Beira-Mar vs Olhanense – Primeira Liga

Aposta Ganha / Destaques do Desporto e das Apostas / Beira-Mar vs Olhanense – Primeira Liga
Carlos Matos Rodrigues

Licenciado em Ciências da Comunicação – Ramo de Jornalismo na Faculdade de Letras do Porto e Jornalista na SportTV.

Classificações idênticas, mas momentos muito distintos, especialmente a nível mental.

A equipa do Beira-Mar procura a primeira vitória num novo ciclo sob o comando de Costinha (ao fim de 3 jogos somam uma derrota com o Benfica e dois empates com sabor algo amargo pela forma como deixaram fugir os pontos em ambos os jogos).

A equipa do Olhanense procura, acima de tudo, sobreviver, mergulhada numa enormíssima crise financeira, que vem afectando também os resultados, numa jornada 24 que arranca com o pré-aviso de greve do plantel de Manuel Cajuda.

O Beira-Mar é agora uma equipa que mostra uma faceta bem distinta daquela que vinha mostrando na fase final do percurso de Ulisses Morais ao leme da equipa de Aveiro. Ulisses, conhecido por já ter conseguido salvar muitas equipas de situações complicadas na tabela, raramente conseguiu tirar o Beira-Mar da zona de descida durante o tempo em que esteve à frente dos aveirenses esta época.

A equipa agora liderada por Costinha não vence um jogo desde a jornada 12 (já lá vai quase uma volta!), com a ultima vitória a datar de 15 de Dezembro de 2012 (há 3 meses e meio), mas treinador novo por vezes traz vida nova e com Costinha podemos dizer que se tem visto outro Beira-Mar, ainda que a vitória ainda não tenha surgido, mas apenas pela infelicidade do penalti no último minuto em Paços de Ferreira e pela “nabice” no jogo em casa com o Nacional, em que o Beira-Mar jogou muito bom futebol, especialmente na primeira parte, e acabou por permitir o empate quando jogava em superioridade numérica.

Neste momento, com 7 jornadas pela frente, os beiramarenses continuam em último e sabem que, se há jogo em que podem começar a inverter a história é este, que será um dos poucos jogos até final em que até partem com favoritismo para o terreno de jogo. Balboa, que tem vindo a recuperar de lesão e procura ser opção para este jogo importante, é a voz da confiança e do sentido de responsabilidade dos aveirenses: “Jogamos em casa e não podemos falhar. Vamos fazer tudo para ganhar, porque precisamos mesmo dos pontos para sair lá de baixo e não temos outro objectivo que não seja vencer esta partida”.

E esse favoritismo deve-se em muito à actual situação do Olhanense, uma equipa que começou bem a época, que tudo levava a crer que iria fazer um campeonato tranquilo, como nos tem habituado nos últimos anos, a não lutar por grandes voos, mas sem sofrer muito para a manutenção. Puro engano! Desde Novembro que a época do Olhanense tem sido tudo menos tranquila… Entre as constantes dúvidas relativamente à continuidade de Sérgio Conceição à frente da equipa, as várias lesões que afectaram (e ainda se fazem sentir) o plantel, os resultados menos positivos, os enormes problemas financeiros que se têm vindo a agravar cada vez mais, nada tem ajudado. Entretanto, a equipa já não vence um jogo desde que surpreendeu ao vencer em Vila do Conde, no início de Janeiro.

Venceram há menos tempo do que o Beira-Mar, mas mesmo assim já lá vão praticamente 3 meses… tanto tempo que essa última vitória foi atingida com Sérgio Conceição ao leme. Com Manuel Cajuda a equipa ainda não venceu um único jogo e perdeu 4 dos últimos 5. Isso levou a que, na última jornada, a equipa de Olhão tenha caído para os lugares de descida, o que veio piorar ainda mais o cenário. Ninguém está contente e Cajuda tem reforçado a ideia de que é uma missão quase impossível trabalhar assim, com tantas dificuldades, sublinhando que se está no projecto é por ser um filho da terra e por ter amor ao clube da sua cidade. Inclusivamente o treinador já pôs o lugar à disposição, mas a demissão não foi aceite…

Problemas atrás de problemas que culminaram na manhã desta 6ª feira com um pré-aviso de greve do plantel para o jogo frente ao Benfica (na próxima jornada) caso não recebam pelo menos um mês de salários. Ainda assim, apesar do enorme atraso na partida para Aveiro, ficou a garantia de que iriam comparecer a este jogo com o Beira-Mar, apesar, claro está, do ambiente não ser, certamente, o melhor por esta altura. O presidente diz compreender “a posição dos jogadores e pedi-lhes até terça-feira para poder regularizar um mês”… Certo é que, até haver dinheiro nas contas, as desconfianças deverão ser bem maiores do que a vontade de ir a jogo por parte do plantel algarvio.

Na primeira volta, o Olhanense recebeu e venceu o Beira-Mar por 1-0, com golo de Abdi, jogador da Somália.

Conclusão: Com a equipa de Olhão a viajar rumo ao centro do país bem mais tarde do que era previsto, com os enormes problemas financeiros que pairam sobre o clube e também sobre toda a equipa, que tem vários meses de salários em atraso e com os resultados recentes a também não ajudarem em nada, não vejo grandes possibilidade do Olhanense conseguir olhar para este jogo de forma muito positiva e confiante. A única vantagem dos de Olhão, nesta altura, é o ponto acima que estão na tabela classificativa, porque tudo o resto aponta para que o Beira-Mar se superiorize.

A equipa de Costinha está a jogar melhor, joga no seu estádio e até se espera uma boa casa (com várias campanhas a serem feitas esta semana de oferta de bilhetes, para este jogo que todos sabem ser decisivo), pois Aveiro é uma cidade que gosta de futebol e que quer ter um clube na primeira, apesar de haver uma desconexão entre cidade e clube desde que o Beira-Mar passou para o estádio novo, mais deslocado do centro. Se o Beira-Mar for capaz de praticar o mesmo futebol que praticou nas duas jornadas anteriores, sem cometer os erros infantis e as distracções que mostrou nesses jogos, terá tudo para levar de vencida este encontro e deixar assim a “lanterna vermelha” da Liga nas mãos de um Olhanense mergulhado em todo o tipo de problemas

Ass: Carlos Matos Rodrigues

Assinatura Carlos Rodrigues

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *




CASAS DE APOSTAS
3,0 rating
Não tem bónus de Boas vindas para a apostas desportivas online.
3,5 rating
10€ Gráris mais 200% de bónus sobre o valor do seu depósito até um máximo de 50 de euros.
3,5 rating
5€ Grátis com o Código Promocional: apostaga
mais Bónus no primeiro depósito até um máximo de 100 euros.
3,3 rating
Não tem bónus de Boas vindas para a postas desportivas online.
3,3 rating
Não tem bónus de Boas vindas para a postas desportivas online.
3,5 rating
Bónus de Boas Vindas para o primeiro depósito aposta sem risco até 50 euros.
3,3 rating
Bónus de Boas Vindas para o primeiro depósito de 50% até um máximo de 50 euros.
4,0 rating
Bónus de Boas Vindas para o primeiro depósito de 100% até um máximo de 100 euros.
4,3 rating
Freebet de 10€ mais 100% de bónus sobre o valor do seu depósito até um máximo de 250 de bónus.
4,5 rating
Bónus de Boas Vindas para o primeiro depósito de 50% até um máximo de 50€ euros.