Prognósticos para Apostas Desportivas Online – Aposta Ganha

Bola ao Ar: Lockout e as suas consequências

Mas como alguns já sabiam há alguns meses havia a possibilidade de acontecer um “Lockout” na liga. E o que é um lockout?

Pelas leis norte-americanas, como não há um contrato entre a liga e os jogadores, os donos das equipas, podem fechar os locais de trabalho, ou seja o local de trabalho de jogadores e staff técnico.

Bola ao Ar: Lockout e as suas consequênciasIsto aconteceu porque não há entendimento entre jogadores e donos de equipas para se fazer um novo contrato entre ambos.

Se os jogadores não abdicam de ganhar o que ganhavam anteriormente, os donos das equipas não estão dispostos a continuar a pagar tanto dinheiro e por isso querem baixar os ordenados.

Com isto pode nem haver campeonato este ano, ou pode começar mais tarde (como aconteceu em 1994/1995 e 1997/1988).

Isto traria enormes prejuízos, muitos deles financeiros, pois sabe-se que a liga gera muito dinheiro e sobretudo ao nível dos adeptos.

Pois se foi difícil colocar esta liga no topo das mais vistas no mundo haverá sempre gente que não vai perdoar o facto de a mesma parar um ou mais anos (como já se vem a falar), sendo isto, no meu ponto de vista, um grande erro que trará enormes prejuízos.

E não havendo entendimento até ao momento, mesmo com várias reuniões a acontecer, os jogadores começaram a procurar outros clubes para jogar enquanto não há NBA.

Deron Williams foi o primeiro a avançar depois de saber desta situação e vinculou-se com o Besiktas.

Mas mais jogadores certamente o seguirão, pois já se fala que Kobe Bryant poderá também seguir os passos deste e engraçar também ele no Besiktas.

Para além destes dois, fala-se em Amar’e Stoudemire (para jogar em Espanha, Turquia ou Israel) e Chris Paul e Carmelo Anthony falam em jogar na China.

Outras das notícias recentes (e mais uma vez péssima para a NBA) é que Yao Ming decidiu abandonar a liga depois de anos cheio de lesões.

E o próprio afirma: “Por que eu deveria ver a NBA a partir de agora?”

Feito um estudo para saber o que a população chinesa acha sobre isto, conclui-se que 57% dos entrevistados, pensa como o jogador chinês.

Ou seja, não terão grande interesse em acompanhar a liga sem um grande representante do seu país lá a jogar.

Isto é mais uma dura “facada” nos interesses dos responsáveis pois sabe-se a potência que é a China e são importantíssimas as audiências vindas de lá.

Uma das mais recentes notícias que nos chega dos EUA, é que os Atlanta Hawks estão prestes a ser vendidos, mas não vão sair de Atlanta.

O comprador é um empresário do ramo alimentar que também ele é dono La Pizza Loca, fundado na Califórnia e que tem mais de 50 lojas.

O novo dono da equipa quando disse que os Atlanta não corriam o risco de sair da cidade, afirmou mesmo: “Eu sou uma pessoa que não desiste; vou trazer um campeonato para a cidade”.

Vamos aguardar para ver…

Enquanto se passam estas situações todas na liga, Michael Jordan (considerado o melhor jogador de todos os tempos da modalidade), aproveitou para mostrar durante o Charlotte Bobcats Fantasy Camp que ainda consegue fazer umas coisas engraçadas.

Desafiado por um jovem que lá se encontrava a mostrar que aos 48 anos de idade, ainda conseguia afundar, Jordan não se fez rogado e aproveitou para mostrar que para ele afundar ainda é tão fácil como noutros tempos: