No primeiro jogo 7 desta edição dos play-offs da NBA, que decorreu na última madrugada, os Nuggets superiorizaram-se ligeiramente aos Jazz (80-78), num desafio disputado com enorme intensidade, depois de estarem encostados às cordas em três jogos seguidos. Há confronto marcado com os Clippers nas semifinais, onde os Lakers já aguardam o vencedor da série entre Rockets e Thunder.

DENVER x UTAH (JOGO 7): INTENSIDADE, INCERTEZA E EMOÇÃO NUM FINAL DE LOUCOS

Depois de terem ganho o jogo 1 (135-125), os Denver Nuggets ficaram muito próximos da eliminação na 1.ª ronda dos play-offs da Conferência Oeste, em virtude das três derrotas consecutivas nos jogos 2 (105-124), 3 (87-124) e 4 (127-129).

Certo é que a equipa comandada por Mike Malone viu Jamal Murray vestir a pele de Michael Jordan (quem viu os jogos sabe que não é exagero) e carregar a equipa às costas para vencer os jogos 5 (117-107) e 6 (119-107) – onde marcou, respetivamente, 42 e 50 pontos – e forçar a “negra”, que decorreu na última madrugada.

Motivada pelas duas vitórias consecutivas que reabriram completamente a discussão pelo apuramento para as semifinais, a equipa de Denver entrou melhor, fechando o 1.º período em 26-21 e aumentando essa vantagem no 2.º período, onde venceu com um parcial de 24-15, reduzindo o ataque dos Jazz a 36 pontos na primeira parte.

Após o intervalo, Utah regressou determinada a encetar uma recuperação que lhe colocasse novamente na discussão e terminou o 3.º período a cinco pontos (60-65), fruto de uma atitude defensiva fantástica (parcial de 24-15, precisamente o mesmo do 2.º período, porém invertido) e do aparecimento de Donovan Mitchell e Rudy Gobert no jogo.

No 4.º e último período, o jogo desenrolou-se numa toada de extremo equilíbrio, com os Jazz a terem a primeira vantagem após os instantes iniciais da partida com 8:39 para o final.

Ponto acima, ponto abaixo, Nikola Jokic confirmou em boa hora uma exibição tremenda (30/14/4) e marcou, a 27.8 segundos do fim, a bola que garantiria aos Nuggets a qualificação.

DENVER x UTAH (JOGO 7): INTENSIDADE, INCERTEZA E EMOÇÃO NUM FINAL DE LOUCOS

Certo é que os Jazz poderiam mesmo ter vencido o jogo, na sequência de um “lay-up” falhado por Torrey Craig a 4.4 segundos do fim. Na sequência do ressalto de Rudy Gobert, Mike Conley teve um lançamento de três pontos a tempo de bater a buzina, tendo visto a bola rolar na parte interna do aro e… sair.

Vitória por 80-78 para os Nuggets, 3.º classificado da época regular, perante os Jazz (6.º), que desperdiçaram três oportunidades consecutivas em dias diferentes para vencer e fechar a série que esteve no bolso.

LAKERS E CLIPPERS CONFIRMARAM O FAVORITISMO

Apontadas como as equipas mais fortes da Conferência Oeste, os Lakers e os Clippers foram os primeiros a garantir o apuramento para as semifinais na sua conferência.

A equipa de Lebron James (que fez triplo duplo, com 36 pontos, 10 ressaltos e 10 assistências, no jogo 5) venceu os Portland Trailblazers por 4-1, tendo ganho na última partida, no passado sábado, por 131-122.

Isto num jogo onde os Trailblazers já não puderam contar com a sua principal figura (Damian Lillard, que abandonou a bolha de Orlando dias antes para tratar de uma lesão no joelho), mas nem por isso deixaram de bater o pé até bem perto do fim, muito por culpa do contributo de CJ McCollum (36/6/7) e de Carmelo Anthony (27/7/1), que provou estar aí para as curvas nestes play-offs

Os Clippers, por seu turno, passaram por mais dificuldades para seguir em frente, já que viram Luka Doncic confirmar todo o seu potencial na primeira participação nos play-offs e contra tantos prognosticos de nba ajudar os Dallas Mavericks a ganhar o jogo 2 e o jogo 4.

Sem Kristaps Porzingis desde o jogo 3, a formação texana claudicou perante uma postura mais séria da equipa de Doc Rivers, que teve em Kawhi Leonard (33/14/7 no último jogo da série) a sua principal figura da 1.ª ronda e do jogo 6 (111-97), que garantiu a esperada qualificação dos Clippers para as semifinais, onde defrontarão os Denver Nuggets (jogo 1 agendado já para a próxima quinta-feira).

BOSTON E MIAMI EM VANTAGEM NAS “MEIAS” DO ESTE

Ao contrário do que a classificação da época regular faria esperar, são o 3.º e 5.º classificados da Conferência Este a possuir a vantagem à data atual nas semifinais da sua conferência.

Depois de aplicar 4-0 aos Indiana Pacers, os Miami Heat surpreenderam e venceram os Milwaukee Bucks, no jogo 1, por 115-104, onde Jimmy Butler (40/4/2) e Goran Dragic (27/6/5) se destacaram individualmente.

Giannis Antetokounmpo (4-12 FT) terminou muito próximo de um triplo-duplo (18/10/9) mas não conseguiu ajudar a sua equipa a começar bem, algo que já sucedeu na 1.ª ronda, contra os Orlando Magic, antes dos Bucks arrancarem para um 4-1.

Na outra série das semifinais do Este, os Boston Celtics lideram por 2-0 (112-94 no jogo 1, 102-99 no jogo 2, que decorreu ontem) frente aos campeões Toronto Raptors, que têm sentido muitas dificuldades para deter a motivada equipa de Brad Stevens, que está 6-0 nestes play-offs, depois do “sweep” aplicado aos Philadelphia 76ers de Joel Embiid.

Jayson Tatum foi a principal figura do jogo da última noite, que contou com muito maior equilíbrio do que o jogo 1, onde os Raptors perderam por uma diferença de 18 pontos, fruto de uma exibição coletiva extremamente bem conseguida por parte dos Celtics, que viram os cinco titulares terminar todos com 13 ou mais pontos.

HOUSTON E OKLAHOMA CITY PROTAGONIZAM SÉRIE CHEIA DE EMOÇÃO

Como prova da demarcada superior competitividade da Conferência Oeste, por comparação com a de Este, o segundo jogo 7 da 1.ª ronda está marcado para o início desta madrugada, entre Oklahoma City Thunder e Houston Rockets.

A série está empatada a 3-3, algo que poderá surpreender os fãs de James Harden e Russell Westbrook, as duas principais figuras da formação de Mike D’Antoni, que até venceu os jogos 1 e 2, antes de permitir a recuperação aos Thunder nas partidas 3 e 4.

Curiosamente, as três vitórias dos Rockets aconteceram todas por uma vantagem de 12 ou mais pontos de diferença (123-108 no jogo 1, 111-98 no jogo 2 e 114-80 no jogo 5) e o único jogo que os Thunder venceram por mais de quatro pontos de diferença acabou com uma vantagem de 12,mas após prolongamento (119-107 no jogo 3, 117-114 no jogo 4 e 104-100 no jogo 6).

Certo é que uma vitória é uma vitória, independentemente dos números finais e, aí, mérito redobrado para a forma como Billy Donovan recuperou emocionalmente os seus jogadores depois da “tareia” que sofreram no jogo 5, que ditou o 2-3 contra os Thunder.

No jogo 6, de há dois dias, os Rockets tinham a possibilidade e vencer e fechar a série em 4-2, mas encontraram uma equipa dos Thunder a forçar o erro adversário e disposta a dar tudo em campo para evitar a eliminação e ter uma nova oportunidade de marcar encontro com os Lakers nas semifinais do Oeste.

HOUSTON E OKLAHOMA CITY PROTAGONIZAM SÉRIE CHEIA DE EMOÇÃO

Destaque para a tremenda exibição de Chris Paul no último período, com lançamentos extremamente importantes que garantiram o 3-3 à equipa de Oklahoma City, que esta noite disputará com os Rockets (que viram Westbrook voltar à competição após lesão muito desinspirado, tendo mesmo culpa direta no turnover que resultou na confirmação do triunfo da sua ex-equipa no jogo 6).

Na Betano, a vitória simples (Moneyline ou ML) dos Houston Rockets está cotada a 1.42, ao passo que os Oklahoma City Thunder a ganhar têm uma odds de 2.76. A linha de handicap está colocada nos -/+ 5.5 (1.83 para cada lado), com o total de pontos fixado nos 217.5 (+ a 1.83, – a 1.85).

 

Gostaste do nosso conteúdo?
Então regista-te no nosso canal do Youtube. Entra nas nossas redes sociais Facebook, Instagram e Twitter. Ainda tens o nosso Chat no Telegram

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *




Casas de Apostas
3,8 rating
10€ Gráris mais 200% de bónus sobre o valor do seu depósito até um máximo de 50 de euros.
3,5 rating
5€ Grátis mais Bónus de Boas Vindas para o primeiro depósito de até um máximo de 100 euros.
3,3 rating
Não tem bónus de Boas vindas para a postas desportivas online.
3,3 rating
Não tem bónus de Boas vindas para a postas desportivas online.
3,5 rating
Bónus de Boas Vindas para o primeiro depósito aposta sem risco até 50 euros.
3,3 rating
Bónus de Boas Vindas para o primeiro depósito de 50% até um máximo de 50 euros.
4,0 rating
Bónus de Boas Vindas para o primeiro depósito de 100% até um máximo de 100 euros.
4,3 rating
Freebet de 10€ mais 100% de bónus sobre o valor do seu depósito até um máximo de 250 de bónus.
4,5 rating
Aposta de 5€ Grátis com o Código Promocional: APOSTAGANHA1 mais 50% de Bonus até um máximo de 50 euros.