caiu com estrondo, naquele que foi o primeiro desaire de Hansi Flick no comando técnico da formação de Munique.

MANCHESTER CITY ENCAIXA ‘MANITA’ CASEIRA…

Depois da suada vitória no terreno da armada lusitana do Wolves, o Manchester City fazia o primeiro jogo do campeonato em casa à procura de manter o registo 100% vitorioso, já depois de bater o Bournemouth, a meio da semana, em eliminatória relativa à EFL Cup.

Com odds de 1.32 para ultrapassar o Leicester City (a quem tinha vencido em seis dos últimos sete confrontos para a Premier League), o Manchester City até começou bem o jogo, ao marcar logo aos quatro minutos, por intermédio de Mahrez.

Dona e senhora das despesas da partida, sem permitir aos “foxes” grandes veleidades, a equipa de Guardiola acabaria surpreendida já perto do intervalo, com Jamie Vardy a igualar a partida de “penalty” depois de ganhar, de forma muito astuta, no duelo dentro da área com Kyle Walker.

Para o segundo tempo, esperava-se uma reação forte dos “citizens”, até porque começar já a tropeçar num ano em que procuram reconquistar o título seria tudo menos o desejado… e o esperado.

Antes de concluídos os primeiros 10 minutos da etapa complementar, o letal Jamie Vardy voltaria a destacar-se, desta feita com uma finalização de grande classe após contra-ataque conduzido, em última instância, por Castagne (recém-contratado à Atalanta) pelo lado direito do ataque.

MANCHESTER CITY ENCAIXA ‘MANITA’ CASEIRA…

A tentar absorver a desvantagem para ir em busca da remontada, algo que o Leicester já tinha conseguido após sofrer golo madrugador, o Manchester City nem teve tempo de reencaixar as peças, com novo “penalty” conquistado sabiamente por Vardy, agora cometido por Eric Garcia.

Feito o tremendo “hat-trick” de Vardy, mas com a partida ainda em aberto, visto que o 1-3 surgiu com 58 minutos no ‘placard’, houve ainda tempo para mais três golos, de James Maddison (1-4; que categoria!), Nathan Aké (2-4) e Tielemans (2-5), na terceira grande penalidade da tarde para o Leicester.

…A HORAS DE PODER RECEBER RÚBEN DIAS

Ainda não está oficializado, mas o negócio já foi publicamente assumido pelo próprio defesa-central do Benfica e até por Jorge Jesus, no “pós-match” da vitória ao Moreirense (2-0).

Rúben Dias já terá acordo fechado para rumar ao Manchester City – que bem precisa de reforçar o eixo da sua linha mais recuada, tendo aqui uma excelente opção, pela capacidade que já apresenta, mas também pelo potencial que ainda ostenta –, que deverá enviar Nicolás Otamendi no pacote para a Luz.

Ao passe do internacional argentino, com passado ligado ao rival encarnado FC Porto, deverá juntar-se uma quantia entre os 50 e 65 milhões de euros, segundo os valores de referência mencionados pela imprensa desportiva nas últimas horas.

EMPATE SOFRIDO APÓS RECURSO AO VAR NO ÚLTIMO MINUTO LEVOU MOURINHO AO DESESPERO

E já que estamos numa de surpresas, porque não incluir o empate cedido pelo Tottenham no último suspiro, em casa, contra o Newcastle (1-1), num jogo em que os “spurs” até foram globalmente muito superiores?

A vantagem de 1-0 ao intervalo era curta para o caudal ofensivo e as oportunidades criadas por ambas as equipas na primeira parte e também no segundo tempo, apesar de não chegar com tanta intensidade ao último terço, o Tottenham poderia ter dilatado a vantagem.

Mas como o antigo provérbio futebolístico, de que quem não marca acaba por sofrer, ainda continua a fazer sentido por estes dias, o Newcastle chegaria mesmo ao empate e de forma absolutamente dramática.

Após a revisão do árbitro da partida a um lance que muita polémica tem feito levantar nas últimas horas em Inglaterra, por mão na bola de Eric Dier, o avançado inglês Callum Wilson cobrou com sucesso a grande penalidade assinalada e… atirou José Mourinho para os balneários, sozinho, ainda antes do apito final.

ODDS PORNOGRÁFICAS A BATER FÁCIL

Utilizando as cotações da ESC Online como referência, se o triunfo do Leicester no Etihad tinha odds de 10.00, o que dizer dos 11.00 atribuídos pela mesma casa de apostas, em pré-live, à vitória do Hoffenheim sobre o Bayern?

É caso para dizer que muitas das apostas múltiplas com várias seleções, feitas de forma recreativa, terão saído frustradas pelas primeiras duas grandes “zebras” da temporada 2020/21 no futebol europeu…

…mas também um alerta para reforçarmos a prudência e a segurança das nossas stakes e bancas, ainda para mais numa fase tão precoce dos campeonatos, onde ainda estamos à procura de consolidar conhecimento sobre as equipas.

 

Gostaste do nosso conteúdo?
Então regista-te no nosso canal do Youtube e assiste aos nosso Podcasts de Apostas. Entra nas nossas redes sociais Facebook, Instagram e Twitter. Ainda tens o nosso Chat no Telegram

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *




Casas de Apostas
Solverde Apostas

Bónus de Boas Vindas para o primeiro depósito de até um máximo de 100 euros.

Luckia

Não tem bónus de Boas vindas para a postas desportivas online.

Nossa Aposta

Não tem bónus de Boas vindas para a postas desportivas online.

Betclic

Bónus de Boas Vindas para o primeiro depósito de 50% até um máximo de 50 euros.

Bet.pt

Bónus de Boas Vindas para o primeiro depósito de 50% até um máximo de 50 euros.

Betway

Bónus de Boas Vindas para o primeiro depósito de 100% até um máximo de 100 euros.

ESC Online

Freebet de 10€ mais 100% de bónus sobre o valor do seu depósito até um máximo de 250 de bónus.

Betano

Bónus de Boas Vindas para o primeiro depósito de 50% até um máximo de 50 euros.