David Goffin vs Jerzy Janowicz – US Open

Aposta Ganha / David Goffin vs Jerzy Janowicz – US Open
Sem categoria

Jogo pelas quartas de final do ATP 250 de Winston-Salem, disputado no piso duro rápido em território americano, que coloca frente a frente o belga David Goffin e o polonês Jerzy Janowicz.

Apresentação dos jogadores:

Jogador: David Goffin
Nacionalidade: Bélgica
Idade: 23 (07-12-1990)
Altura e Peso: 1,80 e 68 kg
Ranking Atual: 62
Melhor ranking na carreira: 42 em 29-10-2012
Valores em prêmios recebidos até hoje: $ 1,147,192
Valores em prêmios recebidos esta temporada: $ 290,507
Vitórias\Derrotas nesta temporada: 11-11
Vitórias\Derrotas nesta temporada em nível de challengers e qualifyings: 37-6
Destaques nesta temporada: No piso duro fez segunda ronda no ATP 500 de Acapulco após furar o qualy, furou o qualy de Miami. No saibro conquistou os Challengers de Scheveningen, Poznan e Tampere, ficou com o título no ATP 250 de Kitzbuhel.
Principais vitórias nesta temporada: No piso duro venceu Thiem pelo qualy de Acapulco, Struff pelo qualy de Miami. No saibro derrotou Zeballos no Challenger de Bordeaux, Krajinovic no Challenger de Scheveningen, Blaz Rola no Challenger de Poznan, Nieminen no Challenger de Tampere, Kohlschreiber e Thiem no ATP 250 de Kitzbuhel. Na grama bateu Thiem no ATP 250 de London.
Maiores surpresas (jogos perdidos) nesta temporada: No piso duro perdeu para Daniel Kosakowski pelo qualy de Indian Wells, Zeballos em Miami. No saibro foi derrotado por Roberto Carballes Baena no ATP 250 de Casablanca, Stefano Travaglia no Challenger de Vercelli.
Ultimo torneio disputado: Vem do ATP 250 de Kitzbuhel, onde ficou com o titulo batendo na decisão Dominic Thiem em três sets.

Características de jogo

Piso de eleição: É um jogador bastante versátil, atuando bem em todos os pisos.
Perfil: Goffin tem um bom serviço para um jogador de apenas 1,80, uma boa direita e uma esquerda eficaz, e na rede não deixa a desejar, tendo uma boa mão e técnica no geral. Tem um físico franzino, de forma que não consegue colocar tanta potência em seus golpes. Mentalmente é razoável, e movimenta-se bastante bem, baseando seu jogo em consistência do fundo da quadra com boa capacidade de agredir e defender.
Caminho percorrido até aqui no torneio: Vem do qualy, onde bateu na 1ª ronda Adam Lee por 6-2 6-0, e na 2ª ronda Jason Jung por 7-5 6-1. Na chave principal venceu na 1ª ronda Jurgen Melzer por 6-3 6-4, na 2ª ronda Leonardo Mayer por 6-3 6-1, e na 3ª ronda Jarkko Nieminen por 6-4 4-6 6-4.

Jogador: Jerzy Janowicz
Nacionalidade: Polônia
Idade: 23 (13-11-1990)
Altura e Peso: 2,03 e 91kg
Ranking Atual: 52
Melhor ranking na carreira: 14 em 12-08-2013
Valores em prêmios recebidos até hoje: $ 2,559,833
Valores em prêmios recebidos esta temporada: $ 545,259
Vitórias\Derrotas nesta temporada: 18-19
Vitórias\Derrotas nesta temporada em nível de challengers e qualifyings: 0-0
Destaques nesta temporada: No piso duro fez terceira ronda no Australian Open, semifinal no ATP 250 de Montpellier, quartas no ATP 500 de Rotterdam, terceira ronda em Cincinnati. No saibro foi à terceira ronda em Roland Garros. Na grama alcançou a terceira ronda em Wimbledon.
Principais vitórias nesta temporada: No piso duro derrotou Tursunov pela Copa Davis atuando na Rússia, Vasselin no ATP 250 de Montpellier, Benneteau e Haas no ATP 500 de Rotterdam, Dimitrov em Cincinnati. No saibro bateu Nieminen em Roland Garros, Ramos no ATP 500 de Hamburgo. Na grama bateu Hewitt em Wimbledon.
Maiores surpresas (jogos perdidos) nesta temporada: No piso duro perdeu para Falla em Indian Wells, Coric pela Davis atuando na Polônia, Polansky em Toronto. Na grama foi derrotado por Pierre-Huges Herbert no ATP 250 de Halle.
Ultimo torneio disputado: Vem de Cincinnati, onde perdeu na terceira ronda para Benneteau em dois sets.

Características de jogo

Piso de eleição: Prefere os pisos mais rápidos, atuando de forma razoável no saibro. Apesar de ter alcançado a semifinal em Wimbledon, a campanha deu-se muito mais por uma chave generosa do que propriamente por o polonês ser tão bom na grama, pois seu corpanzil de mais de 2 metros não é muito adequado para o quique baixo desta superfície.
Perfil: Tem um saque muito forte, mas falta-lhe regularidade neste fundamento. Sua direita faz estragos, e tem uma boa aproximação a rede. Executa também muitos drops durante os jogos, tendo bastante sucesso com este golpe, e sendo o jogador do circuito que mais faz essa jogada durante as partidas. Devido a sua elevada altura, tem naturalmente dificuldades na movimentação, apesar de mexer bem as pernas e movimentar-se bem para um jogador de mais de 2 metros, chegando desta forma atrasado em muitas bolas. Sua esquerda é algo irregular, podendo dar-lhe alguns winners em algumas partidas, e em outras muitas bolas na rede. É um jogador muito explosivo e que se deixa levar pelas emoções, por vezes motivando-se, e por outras se perdendo completamente na partida. Seu físico é algo ao qual precisa cuidar, visto que se machuca com alguma facilidade.
Caminho percorrido até aqui no torneio: Venceu na 1ª ronda Carlos Berlocq por 6-1 6-4, na 2ª ronda Joao Sousa por 6-1 3-6 7-6, e na 3ª ronda Edouard Roger-Vasselin por 4-6 6-3 6-4.

Head-2-Head

Nunca se enfrentaram anteriormente.

Conclusão: Goffin vem em uma série incrível de vitórias, mesmo tendo em conta que 17 delas foram em Challengers e as partidas do qualy aqui em Winston-Salem. Somando o título do ATP 250 de Kitzbuhel, onde bateu nomes como o top-30 Kohlschreiber e o jovem Thiem, já top-50 da ATP, e este torneio aqui em Winston-Salem, onde derrotou Melzer, Leo Mayer e Nieminen perdendo set apenas para o ultimo, são ao todo 25 triunfos de forma consecutiva, o que o alçou do posto de numero 105 ao 62, estando com essa campanha já em 56, e sem quaisquer pontos para defender até o final da temporada. O belga surgiu muito bem em 2012, mas teve alguns contratempos de lá para cá, e está voltando aos trilhos, sendo ainda jovem com 24 anos.

Janowicz vem em um ano de altos e baixos, e as últimas três semanas não tem sido diferentes para o polonês, que teve alguns problemas com lesões nesta temporada, além de não ter atingido uma boa regularidade em seu jogo, com muitas duplas faltas e erros não forçados, além de descontrole emocional em muitos jogos. O gigante voltou as quadras duras em Toronto perdendo para o local Polansky, 126 do mundo, depois em Cincinnati venceu o top-10 Dimitrov, e aqui em Winstom-Salem derrotou Berlocq, Sousa e Vasselin. Frente o primeiro teve bastante facilidade como era de se supor, mas frente jogadores mais acostumados a pisos duros nas rondas seguintes passou por maus bocados, tendo visto Sousa sacar para o jogo, e venceu de forma apertada também a Vasselin na ultima rodada.

Alguma hora Goffin terá que perder obviamente, mas acredito que não será nesta partida. Janowicz chegou até aqui aos trancos e barrancos, e não nos dá segurança frente um jogador que é neste momento superior em níveis técnicos e de confiança. No entanto não acredito que Goffin vencerá o jogo facilmente, pois Jerzy é competitivo nestes pisos duros mais rápidos, e é capaz de jogar bem por partes do jogo. Sendo assim, acredito que Janowicz jogue bem o suficiente para e talvez vença um set no encontro, mas Goffin será mais regular na maior parte do jogo e alcançará sua 26ª vitória consecutiva no circuito, a 9ª em nível ATP.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

CASAS DE APOSTAS
4,3 rating
Freebet de 10€ mais 100% de bónus sobre o valor do seu depósito até um máximo de 250 de bónus.
4,5 rating
Bónus de Boas Vindas para o primeiro depósito de 50% até um máximo de 50€ euros.