Com o regresso confirmado de Jorge Jesus ao Estádio da Luz, foi também badalada a aposta num investimento avultado, que permita ao ex-Flamengo contar com uma equipa capaz de ganhar tudo em Portugal e apontar a voos mais altos na Europa. É nesse sentido que a imprensa tem atirado para cima da mesa vários nomes como possíveis futuros reforços do Benfica, alguns de craveira internacional.

CAVANI É SONHO DISPENDIOSO

Nos últimos dias, o jornal Record tem colocado Edison Cavani na rota do Benfica. O avançado uruguaio é um jogador livre, já que estava em final de contrato com o Paris Saint-Germain, ao serviço do qual auferia um salário anual na ordem dos 18,4 milhões de euros. Uma verba completamente impossível de suportar pelos cofres da Luz.

Neste sentido, a imprensa aponta a uma “operação de charme”, à imagem da que foi conduzida junto de Julian Weigl (ex-Borussia Dortmund), com base nas condições de topo das infraestruturas e num projeto que permita à equipa ir longe na Liga dos Campeões, uma competição onde Cavani tem muitos minutos acumulados.

A confirmar-se o interesse do Benfica no jogador, a tarefa da estrutura presidida por Luís Filipe Vieira não será fácil, até porque também o Leeds (recém-promovido à Premier League) e a AS Roma estão no encalço do internacional uruguaio.

EX-DRAGÃO JAMES APONTADO AO BENFICA. HAVERÁ INTERESSE OU NÃO PASSA DE RUMOR?

Antiga figura do FC Porto, o colombiano James Rodríguez, sem espaço no plantel atual do Real Madrid de Zidane, foi também recentemente associado ao Benfica, além de Inter, AC Milan e Manchester United.

Um devaneio que, de um ponto de vista opinativo e pessoal, carece de confirmação e que, muito provavelmente, será mais uma “posta de pescada” da imprensa, no caso a espanhola.

É certo que não faltam casos de “traição” no mundo do futebol, mas é importante lembrar que, aquando da visita do Bayern Munique à Luz em 2018/19, James dirigiu-se em tom provocatório às bancadas e, no final do jogo, assumiu-se como “portista”.

REVOLUÇÃO À VISTA NO PLANTEL ENCARNADO

Com a chegada de Jorge Jesus ao comando técnico do Benfica, deverão também chegar ventos de mudança. E a soprar forte.

É sabido que o treinador que completa amanhã 66 anos de idade não trabalha com plantéis de qualidade duvidosa e é precisamente esse o rótulo que tem sido associado ao atual elenco principal das “águias”, de forma generalizada.

O jornal A Bola noticiou, recentemente, que Jorge Jesus deseja reforçar todos os setores, começando pela baliza, onde tem apostado em guarda-redes com experiência internacional, estando, por isso, em dúvida o futuro de Odysseas Vlachodimos na próxima época.

Curiosamente ao contrário dessa premissa, Hélton Leite (Boavista) parece estar muito próximo de assinar, enquanto Juan Musso (Udinese) também foi referenciado.

Na defesa, o central Lucas Veríssimo (Santos) parece estar muito próximo de ser o primeiro reforço no “pós-Jesus”, a troco de um valor entre os 7 e 8 milhões de euros.

O jogador ainda à disposição de Jesualdo Ferreira já seria um desejo de JJ para reforçar o Flamengo. Ainda no setor mais recuado, Gilberto, lateral-direito do Fluminense, e Rafinha (Flamengo) são outros dos nomes associados à Luz.

Cavani no Benfica de Jorge Jesus?

Gerson e Arão, duas peças indiscutíveis no esquema titular de Jesus no Flamengo, são aparentemente outros dos principais desejos do treinador.

O ex-Fiorentina goza de qualidade indiscutível e até foi contratado para o Flamengo a pedido de JJ, pelo que poderá haver, creio, um fundo de verdade no interesse. Já Arão parece-me algo descabido, até porque o Benfica tem nas suas fileiras Weigl, Florentino, Samaris… e Fejsa a voltar de empréstimo.

A questão dos emprestados é, aliás, um dos assuntos pendentes por estes tempos na Luz. Com Bruno Lage, noticiava-se que, por exemplo, Diogo Gonçalves (figura do Famalicão em 19/20) estaria de regresso ao Seixal para cumprir a pré-época, algo que já não parece tão líquido nesta altura.

Para o meio-campo ofensivo e a frente de ataque, os nomes de Bruno Henrique (Flamengo) e Everton ‘Cebolinha’ (Grémio), duas das principais figuras da atualidade no Brasileirão, são os mais recentes apontados ao Estádio da Luz. Também Carlos Fernández (Sevilla, emprestado ao Granada) e Islam Slimani (Leicester) estarão nas cogitações de JJ.

OS DEVANEIOS DA IMPRENSA

É natural que com a chegada de Jorge Jesus ao Benfica o interesse em torno do futuro da equipa encarnada e, consequentemente, a especulação em redor desse mesmo futuro tendam a aumentar de forma exponencial.

Em todos os mercados de transferências, os clubes de maior nomeada nacional são alvos da associação a um número de jogadores, que, por vezes, chega a ser ridículo, como é do conhecimento do mais comum adepto.

Na minha opinião, no caso do Benfica, nomes como James, Arão, Musso, etc, não fazem qualquer tipo de sentido, ora por obrigarem a avultados investimentos a que o clube não deverá estar disposto, ora por não haver propriamente necessidade de reforçar a equipa onde não existe tanta carência.

APOSTA NA FORMAÇÃO PARA ABORTAR?

Correu mundo a célebre frase de Jorge Jesus, aquando da sua primeira passagem pelo Seixal, quando referiu que os jogadores da formação teriam de nascer 10 vezes para conseguir calçar na equipa principal. A verdade é que, no Flamengo, mas em casos muito pontuais e específicos, JJ mostrou uma maior abertura relativamente à aposta em jovens valores.

Numa altura em que a política financeiro-desportiva do Benfica passava claramente pela aposta nas pérolas do Seixal (LFV chegou a apontar à conquista da Liga dos Campeões com uma equipa-base formada em casa…), será interessante perceber que tipo de estratégia terá sido alinhavada entre Vieira e Jesus neste seu regresso.

É crível que nomes como Jota ou Tomás Tavares, que nunca conseguiram impor-se na época que caminha para o seu fim, recebam guia de marcha, provavelmente a título de empréstimo.

E Gonçalo Ramos? O jovem avançado estreou-se pela equipa principal, na Vila das Aves, com dois golos em oito minutos e certamente sonhará com um lugar no plantel de Jesus. Algo que, aparentemente, Vieira quer.

CLÁSSICOS PARA FECHAR A TEMPORADA

No próximo sábado, o Benfica despede-se da edição 2019/20 da Liga NOS, que certamente não deixará grande saudade.

No Estádio da Luz, as “águias” recebem a visita do rival Sporting, num “derby” que servirá para cumprir calendário aos pupilos de Veríssimo (certamente sob o olhar muito atento de Jorge Jesus), mas onde os “leõezinhos” de Amorim precisam, no mínimo, de pontuar, para segurar o 3.º lugar e a entrada direta na fase de grupos da Liga Europa, fugindo a um início antecipado dos trabalhos em 2020/21.

Odds benfica porto

A Betano destaca o Benfica com favoritismo de 1.90, contra os 3.70 oferecidos à vitória do Sporting, num jogo onde o Empate tem uma cotação de 3.55. Pela falta de criatividade que a equipa de Amorim tem vindo a apresentar, numa altura em que a aposta na formação tem assumido contornos, a meu ver, exagerados, acredito no triunfo do vice-campeão nacional, pelo que vislumbro valor nos 1.90 associado à sua vitória.

No fim-de-semana seguinte, o Benfica reedita com o FC Porto aquele que é, atualmente, o maior “clássico” do futebol português, no Estádio EFAPEL, em Coimbra.

Na final da Taça de Portugal, o equilíbrio é nota dominante nas odds da Betano para o mercado de 1X2, que sofreu uma ligeira inversão no parco favoritismo anteriormente conferido ao Benfica.

Por agora, a vitória dos “encarnados” cota a 2.74, ao passo que o Empate surge a 3.20 e a vitória dos “dragões” garante 2.50 de retorno por cada euro investido.

 

Gostaste do nosso conteúdo?
Então regista-te no nosso canal do Youtube. Entra nas nossas redes sociais Facebook, Instagram e Twitter. Ainda tens o nosso Chat no Tegram

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *




Casas de Apostas
3,8 rating
10€ Gráris mais 200% de bónus sobre o valor do seu depósito até um máximo de 50 de euros.
3,5 rating
5€ Grátis mais Bónus de Boas Vindas para o primeiro depósito de até um máximo de 100 euros.
3,3 rating
Não tem bónus de Boas vindas para a postas desportivas online.
3,3 rating
Não tem bónus de Boas vindas para a postas desportivas online.
3,5 rating
Bónus de Boas Vindas para o primeiro depósito aposta sem risco até 50 euros.
3,3 rating
Bónus de Boas Vindas para o primeiro depósito de 50% até um máximo de 50 euros.
4,0 rating
Bónus de Boas Vindas para o primeiro depósito de 100% até um máximo de 100 euros.
4,3 rating
Freebet de 10€ mais 100% de bónus sobre o valor do seu depósito até um máximo de 250 de bónus.
4,5 rating
Aposta de 5€ Grátis com o Código Promocional: APOSTAGANHA1 mais 50% de Bonus até um máximo de 50 euros.