Apostas Online em Portugal – Aposta Ganha

Ernesto Valverde pode ser demitido após derrota na Supertaça

Não é nova a ideia de que o lugar de Ernesto Valverde como treinador do Barcelona está tremido, mas a derrota desta quinta-feira diante do Atlético de Madrid na Supertaça de Espanha terá acentuado a sensação de que o seu fim pode estar próximo.

Apagões inexplicáveis dos Blaugrana

Numa segunda parte frenética em Jeddah, poucos esperariam que o Barcelona pudesse deixar fugir a vitória depois de ter invertido o marcador e se ter colocado a vencer por 2-1.

Ernesto Valverde

Na verdade, os catalães pareciam desfilar para o triunfo mesmo com dois golos anulados e nada fazia prever que pudessem simplesmente ceder nos derradeiros minutos do desafio.

O modo como consentiram dois golos em ataque rápido é manifestamente incompreensível para uma equipa que não estava em desvantagem no marcador quando permitiu tais acontecimentos.

Ficou a clara sensação de que a defensiva do Barcelona como que adormeceu defensivamente num período em que era esperado que o Atlético arriscasse a valer em termos ofensivos pelo que algumas das responsabilidades podem ser assacadas ao técnico dos Culés por não ter reagido às substituições colchoneras de modo mais ativo.

Tendo dominado o encontro e liderado o marcador até ao minuto 81 é um pouco estranho que o Barcelona não se tenha precavido da previsível investida ofensiva do seu adversário e isso adensa um cenário de insatisfação por parte de adeptos e até direção para com o desempenho do técnico do clube.

O Barcelona teve períodos de brilhantismo na noite saudita e até poderia ter goleado o seu adversário, no entanto, isso não invalida que a equipa tenha sido negligente em momentos chave do encontro, voltando a deitar tudo a perder como já sucedeu em anteriores ocasiões.

Mercado pode trazer novidades

Apesar do excelente plantel às ordens de Ernesto Valverde, os maus resultados podem precipitar uma eventual ida ao mercado de inverno com o intuito de reforçar o setor defensivo e intermédio do Barcelona.

A chegada de um defesa-central de qualidade inquestionável pode ser vista com bons olhos por adeptos e equipa técnica, pois Samuel Umtiti ainda procura a melhor forma após longa lesão e Gerard Piqué nunca foi propriamente um exemplo de solidez a toda a ordem.

Com o Atleti de Simeone nunca se pode descansar

Outro dado que contribui para a ideia de que o Barcelona facilitou quando não o poderia fazer prende-se com o profundo autoconhecimento entre os dois clubes.

É óbvio que a formação do Barcelona sabia que o Atlético de Madrid nunca iria desistir do encontro enquanto estivesse próximo no marcador, ou não fossem eles comandados por Diego Simeone, portanto seria natural que o conjunto Blaugrana tivesse gerido com pinças aquele final de encontro ao invés de participar num caos que os colocou a jeito para uma reviravolta.

O Atleti realizou uma paupérrima exibição tendo sido seriamente vulgarizado pelo Barcelona nos primeiros 30 minutos da segunda parte com Jan Oblak a fazer uma série de defesas impressionantes, mas como se diz na gíria do futebol, quem não marca arrisca-se a sofrer, e assim foi.

A crença e capacidade de luta dos Colchoneros veio ao de cima nos últimos 10 minutos de encontro com Álvaro Morata e Angel Correa a desmontarem a defensiva blaugrana e a operarem uma espantosa reviravolta no marcador.

João Félix voltou a alinhar os 90 minutos, mas teve fraca influência no jogo da equipa, sendo apenas de destacar a sua participação no primeiro golo.

Quente Derby de Madrid na Final de Domingo

Com a hecatombe do Barcelona de Valverde, teremos um Derby Madrileno na Final de Domingo e espera-se um duelo escaldante próprio da rivalidade presente entre os dois clubes da capital.

O passado recente diz-nos que o Real Madrid tem sido mais competente e afortunado nas finais disputadas entre os dois clubes nos últimos anos, no entanto, isso são apenas números e espera-se um embate muito interessante para decidir o vencedor da Supertaça espanhola.

Curiosamente, e após as alterações ao formato da competição, não teremos o campeão espanhol ou o vencedor da Taça do Rei a lutar pelo troféu uma vez que ambos foram afastados nas Meias-Finais.

Na Betclic, o Real Madrid é favorito para vencer em tempo regulamentar a 2.17 e igualmente cotado para ser Vencedor da Taça a 1.52 nas principais casas de apostas de Portugal.

Assim, o Atlético de Madrid será novamente ‘outsider’ depois de ter batido o Barcelona a partir da mesma posição.

O conjunto colchonero está cotado em 3.17 para vencer em tempo regulamentar e em 2.05 para ser o vencedor da competição, independentemente do método de vitória.

Outros links Apostaganha onde podes obter mais informações:

Entra no nosso canal do telegram se queres Receber todos os Prognósticos, Destaques, Tutoriais, Promos e muito mais, assina o nosso CANAL. Se queres conversar connosco também no Telegram através de CHAT.

Assiste a todos os nossos podcast e dicas de apostas no nosso canal de Youtube. Se gostas de outras redes sociais segue-nos no Instagram e Twitter.

Deixe um Comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *