Para Rui Costa, vice-presidente para a pasta do futebol e administrador da SAD encarnada, não. Outra coisa seria de estranhar, no entanto. O momento bastante conturbado que o Benfica atravessa voltou à tona, no vincar do insucesso num ano de avultado investimento e grandes expectativas à hipotética recuperação – na Liga, anular os nove pontos de atraso obriga a fazer história.

RUI COSTA DEU PEITO ÀS BALAS APÓS DERROTA EM ALVALADE… AMBIENTE CONTROLADO

Um empate e quatro derrotas. É este o saldo do Benfica de Jorge Jesus nos cinco jogos realizados contra os três principais adversários dentro de portas (duas derrotas com o Braga, uma derrota com o Sporting, uma derrota e um empate com o FC Porto).

Algo vai mal, muito mal no futebol dos encarnados, e já não é de agora ( Pouco futebol gera instabilidade diretiva no Benfica). Apesar de, no início da época, a equipa ter tido uns laivos – apenas isso – do futebol atrativo pelo qual Jorge Jesus ficou recentemente conhecido nas equipas que passou.

O soco que o Benfica levou no estômago na passada segunda-feira, ao minuto 90+2, deixou as “águias” a nove pontos de distância da liderança do Sporting e o clube achou por bem dar o corpo às balas, ainda que num contexto muito limitado.

Numa curta entrevista dada a Pedro Pinto, novo diretor de comunicação do Benfica, Rui Costa apelou ao sentimento de crença e reforçou o sentido de responsabilidade que todos terão de assumir dentro do clube, desde o topo da estrutura aos jogadores.

«Há duas mensagens claras: responsabilização por aquilo que não fizemos até ao momento e devíamos ter feito, e não mandar a toalha ao chão. Temos um caminho para percorrer e neste momento tenho extrema confiança de que ainda é possível chegar ao final do campeonato com o título na mão», destacou o antigo internacional português.

RUI COSTA DEU O PEITO ÀS BALAS APÓS A DERROTA EM ALVALADE… EM AMBIENTE CONTROLADO

Em tom de aviso ao balneário encarnado, Rui Costa referiu ainda que «quem não estiver disposto a este sacrifício e empenho para representar um clube com esta dimensão, não vai estar lá dentro. Não basta chegar ao jogo e a fazer um malabarismo ou um carrinho, é trabalhar dia a dia para que seja possível chegar ao jogo e ganhar».

AMEAÇAS DE MORTE, PEDIDOS DE DEMISSÃO E DARWÍN SUSPENDE CONTA NO INSTAGRAM

Com a impossibilidade de haver adeptos nas bancadas para expressar a sua opinião e com os movimentos de manifestação de desagrado limitados pelo confinamento que vigora em Portugal Continental, as redes sociais ganham ainda maior dimensão na resposta à crítica do universo encarnado.

Ganhou destaque na imprensa desportiva nacional o tom pouco amigável com que os adeptos do Benfica reagiram após a derrota no “derby” lisboeta, que deixou a equipa a nove pontos da liderança e com a tarefa de lutar pelo título a roçar contornos de miragem.

«Vieira rua» e «Jesus volta para o Brasil» foram algumas das frases mais proferidas pelos fãs, nas contas oficiais dos canais de comunicação do clube… mas a revolta não ficou por aqui e terá mesmo passado dos limites da razoabilidade.

Ainda que não seja uma situação confirmada, o jornal A Bola refere mesmo que jogadores como Darwin Núñez e Everton ‘Cebolinha’ receberam ameaças de morte.

Certo é que ambos suspenderam as respetivas contas na rede social Instagram, tendo ainda outros atletas limitado as opções nos comentários.

NUNCA UM CAMPEÃO RECUPEROU DE NOVE PONTOS DE DESVANTAGEM

Missão histórica. Só inscrevendo o seu nome nos livros dos recordes esta equipa do Benfica conseguirá ainda ir a tempo de terminar o campeonato a festejar a conquista do título de campeão nacional.

É que nunca nenhuma equipa que, em algum momento do campeonato, teve nove pontos de atraso para o 1.º classificado conseguiu recuperar tamanha desvantagem e erguer a taça no final.

É certo que, nos últimos cinco anos, os encarnados conseguiram anular duas desvantagens de sete pontos (com Rui Vitória, em 15/16, e Bruno Lage, em 18/19), mas a situação desta feita parece ainda mais complicada, não só pelo atraso de nove pontos, mas porque, além do Sporting, existe também o FC Porto, já com cinco pontos à maior.

🎯 Talvez por isso, a odds para o Benfica ganhar a presente edição da Liga NOS tenha subido verdadeiramente em flecha nas casas de apostas após a derrota de Alvalade, cotando atualmente a 6.60 na Betano.

No entanto, as cotações já caíram consideravelmente, visto que nas horas seguintes ao novo desaire encarnado a odds chegou a cotar a 9.50.

O FC Porto é, apesar da vice-liderança, o favorito a revalidar a sua conquista de 2019/20 (1.70), logo seguido do líder Sporting (1.88).

 

Gostaste do nosso conteúdo?
Então regista-te no nosso canal do Youtube e assiste aos nosso Podcasts de Apostas. Entra nas nossas redes sociais Facebook, Instagram, TikTok e Twitter. Ainda tens o nosso Canal de Telegram

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *




CASAS DE APOSTAS
3,0 rating
Não tem bónus de Boas vindas para a apostas desportivas online.
3,5 rating
10€ Gráris mais 200% de bónus sobre o valor do seu depósito até um máximo de 50 de euros.
3,5 rating
5€ Grátis com o Código Promocional: apostaga
mais Bónus no primeiro depósito até um máximo de 100 euros.
3,3 rating
Não tem bónus de Boas vindas para a postas desportivas online.
3,3 rating
Bónus de Boas Vindas para o primeiro depósito de 50% até um máximo de 100€ euros.
3,5 rating
Bónus de Boas Vindas para o primeiro depósito aposta sem risco até 50 euros.
3,3 rating
Bónus de Boas Vindas para o primeiro depósito de 50% até um máximo de 50 euros.
4,0 rating
Bónus de Boas Vindas para o primeiro depósito de 100% até um máximo de 100 euros.
4,3 rating
Freebet de 10€ mais 100% de bónus sobre o valor do seu depósito até um máximo de 250 de bónus.
4,5 rating
Bónus de Boas Vindas para o primeiro depósito de 50% até um máximo de 50€ euros.