Tem-se assistido a um aumento considerável de novos casos positivos da infeção pelo novo coronavírus em elementos de várias equipas da Liga Inglesa, que terão mesmo considerado uma paragem de cerca de duas semanas para fintar a pandemia e evitar uma propagação maior do vírus. No entanto, a Premier League já veio a público falar sobre o assunto e uma nova paralisação parece não estar em cima de mesa.

GUERRA À VISTA? CLUBES E LIGA INGLESA EM DESACORDO SOBRE NOVA PARAGEM

O cenário não é novo e poderemos estar perto de observar a uma nova paralisação de uma grande competição de futebol, por sinal uma das que mais dinheiro movimenta no mundo das apostas desportivas a nível global e das que mais paixões gera, pela intensidade do seu jogo e a qualidade média dos seus intervenientes.

Recentemente, um surto de covid-19 que desencadeou no seio do “tubarão” Manchester City levou ao adiamento da partida inicialmente agendada para a última segunda-feira, em Goodison Park, frente ao Liverpool.

Esta quarta-feira, foi o confronto entre Tottenham e Fulham a ser também ele adiado, devido a novas infeções descobertas na equipa de Scott Parker, que esteve fora do banco no jogo com o Southampton, a cumprir isolamento profilático após ter estado em contato com uma caso positivo na sua família.

Um caos que se tem arrastado aos escalões inferiores, onde cerca de nove jogos também já tiveram de ser adiados, devido ao aumento do número de casos positivos de covid-19 nas comitivas dos clubes.

Em consequência, vários clubes da Premier League já terão estado em contato, por forma a forçar uma paralisação de duas semanas, para conter a propagação do novo coronavírus, que em Inglaterra tem assumido proporções mais preocupantes, dada a descoberta de uma nova estirpe, potencialmente mais contagiosa.

Poderá estar uma pequena guerra à vista, dado que foram os próprios responsáveis da Liga Inglesa a anunciar recentemente em comunicado que a paralisação não estará a ser tida como uma opção:

«A Premier League não discutiu qualquer pausa na época nem tem planos para tal. A Liga continua a ter confiança no seu protocolo de Covid-19 de modo a permitir que os jogos sejam disputados como estão e esses protocolos continuam a ter o apoio do Governo. Tendo a saúda dos jogadores e staff como prioridade, a Premier League apoia, sem reservas, a forma como os clubes estão a implementar os protocolos».

GUERRA À VISTA? CLUBES E LIGA INGLESA EM DESACORDO SOBRE NOVA PARAGEM

SAM ALLARDYCE, TREINADOR DO WEST BROM, MOSTROU RECEIO E PEDE PARA PARAR

Os 18 novos casos positivos relatados na última terça-feira, de entre um total de 1.479 testes efetuados a atletas e staff técnico, constituem um número recorde desde o início da pandemia no Reino Unido.

Depois de o Sheffield United ter anunciado o surgimento de vários casos dentro do plantel principal, antes de ir a jogo frente ao Burnley, foi o responsável técnico do West Bromwich que anunciou também um caso positivo na equipa, antes de “pedir” uma nova paralisação.

«Dado que o vírus se transmite 70% mais rápido, apenas podemos fazer o mais correto e parar as competições. Tenho 66 anos e a última coisa de que preciso é apanhar a Covid-19. Os jogadores até podem superar a doença, mas isso é mais difícil para uma pessoa com a minha idade», lembrou Sam Allardyce.

À data de hoje, um total de 2.382.865 casos positivos da infeção provocada pelo novo coronavírus foram diagnosticados no Reino Unido, que lamentou já 71.567 óbitos.

PRIMEIRO DIA DE 2021 ARRANCA COM DOIS JOGOS DE PREMIER LEAGUE

Não obstante aquele que parece ser um novo problema no seio do futebol inglês, que não deverá ficar resolvido sem mais tinta correr na imprensa, a Premier League continua, até ver, em ação, tendo já previstos dois jogos para o dia 1 de janeiro, o primeiro do novo ano.

A primeira vez que a bola irá rolar, em 2021, no escalão mais alto do futebol inglês será ao final da tarde da próxima sexta-feira, em Goodison Park, onde o Everton (1.93 na Betano) receberá a visita do West Ham.

Odds Premier League 2021

Mais tarde (20h00), o Manchester United (1.72) recebe a visita do motivado Aston Villa (4.05), num jogo onde o português Bruno Fernades a marcar a qualquer altura garante 2.18 por cada euro investido na ESC Online.

Nas principais casas de apostas, é o Liverpool a colher maior favoritismo (2.25) para revalidar o título campeão, secundado por Manchester City (2.60) e terciado por Manchester United (7.10). O Tottenham, de José Mourinho, aparece a fechar o top-4 de favoritos, com odds de 13.00.

 

Gostaste do nosso conteúdo?
Então regista-te no nosso canal do Youtube e assiste aos nosso Podcasts de Apostas. Entra nas nossas redes sociais Facebook, Instagram e Twitter. Ainda tens o nosso Canal de Telegram
CASAS DE APOSTAS LEGAIS
3,3 rating
Não tem bónus de Boas vindas para a apostas desportivas online.
4,0 rating
10€ Gráris mais 200% de bónus sobre o valor do seu depósito até um máximo de 50 de euros.
3,5 rating
5€ Grátis com o Código Promocional: apostaga
mais Bónus no primeiro depósito até um máximo de 100 euros.
3,0 rating
Não tem bónus de Boas vindas para a postas desportivas online.
3,3 rating
Bónus de Boas Vindas para o primeiro depósito de 50% até um máximo de 100€ euros.
3,3 rating
Bónus de Boas Vindas para o primeiro depósito aposta sem risco até 50 euros.
3,3 rating
Bónus de Boas Vindas para o primeiro depósito de 50% até um máximo de 50 euros.
3,8 rating
Bónus de Boas Vindas para o primeiro depósito de 100% até um máximo de 100 euros.
4,3 rating
Freebet de 10€ mais 100% de bónus sobre o valor do seu depósito até um máximo de 250 de bónus.
4,5 rating
Bónus de Boas Vindas para o primeiro depósito de 50% até um máximo de 50€ euros.
>