Novo Benfica já tem o cunho de Bruno Lage

Aposta Ganha / Destaques do Desporto e das Apostas / Novo Benfica já tem o cunho de Bruno Lage

Destaque do dia: Novo Benfica já tem o cunho de Bruno Lage

Ao cabo de apenas três partidas como treinador do Benfica e com uma exigente série de desafios pela frente nas próximas semanas, Bruno Lage já impos o seu estilo de jogo no Benfica e até ao momento os resultados são satisfatórios.

As mudanças na forma de jogar da equipa encarnada são claramente visíveis e têm-se vindo a fortalecer jogo após jogo, demonstrando que os treinos estão a ser assimilados pelos jogadores.

Benfica de Bruno Lage: Uma nova ideia de jogo

O Benfica de Rui Vitória baseava o seu jogo numa intensa pressão alta durante praticamente 90 minutos, procurando recuperar a bola bem à frente no campo e saindo rapidamente em rápidas transições ofensivas.

Esse era um modelo de jogo com vantagens e desvantagens, como qualquer outro.

Novo Benfica já tem o cunho de Bruno Lage

Por um lado, o Benfica sufocava os seus adversários logo na sua zona de saída e muitas vezes acabava por golear equipas mais fracas, sem grandes argumentos para ultrapassar a pressão encarnada.

Por outro lado, esse sistema enjeitava alguns riscos visto que o Benfica defendia com uma linha defensiva muito adiantada e expunha-se com frequência às bolas nas costas dos seus defesas, algo que ainda pudemos ver frente ao Rio Ave, pois embora já tivesse existido troca de treinador, as ideias ainda estavam enraizadas poucos dias depois da saída de Vitória.

Agora, com Bruno Lage ao leme tudo mudou em termos de postura em campo.

O Benfica tornou-se uma equipa muito mais sóbria sobre o relvado, optando por realizar uma pressão mais zonal e não tão avançada no terreno, permitindo aos seus jogadores evitar o maior desgaste originado pela anterior forma de jogar.

Benfica de Bruno Lage:  Lugar à criatividade

Para além da postura defensiva, o Benfica também mudou no aspecto ofensivo preferindo claramente circular a bola com paciência e esperar que a criatividade dos seus excelentes jogadores faça a diferença.

Na minha opinião, o actual sistema de jogo favorece jogadores como Franco Cervi, Salvio ou João Félix que passam a ter maior discernimento na hora de atacar e criar jogo ofensivo, ao passo que anteriormente se desgastavam imenso na pressão defensiva que eram forçados a realizar.

Com Lage, a equipa privilegia a posse de bola e ataca com mais critério e organização. É certo que não será tão astuto na exploração de potenciais adiantamentos das equipas adversárias, mas por outro lado também não se expõe com as correrias desenfreadas que fazia anteriormente.

Também é de notar que com este sistema de maior circulação de bola entre os seus médios e atacantes, o Benfica tem optado por maiores trocas posicionais com elementos como João Félix, Zivkovic, Pizzi ou Gabriel a trocarem com regularidade de posições na tentativa de confundirem os seus adversários.

O golo do Benfica no triunfo sobre o Vitória de Guimarães para a Taça de Portugal foi sintomático dessa nova forma de jogar.

Com a circulação de bola pelo chão, os jogadores vitorianos foram surpreendidos pela mudança de planos de Rúben Dias que optou por uma bola longa para o coração da área, e a movimentação de João Félix foi igualmente surpreendente ao surgir num território que, em teoria seria ocupado por Haris Seferovic.

É nesta mobilidade e imprevisibilidade que Bruno Lage aposta para fazer os seus golos, enquanto em simultâneo dota a sua equipa de maior solidez do ponto de vista defensivo.

Benfica de Bruno Lage: O fim dos proscritos

Com a chegada de Bruno Lage também ficou perfeitamente visível quais os jogadores que não estavam nos planos de Rui Vitória, embora não sejam claras as razões para que tal acontecesse.

Desde logo, foi notória a solidificação de João Félix como elemento titular na equipa, quando na verdade vinha tendo pouco tempo de utilização sob o comando do anterior técnico encarnado.

Neste caso em particular, acredito que tal se devesse fundamentalmente ao estilo de jogo da equipa, que privilegiava jogadores rápidos e fortes na pressão e ao mesmo tempo ágeis a sair em transições rápidas, características que não são propriamente o forte do jovem jogador português.

Benfica de Bruno Lage

Porém com o novo sistema de Lage as coisas ficam mais ao jeito de Félix que gosta de trocar a bola e rondar as zonas de finalização, podendo ao mesmo tempo fazer uma pressão mais ligeira que não o irá esgotar tanto em tarefas defensivas.

O outro jogador aparentemente proscrito por Rui Vitória era claramente Andreas Samaris que estranhamente tinha sido deixado para trás, tornando-se no terceiro médio defensivo da equipa atrás de Alfa Semedo.

Agora, esse cenário parece ter mudado e o jogador grego tem jogado com maior regularidade, posicionando-se na poleposition para ser titular esta Sexta-Feira diante do Vitória de Guimarães depois de Ljubomir Fejsa ter saído com problemas físicos na partida da passada terça-feira.

Apesar do médio grego ter alguma fama de ‘caceteiro’ em Portugal, a verdade é que ele também tem qualidade com a bola nos pés e eu diria que é um jogador mais experiente e qualificado que Alfa Semedo pelo que era um pouco estranho que fosse tantas vezes preterido das opções de Rui Vitória.

A mensagem do ex-capitão de equipa Luisão manifestando a sua satisfação pelo regresso de Samaris aos relvados terá deixado novas pistas quanto a um eventual problema do jogador com o ex-treinador.

Também Luisão saiu de uma forma estranha do plantel e, tendo em conta esta recente mensagem fica a ideia de que não teria uma relação assim tão saudável com Rui Vitória, sendo que a forma como encerrou a sua carreira a meio da temporada foi francamente estranha para um jogador que se tornou num histórico capitão do clube e um dos mais titulados.

Novo teste em Guimarães

Com três vitórias em três partidas oficiais, os primeiros sinais da era Bruno Lage são satisfatórios, no entanto serão as próximas semanas a determinar até que ponto as melhorias são evidentes.

O Benfica joga já esta Sexta-Feira, às 21:15 no Estádio D.Afonso Henriques, desta feita em partida da Liga NOS.

Depois de lá ter vencido por 1-0 a meio da semana para a Taça de Portugal em mais uma exibição sóbria e eficiente, o Benfica volta a ser testado pelos vimaranenses numa partida onde terá alguns handicaps.

vitoria de Guimarães

Se Fejsa não recuperar, o Benfica terá de mexer no meio-campo defensivo e também na defesa visto que Rúben Dias está suspenso por ter somado o quinto cartão amarelo na competição.

Em sentido inverso, o Vitória terá Tozé de regresso após cumprir suspensão e também André André que está recuperado de lesão.

As casas de apostas apontam o Benfica como favorito a 1.86 (Bet pt) com o Vitória a 4.70 (Betclic) e o Empate a 3.45 ( Esc Online).

Será mais um sério teste à crescente coesão defensiva benfiquista que não sofreu nas últimas duas partidas, no entanto terá duas baixas importantes neste duelo. A Betclic paga 1.70 por nova partida envolvendo o Benfica a terminar com Menos de 2.5 Golos, um cenário relativamente possível tendo em conta o novo registo de jogo da equipa.

19 dias infernais

Bruno Lage estará totalmente testado dentro de 19 dias, tal é a exigência de calendário dos próximos dias.

Para além do embate desta noite, o Benfica jogará a meio da próxima semana com o FC Porto na Meia-Final da Taça da Liga, e em caso de vitória terá uma Final frente a Sporting ou SC Braga no fim-de-semana.

Posteriormente, receberá o Boavista em casa para a Liga Portuguesa e entrará logo de seguida num duplo compromisso com o rival Sporting.

Primeiro, jogará a 3 de Fevereiro no Estádio de Alvalade em partida crucial da Liga Portuguesa, e poucos dias depois receberá no Estádio da Luz a equipa leonina em partida da primeira mão das Meias-Finais da Taça de Portugal.

Será um ciclo infernal para o Benfica, assim como para os outros três clubes de topo em Portugal – Braga e Porto também se enfrentam na Taça de Portugal – pelo que em meados de Fevereiro já poderemos fazer uma clara avaliação dos efeitos da mudança de treinador uma vez que um título já terá sido entregue, terá igualmente sido dado um passo importante na definição dos finalistas da Taça de Portugal.

E o teste em Alvalade para o Campeonato Nacional terá ajudado a clarificar se o Benfica pode realmente lutar ainda pelo título nacional esta temporada ou, se pelo contrário terá de se contentar com a luta pelo vice-campeonato que dará acesso à próxima Liga dos Campeões.

Teremos então três semanas de grande emoção no Futebol Nacional onde várias respostas serão encontradas não apenas para o Benfica de Bruno Lage, mas igualmente para o sólido FC Porto de Sérgio Conceição, para o vistoso Leão de Keizer e para o pragmático Sp. Braga de Abel Ferreira.

Fique por aí e não se esqueça de consultar as previsões para as partidas desta noite com destaque para o Chaves vs Porto e Guimarães vs Benfica.

Conheces nosso telegram? Lá encontras mais de 1.200 apostadores a discutir as melhores apostas inclusive os melhores jogos do final de semana.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *




CASAS DE APOSTAS LEGAIS
3,3 rating
Não tem bónus de Boas vindas para a apostas desportivas online.
4,0 rating
10€ Gráris mais 200% de bónus sobre o valor do seu depósito até um máximo de 50 de euros.
3,5 rating
5€ Grátis com o Código Promocional: apostaga
mais Bónus no primeiro depósito até um máximo de 100 euros.
3,0 rating
Não tem bónus de Boas vindas para a postas desportivas online.
3,3 rating
Bónus de Boas Vindas para o primeiro depósito de 50% até um máximo de 100€ euros.
3,5 rating
Bónus de Boas Vindas para o primeiro depósito aposta sem risco até 50 euros.
3,3 rating
Bónus de Boas Vindas para o primeiro depósito de 50% até um máximo de 50 euros.
3,8 rating
Bónus de Boas Vindas para o primeiro depósito de 100% até um máximo de 100 euros.
4,3 rating
Freebet de 10€ mais 100% de bónus sobre o valor do seu depósito até um máximo de 250 de bónus.
4,5 rating
Bónus de Boas Vindas para o primeiro depósito de 50% até um máximo de 50€ euros.