Prognósticos para Apostas Desportivas Online – Aposta Ganha

Djokovic cada vez mais próximo de Nadal e Federer

Após novo título de Grand Slam em Wimbledon, Novak Djokovic somou o seu 16º título de carreira nessa categoria, aproximando-se ainda mais do espanhol Rafael Nadal e do helvético Roger Federer numa luta a três verdadeiramente excecional.

‘Nole’ já está de olho no US Open

Com mais um troféu nas mãos – o quinto em Wimbledon – Novak Djokovic continua a trilhar o seu caminho no sentido de se tornar em um dos melhores tenistas da história da modalidade.

Curiosamente, vivemos uma era com a particularidade de termos três tenistas dominantes no circuito que, de certo modo como que secam tudo em seu redor.

Roger Federer (20), Rafael Nadal (18) e Novak Djokovic (16) partilham 54 títulos de Grand Slam desde 2003, sendo de notar que o espanhol e o sérvio só alguns anos depois começaram a vencer títulos desta nomeada.

Em suma, temos assistido a uma hegemonia deste trio que nenhum tenista da nova geração tem conseguido contestar, embora o austríaco Dominic Thiem continue a andar lá por perto e o grego Stefanos Tsitsipas possa também lá chegar num futuro próximo.

De qualquer modo, e analisando a supremacia evidenciada por estes três não há como ignorar o mérito de Stan Wawrinka (2) ou Andy Murray (3) por terem atingido mais do que um título de Grand Slam numa era dourada onde três tenistas têm pontificado acima de todos os outros.

Agora, segue-se o Open dos Estados Unidos que tem sido claramente o Grand Slam mais aberto dos últimos anos.

Nos últimos 11 anos de torneio, tivemos sete vencedores distintos, algo que corta claramente com a tendência registada em Roland Garros, Wimbledon ou até mesmo no Open da Austrália.

A inclusão dos nomes de Marin Cilic, Juan Martin Del Potro, Andy Murray ou Stan Wawrinka nesta lista de sete funciona certamente como incentivo aos tenistas do circuito que ambicionam intrometer-se entre os três grandes do ténis mundial.

Mas Novak Djokovic voltou a vencer o torneio em 2018 somando o terceiro título na superfície norte-americana e certamente que estará altamente motivado para voltar a vencer de modo a aproximar-se ainda mais dos seus rivais Nadal e Federer.

Nole’ é destacadamente apontado ao título do US Open em 2019 com cotações de 1.85 na Betclic numa clara demonstração de que, quando está em forma e verdadeiramente focado, o tenista sérvio se torna num adversário duríssimo de derrotar.

Federer ainda procura voltar atrás no tempo

O caso de Roger Federer no Open dos Estados Unidos é particularmente curioso, visto que o maestro suíço venceu a competição em cinco ocasiões consecutivas entre 2004 e 2008, e depois não mais voltaria a vencer até ao dia de hoje.

Ao longo deste interregno de dez anos sem vencer o torneio, Roger Federer só por duas vezes esteve presente na Final perdendo para Del Potro em 2009 e para Novak Djokovic em 2015.

fedex final

O tenista suíço vem de nova derrota em Final para Djokovic em Wimbledon e deverá agora iniciar uma preparação com vista á recuperação de um título que lhe foge há uma década.

Se seguir o rumo habitual, ‘FedEx’ deverá saltar alguns torneios por forma a não acumular fadiga muscular visto que aos 37 anos de idade já não pode ir a todas.

O mítico tenista suíço está com cotações de 4.80 para vencer o torneio com odds da Bet.pt, mas irá necessitar de elevar um pouco o seu nível exibicional em piso duro para que o possa fazer, isto atentando a uma provável Final frente a Novak Djokovic ou Rafael Nadal, é claro.

Rafa Nadal deixou ótimas indicações em Wimbledon

Como é sabido, o espanhol Nadal não tem na relva de Wimbledon a sua superfície favorita, bem pelo contrário.

Este ano, e apesar de se ter ficado pelas semifinais, Rafa deixou boas indicações ao trilhar um percurso muito seguro até à Meia-Final onde não teve argumentos para a versatilidade de Roger Federer.

De qualquer modo, o bom momento de forma do espanhol aliado a uma interessante condição física – livre de lesões – pode permitir-lhe fazer uma boa preparação para o US Open, torneio onde já foi feliz em três anteriores ocasiões.

nadal ultima

Quando está em boas condições físicas, Rafael Nadal é um osso duro de roer em qualquer superfície e não espanta que esteja na segunda posição da lista de favoritos das casas de apostas a vencer o torneio com cotações de 4.00, apenas atrás de Novak Djokovic na Esc Online.

O ténis masculino continua a viver um período extraordinário da sua história com uma luta colossal entre três titãs da modalidade que parecem continuar a recusar a ideia de renovação geracional numa altura em que todos eles já passaram largamente dos 30 anos de idade…

Telegram ApostaGANHA
50€ de Bónus
50€ de Bónus
20€ de Bónus
Freebet de 10€