Prognósticos para Apostas Desportivas Online – Aposta Ganha

Benfica nas asas de João Félix mais perto das semifinais da Liga Europa

O Benfica deu um passo firme rumo às Meias-Finais da Liga Europa na noite desta quinta-feira ao bater o Eintracht Frankfurt por 4-2. Numa partida onde João Félix assumiu papel de figura central ao apontar três golos, a formação encarnada colocou um pé na fase seguinte, porém precisa materializar esse ascendente na Alemanha dentro de uma semana…

Um jogo que correu de feição

Olhando ao modo como o jogo se desenrolou na noite de ontem no Estádio da Luz é fácil entender que as coisas correram relativamente bem à equipa da casa.

Depois de um início de partida relativamente monótono e estudado de parte a parte, uma boa jogada de envolvimento dos encarnados potenciou uma Grande Penalidade e expulsão de jogador rival que, de certa forma, desbloqueou o jogo e estendeu a passadeira para um bom resultado.

Frente a um adversário germânico que confirmou as suas credenciais ofensivas ao apontar dois golos – e ter um outro anulado de modo discutível – jogar com mais um elemento durante 70 minutos de jogo foi fundamental para o Benfica forjar uma boa vantagem que lhe possibilite controlar a eliminatória em Frankfurt daqui por uma semana.

A formação lisboeta chegou ao descanso a vencer por 2-1 e rapidamente ampliou o marcador numa jogada de bola parada onde João Félix assistiu – com as costas – Rúben Dias para um golo fácil. Pouco depois, em mais uma boa jogada de envolvimento foi a vez de João Félix chegar ao hat-trick com uma boa finalização no coração da área.

O 4-1 teria sido um resultado excelente que praticamente sentenciaria a eliminatória, no entanto, o recém-entrado Gonçalo Paciência ainda foi a tempo de descontar para o Eintracht, recolocando assim o 4º classificado da Bundesliga na luta pela eliminatória.

O Benfica está agora dono e senhor do confronto – com dois golos de vantagem – e apresenta cotações de 1.35 para se qualificar para a fase seguinte de acordo com a ESC Online.

O Eintracht Frankfurt será obrigado a uma grande recuperação no seu reduto dentro de uma semana, e a sua qualificação está cotada em 2.95 pela mesma casa de apostas.

As artimanhas de Bruno Lage

Uma das surpresas da noite proveio do onze inicial apresentado pelo técnico do Benfica Bruno Lage que não contemplou qualquer avançado de referência. Na prática, isto significou que o único avançado disponível do plantel para a partida (Jonas estava castigado) Haris Seferovic foi poupado com vista à partida da Liga Portuguesa no fim-de-semana.

Assim, o Benfica apresentou uma equipa muito versátil com Rafa Silva e João Félix como falsos avançados e Franco Cervi e Gedson Fernandes a surgirem no apoio sempre que possível.

E na verdade, contra a maioria dos comentadores desportivos que estranharam tais opções, o Benfica conseguiu confundir a defensiva alemã ao não lhe dar qualquer referência atacante. Sem um avançado fixo no coração da área, alguns defesas do Eintracht deram sinais de confusão e alguma apatia face a uma situação à qual não devem estar habituados.

No primeiro golo, a defesa alemã foi surpreendia pelo rápido surgimento de Gedson Fernandes na área, e nos restantes golos de bola corrida João Félix marcou por duas vezes sem oposição surgindo de trás e surpreendendo os relativamente estáticos defensores germânicos.

Bruno Lage

A presença de Gedson numa zona mais de médio interior direito terá sido o ponto chave no esquema encarnado, pois quando se olhava ao onze inicial parecia difícil encaixar três médios defensivos no mesmo esquema – Ljuboms Fejsa, Andreas Samaris e Gedson Fernades – mas Bruno Lage voltou a demonstrar conhecer bem os jogadores jovens que tem ao seu dispor.

Gedson Fernandes é um jogador de grande qualidade que sabe ter bola e conduzi-la até zonas ofensivas como poucos, razão pela qual não seria assim tão estranho vê-lo na zona do campo que acabou por ocupar.

Em termos defensivos, a equipa voltou a revelar algumas debilidades embora me pareça compreensível que tal tenha sucedido face à qualidade ofensiva do adversário.

É certo que o Eintracht jogou com menos um jogador durante quase todo o jogo, no entanto, com a desvantagem no marcador tentou sempre procurar golos e elementos como Filip Kostic, Ante Rebic e Luka Jovic foram constantes dores de cabeça no sector mais recuado dos lisboetas.

De certo modo, a qualidade que evidenciaram serve de alerta para o Benfica não entrar adormecido em Frankfurt sob pena de ver o adversário reequilibrar a eliminatória no seu terreno.

A reaparição do miúdo João Félix

Depois de um mediático surgimento na equipa inicial do Benfica aquando da chegada de Bruno Lage, João Félix atravessava provavelmente o seu pior período em termos de rendimento ofensivo nas últimas semanas ao apontar apenas um golo nas últimas sete partidas.

Acontece que ontem o miúdo voltou a ‘abrir o frasco de ketchup’ com diria Cristiano Ronaldo, e apontou um hat-trick embelezado por um excelente golo de fora da área (2-1) e ainda uma assistência afortunada para Rúben Dias.

Mas a excelência da exibição do jovem talento luso não se fica por aí se atentarmos com mais detalhe a alguns momentos do jogo.

Convém não esquecer que foi um belo passe entrelinhas de João Félix que colocou Gedson Fernandes em posição privilegiada aos 20 minutos de jogo, originando posteriormente uma Grande Penalidade (convertida por Félix) e expulsão de um jogador alemão que abriu as comportas a um belo triunfo encarnado.

Jogando como elemento mais adiantado do conjunto encarnado João Félix não teve grandes responsabilidades no capítulo defensivo, e tal terá tido repercussões na sua disponibilidade em termos atacantes.

Para além disso, a sua característica natural de vir de zonas mais recuadas do campo até zonas de finalização voltou a ser evidenciada nesta partida. Foi assim que Félix marcou em Alvalade ou no Dragão, por exemplo, e será por aí que passará muito do seu sucesso futuro como jogador.

Com um remate fácil e de qualidade, e tendo em conta a sua velocidade e agilidade para aparecer em zonas de perigo, ele poderá ser um regular marcador de golos caso os seus treinadores lhe reconheçam esse atributo em particular.

Rui Vitória, por exemplo, costumava colocá-lo numa das alas onde o seu rendimento era notoriamente inferior.

Muito se tem falado do assédio de grandes clubes a João Félix, e embora seja justo reconhecer o seu grande talento, talvez fosse benéfico para o jovem luso permanecer no Benfica por pelo menos mais uma temporada.

O exemplo de Renato Sanches – que parecia ter tudo para vingar no futebol europeu, mas terá saído cedo demais – deveria funcionar como fator de dissuasão a uma saída precoce, no entanto o peso dos milhões poderá ser irresistível para os cofres do Benfica. Veremos se a história de Félix no Benfica se encerra já no final da época, ou se terá novos capítulos em 2019/20…

Eintracht ainda não se rendeu…

O técnico dos alemães Adi Hutter afirmou que a eliminatória continua em aberto apesar da derrota por 4-2 na Luz, e que ficou algo curioso por saber como teria sido o jogo caso não tivesse acontecido aquela expulsão numa fase prematura de jogo.

A qualidade dos germânicos – nomeadamente em termos ofensivos – ficou bem patenteada na partida, porém terão de melhorar os índices de concentração defensiva se não quiserem ser novamente surpreendidos pelo rápido futebol de ataque do Benfica.

O Eintracht está cotado em 1.83 pela Bet.pt para vencer o encontro da segunda mão, no entanto, um triunfo simples não será suficiente. É preciso vencer por dois golos de vantagem desde que o Benfica marque, no máximo um golo.

Eintracht

Assim, o mercado Handicap Frankfurt -1 está avaliado em 2.65 na Betclic e só cumprindo este requisito a formação germânica poderá seguir em frente na Liga Europa.

O Benfica já perdeu por dois ou mais golos em seis ocasiões na presente temporada, algo que certamente animará o Eintracht Frankfurt na sua crença por uma reviravolta na segunda mão da eliminatória, mas também é preciso relevar que na era Bruno Lage tal só ocorreu em uma de 22 partidas em todas as competições (1-3 com o Porto na Taça da Liga).

Será certamente uma tarefa complicada para os germânicos, que também precisam de manter o foco na Bundesliga e na sua tentativa de garantir um lugar de acesso à próxima Liga dos Campeões, mas aí estão em pé de igualdade com o Benfica, que também não pode ter descuidos na Liga NOS sob pena de deixar fugir a liderança muito perto do final do Campeonato.

Chelsea, Arsenal e Valência a mostrarem os pergaminhos

Nos restantes encontros da noite na Liga Europa vimos o Chelsea passar da teoria à prática ao vencer em Praga por 1-0 e praticamente sentenciar a eliminatória diante do Slavia.

O Arsenal entrou de rompante no embate frente ao Nápoles no Emirates Stadium e forjou uma preciosa vantagem de dois golos (2-0) que segurou até final, chegando assim ao San Paolo em excelente posição de seguir em frente dentro de uma semana.

Liga Europa

Já o Valência confirmou a sua superioridade em casa do Villarreal com dois golos tardios a assegurarem um triunfo de 1-3 que dá grande conforto para a partida no Mestalla. Gonçalo Guedes brilhou ao marcar por duas vezes e continua a ser decisivo para Los Che na Liga Europa.

Para Vencer a Liga Europa na ESC Online uma das principais casas de apostas de Portugal:

  1. Chelsea 2.60
  2. Arsenal 3.95
  3. Valência 5.50