Prognósticos para Apostas Desportivas Online – Aposta Ganha

Copa América: Argentina já está sob pressão

O pesadelo da seleção da Argentina não parece ter fim e logo na partida inaugural da Copa América 2019 acabou derrotada por uma competente Colômbia por 2-0. Isso coloca a formação orientada por Lionel Scaloni imediatamente sob pressão numa fase precoce da competição.

Copa América, Argentina já está sob pressão: Por que razão isto teima em suceder?

Após um Campeonato do Mundo demasiado sofrível em 2018 que culminou com uma natural eliminação, a Argentina voltou a operar uma pequena revolução, trocando de técnico e chamando vários jogadores novos para a Copa América, mas, para já, os resultados não são visíveis.

Diante da Colômbia, a Argentina teve algum ascendente ofensivo na partida, mas voltou a demonstrar algumas dificuldades defensivas para conter jogadores tecnicamente fortes como os colombianos.

Copa América: Argentina já está sob pressão

Com ‘Los Cafeteros’ bem organizados defensivamente sob a batuta de Carlos Queiroz, a alviceleste de Lionel Messi não encontrou forma de chegar ao golo e viria mesmo a conceder dois já perto do final para desalento do povo argentino.

As constantes alterações nos convocados e a incerteza quanto aos jogadores titulares poderá continuar a ser um dos problemas desta equipa, no entanto enquanto a equipa não começar a vencer com regularidade e a fazer exibições mais convincentes é perfeitamente normal que essas mudanças prossigam a fim de encontrar a equipa certa.

Felizmente para os argentinos, o seu grupo tem Paraguai e Qatar como futuros rivais e é difícil conceber a ideia de uma Argentina afastada na Fase de Grupos perante este tipo de concorrência.

Lionel Messi esteve longe do seu melhor

Não foi a melhor versão de Lionel Messi aquela que surgiu na Arena Fonte Nova em Salvador no Sábado à noite, com a estrela alviceleste a dispor de algumas oportunidades de mostrar a sua qualidade – nomeadamente em pontapés livre – sem qualquer sucesso.

Uma vez mais ficou a sensação de que o fardo que Messi carrega nas suas costas é mais pesado na seleção do seu país do que propriamente no Barcelona, onde tende a soltar a sua magia com maior facilidade.

Naturalmente, jogar com um conjunto de jogadores durante toda uma temporada facilita as suas movimentações e forma como o restante plantel trabalhará em seu redor, no entanto Messi certamente conhecerá grande parte dos jogadores com que partilha o balneário na Argentina e por vezes torna-se frustrante vê-lo baixar de produção no contexto internacional.

O povo argentino idolatra Lionel Messi embora exista um sentimento de alguma irritação em relação ao facto da sua coqueluche teimar em não conseguir exibir-se a nível estratosférico pela Argentina rumo à conquista de um título pela sua equipa nacional.

Tal como escrevi há alguns dias, Diego Maradona destacou-se ao nível de clubes e seleção conquistando um Campeonato do Mundo e uma Copa América, ao passo que Cristiano Ronaldo – seu rival atual – já soma um Campeonato da Europa e uma Liga das Nações por Portugal, e tudo isso contribuirá para aumentar a pressão sobre o pequeno génio argentino.

Tempo de reagir em estilo

O segundo embate dos argentinos na Copa América acontece já na noite de Quarta-Feira no Mineirão em Belo Horizonte e a margem de manobra será reduzida diante do Paraguai. De qualquer modo, os paraguaios também não chegam muito melhor após um empate a duas bolas diante da frágil formação do Qatar.

E na verdade, o modo como esse empate sucedeu deve ser ainda mais frustrante para a formação sul-americana pois esteve a vencer por 2-0 até ao minuto 68 e permitiu a igualdade. Assim, vejo a Argentina com todas as condições de retificar o desaire da primeira ronda vencendo um adversário teoricamente mais acessível do que a Colômbia.

2x0 colombia

O triunfo argentino está avaliado em 1.44 na Betano e concordo inteiramente com o mesmo, tendo em conta a gritante diferença de argumentos entre as duas formações.

De facto, até iria um pouco mais longe olhando ao mercado de Handicap -1 da Argentina a 2.22 também na Betano. Neste caso, para vencermos a aposta, a Argentina teria de vencer por dois ou mais golos de diferença, algo que me parece perfeitamente ao seu alcance.

Título da Copa América não ficou comprometido

Apesar da derrota na partida inaugural, a Argentina ainda vai muito a tempo de conquistar a Copa América, embora um eventual segundo lugar no grupo os possa colocar numa rota mais difícil até ao sucesso absoluto.

E como consequência disso, a Argentina desceu do estatuto de vice favorita ao título para quarta candidata a 7.00 na ESC Online.

O Brasil mantém-se firme como grande favorito a 2.10 enquanto os bons resultados de Uruguai (6.00 e Colômbia (6.50) os colocou à frente dos argentinos, tudo com odds da Bet.pt

Deixe um Comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Telegram
50€ de Bónus
10€ de Bónus