O Governo Espanhol, por mão do seu Ministério do consumo, alertou 25 clubes de futebol a romperem o quanto antes os contratos publicitários que detêm com empresas do ramo das apostas desportivas. Em causa está um decreto real, que aguarda aprovação, que se dirige à proibição da publicidade a casas de apostas, que deverá entrar em vigor a partir do verão do próximo ano.

GOVERNO ESPANHOL QUER ACABAR COM A PUBLICIDADE AO JOGO ONLINE

A decisão não é nova e o objetivo do Governo Espanhol passa por acabar com a publicidade ao jogo online nos vários meios de comunicação social, bem como nos estádios e nos uniformes que as equipas utilizam.

Inicialmente, a intenção passava por fazer o projeto-lei ser aprovado e entrar em vigor já no passado mês de outubro, mas o acordo não foi alcançado e os clubes têm agora até 31 de agosto de 2021 para colocarem um ponto final nos acordos publicitários celebrados com as empresas que detêm casas de apostas.

Num e-mail enviado por Alberto Garzón, ministro do consumo, aos clubes da La Liga é dada a conhecer a possibilidade de os acordos permanecerem em vigor até ao final desta época desportiva, tendo em vista evitar o colapso financeiro por parte das entidades desportivas.

Ainda assim, 25 clubes do futebol espanhol terão de colocar um fim aos contratos de publicidade com várias casas de apostas, que representam uma fatia considerável do seu orçamento anual.

A permissão da publicidade ao jogo online ficará reduzida ao máximo de uma hora, num período específico entre as 01h00 e 04h00 da madrugada – naturalmente, um horário onde o impacto publicitário será praticamente nulo.

Esta é uma decisão que, a avançar, far-se-á sentir de forma dura e bastante negativa nas contas de vários clubes da primeira e segunda divisões de Espanha.

GOVERNO ESPANHOL QUER ACABAR COM A PUBLICIDADE AO JOGO ONLINE

Na LaLiga, onde competem um total de 20 equipas, são sete os clubes que detêm acordos de patrocínios nas suas camisolas com empresas do ramo das apostas: Alavés (Betway), Cádiz (Dafabet), Granada (Winamax), Levante (Betway), Real Betis (Betway), Sevilla (MarathonBet) e Valencia (Bwin).

No segundo escalão, a MarathonBet e a Betway aparecem representadas por via do Girona e do Leganés, respetivamente. Há cerca de dois meses, Rayo Vallecano, Sporting Gijón e Logroñés anunciaram a William Hill como patrocinadora oficial, com publicidade visível nos seus equipamentos.

PRESIDENTE DA LA LIGA JÁ ALERTOU PARA FORTE IMPACTO ECONÓMICO DA DECISÃO

A intenção do Governo Espanhol em fazer com que o decreto real seja aprovado já mereceu fortes críticas por parte de Javier Tebas, presidente da Liga Espanhola.

Numa conferência recentemente levada a cabo na Cardenal Herrera CEU University, o líder do organismo que rege a La Liga apontou uma verba de 90 milhões de euros como representativa do impacto global que a ausência da publicidade de apostas desportivas trará aos clubes.

Apontando a demasiada «demagogia» e a uma incoerência, Tebas lembrou que a publicidade que será proibida em Espanha poderá ser vista em eventos de magnitude internacional, como o Tour de France ou o Grande Prémio de Fórmula 1.

O objetivo por parte da Liga é chegar a acordo com o Governo para que os clubes possam ter dois anos para adotar o novo regulamento, ainda que os contratos atuais celebrados entre clubes e empresas de apostas já incluam cláusulas de rescisão devido à possibilidade da aprovação do decreto real.

Referindo, ainda, o «aumento de impostos» como uma preocupação, Javier Tebas afirmou mesmo que Espanha «é o país que pior trata os atletas», o que resulta num campeonato menos competitivo, e lembrou que o futebol no país vizinho de Portugal é «uma indústria que geram 180.000 empregos».

CLUBES TEMEM RECESSÃO FINANCEIRA E CENÁRIO PODE REPERCUTIR-SE FORA DE ESPANHA

Depois de ter recebido o aval da Comissão Europeia em julho passado, o decreto real que proíbe a publicidade do jogo online deverá mesmo ser aprovado num futuro de médio prazo e as medidas irem avante.

Segundo o Governo Espanhol, a transição que a La Liga e os clubes procuram não será de «anos, como alguns desejam».

PRESIDENTE DA LA LIGA JÁ ALERTOU PARA FORTE IMPACTO ECONÓMICO DA DECISÃO

Sem muito tempo para adotar estratégias que lhes permitam fintar o desaparecimento de cerca de 30% do capital do seu orçamento anual, proveniente da publicidade já referida, os clubes espanhóis podem vir a enfrentar um período complicado em breve, numa fase em que ainda estão a combater as perdas provocadas pelo surgimento da pandemia do novo coronavírus.

Esta é uma situação que poderá ter um reflexo cinzento para as instituições desportivas, mas também para as empresas do ramo do jogo online, já que, a confirmar-se em Espanha, poderá ser uma medida a adotar por outros países.

 

Gostaste do nosso conteúdo?
Então regista-te no nosso canal do Youtube e assiste aos nosso Podcasts de Apostas. Entra nas nossas redes sociais Facebook, Instagram e Twitter. Ainda tens o nosso Canal de Telegram

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *




Casas de Apostas
3,8 rating
10€ Gráris mais 200% de bónus sobre o valor do seu depósito até um máximo de 50 de euros.
3,5 rating
5€ Grátis mais Bónus de Boas Vindas para o primeiro depósito de até um máximo de 100 euros.
3,3 rating
Não tem bónus de Boas vindas para a postas desportivas online.
3,3 rating
Não tem bónus de Boas vindas para a postas desportivas online.
3,5 rating
Bónus de Boas Vindas para o primeiro depósito aposta sem risco até 50 euros.
3,3 rating
Bónus de Boas Vindas para o primeiro depósito de 50% até um máximo de 50 euros.
4,0 rating
Bónus de Boas Vindas para o primeiro depósito de 100% até um máximo de 100 euros.
4,3 rating
Freebet de 10€ mais 100% de bónus sobre o valor do seu depósito até um máximo de 250 de bónus.
4,5 rating
Aposta de 5€ Grátis com o Código Promocional: APOSTAGANHA1 mais 50% de Bonus até um máximo de 50 euros.
Ultimos Artigos