Croacia Mundial 2018 – Guia e Análise

Aposta Ganha / Destaques do Desporto e das Apostas / Croacia Mundial 2018 – Guia e Análise

Croacia Mundial 2018 – Guia e Análise

Trajeto na qualificação:

Perfil da selecção: Guarda Redes – Danijel Subasic tem defendido a baliza dos croatas nos últimos anos

E continuará a fazê-lo pelo menos neste Mundial 2018. O guardião do Mónaco terminou a fase de qualificação como o terceiro jogador mais utilizado por Zlatko Dalic. Subasic ajudou a Croácia a manter a 3ª defesa menos batida da fase de qualificação, pelo que Kalinic e Livakovic terão poucas chances de somar minutos na Rússia..

Defesas – Este é o sector onde existem mais mudanças relativamente ao quarteto defensivo que alinhou no Campeonato da Europa de 2016. Da competição em França apenas sobra Vida (ele que é o jogador mais utalizado da fase de qualificação para o Mundial), com Lovren a substituir Corluka no eixo da defesa.

Nas laterais, Strinic e Srna, dão agora lugar a Pivaric na esquerda e Vrsaljko na direita. Esta nova linha de 4 defesas é também responsável pela consistência exibida pela Croácia durante a qualificação.

Médios – Um dos pontos fortes desta selecção é ,sem dúvida, o excelente leque de médios que dispõe.

No último Campeonato da Europa e durante a fase de qualificação para a Rússia, Badelj, Modric e Rakitic formaram o núcleo duro no miolo, o primeiro funcionando como tampão, e os craques de Real Madrid e Barcelona mais soltos para soltarem a sua criatividade.

Além deles, o selecionador Zlatko Dalic conta ainda com a versatilidade de Kovacic e Brozovic, que apesar de vir desempenhando funções mais ofensivas, também pode ser utilizado neste sector.

Avançados – No ataque temos mais um tridente com bastante qualidade, com dois extremos que aparecem muito em zonas de finalização e que têm golo na bota, como são os casos de Brozovic pela direita e Perisic pela esquerda, este último foi inclusivamente o segundo jogador mais utilizado durante a fase de qualificação.

A referência atacante desta selecção é Mario Mandzukic, jogador da Juventus que fez 5 golos durante a caminhada para a Rússia. Os croatas contam ainda com outros jogadores de qualidade para o sector, como Kalinic ou Kramaric.

Equipa provável – Subasic; Vrsaljko, Vida, Lovren, Pivaric, Badelj, Rakitic, Modric (cap); Brozovic, Perisic e Mandzukic

História: A Federação Croata de Futebol (HNS) surgiu em Zagreb estavamos em 1912, ano em que foi realizado o primeiro campeonato constítuido por apenas 5 equipas, todas elas dessa cidade, uma vez que clubes de outras regiões sob a jurisdição da Áustria foram impedidos de se associarem à competição.

Com a entrada do império austro-húngaro na I Guerra Mundial, a nova competição foi interrompida. Em 1939, a Alta Federação de Futebol do Reino da Jugoslávia concedeu à HNS o direito de organizar jogos internacionais, o primeiro dos quais teve lugar a 2 de Abril de 1940, em Zagreb, com a Croácia a derrotar a Suiça por 4 a 0.

Após a II Guerra Mundial, a Jugoslávia desintegrou-se e a HNS começou a ser comandada pela mão do Estado Independente da Croácia, admitida como membro da FIFA em 1941.

O futebol croata começou então a ter outra preponderância, com os seus clubes e jogadores a desempenharem um papel importante nas competições europeias. Nesta altura, equipas como o GNK Zagreb, HNK Hadjuk Split e HNK Rijeka brilhavam no contexto europeu.

A 8 de Outubro de 1991, depois do desmembramento da Jugoslávia, a Croácia voltou a recuperar a independência, tornando-se um membro das Nações Unidas.

A estreia da Croácia nas grandes competições internacionais deu-se no Campeonato da Europa de 1996, tendo sido eliminada nos quartos de final da prova.

A boa estreia dos croatas não aconteceu por acaso, já que no Campeonato do Mundo de 1998, conquistaram um honroso 3º lugar, caindo aos pés daquela que levou o ouro na competição, a França.

Esta geração contou com grandes jogadores como Boban, Jarni ou Prosinecki, mas foi pelo pé esquerdo de Davor Suker que a Croácia teve os seus melhores momentos. O antigo avançado desempenha funções como Presidente da HNS desde 2012.

Nos anos seguintes, a Croácia qualificou-se para todos os Campeonatos de Europa e do Mundo, com excepção para o Campeonato do Mundo de 2010 disputado na África do Sul.

Na última grande competição que participou, o Campeonato da Europa de 2016 disputado em França, os croatas exibiram-se em grande nível ao terem terminado no primeiro lugar do Grupo D, à frente de Espanha, Turquia e República Checa.

O seu percurso na prova ficou pelos oitavos de final, tendo sido derrotada pela selecção que se iria tornar Campeã da Europa, Portugal.

Palmarés:
Ainda sem troféus conquistados, com a sua melhor marca a ser o 3º lugar alcançado no Campeonato do Mundo de 1998.

Jogadores em Destaque: Luka Modric – Real Madrid

O futebol actual conta com poucos médios com o mesmo talento que sai dos pés de Luka Modric.

Luka Modric

É indubitavelmente o cérebro da Croácia, ele que pode desempenhar a função de médio interior num meio-campo a 3, formar duplo pivot no miolo, ou fazer a função do número 10 que carrega às costas.

Técnicamente dotado, o craque do Real Madrid é exímio na qualidade de passe e no lançamento longo.

Gosta de aparecer junto à entrada da área para fazer uso do seu bom remate, ainda que não seja um jogador que marque muitos golos, e esse é talvez o seu maior handicap.

Toda a orquestra precisa de um maestro que possa trazer a fluidez necessária ao jogo, sendo inconstestável a sua importância na manobra ofensiva da selecção, aliada ao facto de ser um trabalhador incansavél no equilibrio defensivo.

Capitão, líder, génio e principal figura da Croácia.

 

Jogadores em Destaque: Mario Mandzukic – Juventus

Principal referência ofensiva e naturalmente o seu melhor marcador durante a fase de qualificação, Mario Mandzukic irá ter um papel importante no trajecto da selecção na Rússia.

Mario Mandzukic

Habitualmente joga como número 9, ainda que possa actuar a partir de uma faixa, como acontece na Juventus.

É um avançado muito agressivo na abordagem aos lances, com muita mobilidade, não gosta de se dar à marcação e descai muitas vezes para zonas mais exteriores, promovendo a chegada de Perisic e Brozovic para zonas de finalização.

É um avançado bastante alto, muito forte no jogo aéreo, mas a sua altura não o impede de ter velocidade e aceleração no seu jogo.

Mandzukic foi o quinto jogador mais utilizado no caminho para a Rússia, algo que não surpreende pela sua importância e condição física, dando muito à equipa não só no plano ofensivo

mas funcionando também como o primeiro defesa da selecção, iniciando a pressão sobre os centrais adversários. Não é por acaso que tem a alcunha de “javali furioso”.

O Comandante

Zlatko Dalic – Natural de Livno, antiga Jugoslávia, nasceu a 26 de Outubro de 1966, iniciando a sua carreira como jogador em 1983 no NK Troglav Livno.

Zlatko Dalic

Durante a sua carreira militou sempre em equipas da Croácia, como o Hadjuk Split, Cibalia e Varteks, com excepção para duas épocas onde actuou na Bósnia e em Montenegro.

Em 2007, realizou a sua primeira época como treinador ao serviço do HNK Rijeka, seguindo-se uma passagem muito curta pelo Dinamo Tirane da Albânia, regressando logo depois ao seu país para treinar o Slaven Belupo.

Nos anos seguintes esteve a trabalhar na Arábia Saudita e nos Emirados Árabes Unidos, realizando quase 200 jogos como treinador neste período de 4 anos.

No dia 7 de Outubro de 2017, chega o seu maior desafio até ao momento, a selecção da Croácia, substituindo Antom Cacic, despedido após o empate caseiro com a Finlândia.

Dalic soma agora 2 vitórias e 1 empate nos 3 jogos oficiais que teve no comando da selecção.

jogos-primeira-fase

Pontos Positivos

A Croácia partilhou o Grupo I da fase de qualificação europeia com Islândia, Ucrânia, Turquia, Finlândia e Kosovo.

Não havendo nenhum claro favorito, este foi um grupo pautado pelo equilibrio, com os croatas a conseguirem terminar no segundo lugar com 20 pontos conquistados, logo atrás dos islandeses.

Nas 10 partidas que realizou, a Croácia registou 6 vitórias, 2 empates e 2 derrotas, numa caminhada que teve os seus pontos positivos e negativos.

Em toda a fase europeia de qualificação, apenas a Espanha e Inglaterra sofreram menos golos que os croatas, o que espelha bem a consistência defensiva e organização colectiva desta selecção.

Pontos Negativos

No capítulo dos golos, e tendo em conta o poderio ofensivo que dispõe, ficou a sensação que a Croácia não exibiou todo o seu potencial, não marcando mais que 15 golos nos 10 jogos que disputou.

Uma vez terminado no segundo lugar do seu grupo, tiveram que medir forças contra a Grécia naquela que seria o último obstáculo a ultrapassar até à Rússia.

Numa eliminatória onde a Croácia garantiu pé e meio no Mundial no seu jogo em casa, vencendo por 4-1, tendo posteriormente empatado a zeros em Piraeus.

Análise dos jogos da Primeira Fase

Croacia Mundial 2018 - Guia e Análise

Croacia vs Nigéria – 16/06/2018 – 20:00 – Kaliningrad Stadium – Kaliningrad

A selecção croata inicia o seu trajecto na Rússia frente à Nigéria, no dia 16 de Junho em Kliningrado.

Num grupo tão nivelado, não poderia haver estreia teoricamente fácil para a Croácia, ainda que dos 3 adversários, a Nigéria seja a maior candidata a terminar no último lugar.

Um triunfo diante da selecção africana será fundamental para as apirações da Croácia na competição, e para tal, terá que ter actuar a um bom nível diante da Nigéria que apresenta grande disponibilidade física e velocidade.

À semelhança dos croatas, também a defesa nigeriana esteve em evidência durante a qualificação, podendo este jogo ter tendência para poucos golos.

Croacia vs Argentina- 21/06/2018 – 19:00 – Stadion Nizhny Novgorod – Nizhniy Novgorod

O segundo jogo da Croácia será frente à Argentina, no dia 21 de Junho em Nizhny Novgorod.

Grande duelo em perspectiva, com a Argentina a levar ligeira vantagem no plano individual, mas os croatas a serem mais fortes como colectivo.

A boa organização defensiva da Croácia será posta à prova diante de uma selecção que conta com um incrível leque de opções de qualidade para o seu ataque.

Jogadores como Messi, Higuain, Dybala, Aguero, Di Maria ou Icardi merecem atenções redobradas por parte da defensiva croata.

Um aspecto a explorar pelo Croácia são as laterais da Argentina, normalmente ocupadas por Acuna e Mercado, e o duplo pivot formado por Biglia/Banega, que irão estar em inferioridade numérica contra o trio de meio campistas da Croácia.

Croacia vs Islandia – 26/06/2018 – 19:00 – Rostov Arena – Rostov

No dia 26 de Junho, dois velhos conhecidos têm encontro marcado em Rostov, com a Croácia a medir forças frente à Islândia.

Estas duas selecções estiveram inseridas no Grupo I de apuramento para o Mundial, com a Islândia a levar a melhor, garantindo o primeiro lugar e automaticamente a presença na prova.

Assim como a Croácia, também a Islândia apresenta uma excelente organização colectiva, são bastante fortes no jogo aéreo, e ofensivamente não precisam de muitas oportunidades para marcar, a eficácia é uma caracterísitca desta selecção.

Tal como aconteceu nos dois jogos que realizaram durante a fase de qualificação, não é previsivel que haja muitos golos neste duelo.

Até Onde pode Chegar

aonde-pode-chegar

Luka Modric já conta 32 anos, e só dois elementos do habitual 11 titular tem menos de 28 anos, pelo que esta será a grande oportunidade para esta extraordinária geração croata tentar fazer o que ainda não foi feito.

As selecções que vai defrontar no Grupo D do Mundial são de grande qualidade, umas mais fortes que outras, mas esperam-se jogos bastante nivelados, com as decisões do apuramento para a próxima fase a serem feitas na última jornada.

As hipóteses de qualificação para os Oitavos de Final da Croácia são boas, mas seria importante alcançar esse objectivo no primeiro lugarir, sabendo que à partida se não vencerem o seu grupo deverão ter pela frente a forte selecção francesa.

Neste tipo de competições a eliminar, uma selecção que seja organizada e que sofra poucos golos está sempre mais perto de ultrapassar os obstáculos que lhe vão aparecendo pela frente.

Até onde pode chegar a Croácia? Tendo em conta o poderio de algumas selecções presentes no Campeonato do Mundo, uma classificação final entre os quatro primeiros já seria uma belíssima campanha, sabendo que a não qualificação no seu grupo seria um autêntico fracasso no que diz respeito aos seus objectivos para esta prova.

Não percas a chance de apostar e ganhar neste Mundial.

Abre tua conta nas melhores casas de apostas, aproveita os bônus e boa sorte.


Autor: RicardoCardoso

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *




CASAS DE APOSTAS LEGAIS
3,3 rating
Não tem bónus de Boas vindas para a apostas desportivas online.
4,0 rating
10€ Gráris mais 200% de bónus sobre o valor do seu depósito até um máximo de 50 de euros.
3,5 rating
5€ Grátis com o Código Promocional: apostaga
mais Bónus no primeiro depósito até um máximo de 100 euros.
3,0 rating
Não tem bónus de Boas vindas para a postas desportivas online.
3,3 rating
Bónus de Boas Vindas para o primeiro depósito de 50% até um máximo de 100€ euros.
3,5 rating
Bónus de Boas Vindas para o primeiro depósito aposta sem risco até 50 euros.
3,3 rating
Bónus de Boas Vindas para o primeiro depósito de 50% até um máximo de 50 euros.
3,8 rating
Bónus de Boas Vindas para o primeiro depósito de 100% até um máximo de 100 euros.
4,3 rating
Freebet de 10€ mais 100% de bónus sobre o valor do seu depósito até um máximo de 250 de bónus.
4,5 rating
Bónus de Boas Vindas para o primeiro depósito de 50% até um máximo de 50€ euros.