Depois da França, primeira seleção a carimbar o passaporte para a “final four” da segunda edição da Liga das Nações da UEFA, a Espanha juntou-se ao lote de finalistas. O apuramento de ‘La Roja’ foi conseguido com uma incrível e impensável goleada de 6-0 frente à poderosa Alemanha de Joachim Löw, que caiu com estrondo em Sevilha, falhando pela segunda vez o acesso ao “play-off” e averbando a pior derrota da sua história.

‘LA ROJA’ APLICA “CHAPA 6” À ‘MANNSCHAFT’ EM DIA HISTÓRICO PARA AMBAS

O empate servia para a Alemanha confirmar a liderança no seu grupo e seguir rumo à fase final da Liga das Nações, pela primeira vez. Já a Espanha estava obrigada a vencer, depois do empate conseguido no último minuto, em solo germânico, na primeira volta da fase de grupos.

Nos primeiros minutos da partida, a forte entrada da Espanha já fazia indiciar algum favoritismo para a equipa de Luis Enrique, que tinha odds de 2.44 na Betano para a sua vitória, contra os 3.09 atribuídos ao triunfo alemão.

Uma impensável e histórica goleada, com humilhação de 6-0, começou a ser escrita ainda na primeira parte, com golo de Álvaro Morata. Ao intervalo, já a Espanha vencia a Alemanha por 3-0, com mais dois golos, da autoria de Ferrán Torres e Rodri, tendo ainda sido “descontado” outro tento, mal anulado por suporto fora-de-jogo de Morata.

Na etapa complementar, a Alemanha procurava a recuperação, que no mínimo evitasse o cenário de goleada que o 0-3 ao intervalo já acarretava. Só que as coisas só foram de mal a pior. Numa tentativa quase desesperada de reduzir desvantagens, os alemães foram apanhados em contra pé e encaixaram o 0-4, acabando por vir a sofrer por mais duas vezes.

Foi o pior resultado de sempre em jogos oficiais para a seleção atualmente comandada por Joachim Löw, que utilizou o benfiquista Luca Waldschmidt na segunda parte, vindo do banco.

Para a Espanha, presença na “final four” da Liga das Nações assegurada, numa noite histórica, em termos individuais, para Ferrán Torres, médio-ofensivo do Manchester City de Guardiola autor de “hat-trick” na “manita + 1” aplicada por ‘La Roja’ à ‘Mannschaft’.

‘LA ROJA’ APLICA “CHAPA 6” À ‘MANNSCHAFT’ EM DIA HISTÓRICO PARA AMBAS

PORTUGAL CUMPRIU CALENDÁRIO NA CROÁCIA COM VITÓRIA ARRANCADA A FERROS

Com as contas do Grupo 3 já definidas relativamente à 1.ª posição, que ficou carimbada pela França no passado fim-de-semana, após a vitória a Portugal, em Lisboa, por 1-0, estava a faltar definir a classificação final, com destaque para o último lugar, onde a Suécia acabou por descer mesmo de escalão para a Divisão B.

Já a Seleção Portuguesa, que voltou a perder vários meses depois da derrota com a Ucrânia na fase de qualificação para o Euro 2021, reerguer-se nesta terça-feira, ao vencer a Croácia, em Split, por 3-2.

Melhor que a exibição foi o resultado, numa noite em que Portugal já só cumpria calendário e procurava esquecer a derrota com a França do passado sábado.

Rúben Dias foi o herói improvável, ao apontar dois dos três golos de Portugal (o outro foi marcado por João Félix), que, em vantagem no marcador já na segunda parte (depois de ter começado a perder, com Kovacic a aproveitar uma má abordagem a meias entre Rúben Semedo e Rui Patrício), deixou-se empatar a jogar em superioridade numérica.

Já em cima do apito final, o central que trocou o Benfica pelo Manchester City recentemente aproveitou um erro crasso do guarda-redes Livakovic para marcar e dar a vitória a Portugal, num jogo em que Cristiano Ronaldo jogou os 90 minutos, mas não conseguiu chegar ao 103.º golo pela ‘Equipa das Quinas’.

ITÁLIA E BÉLGICA DEVEM FECHAR O LOTE DE FINALISTAS

Ao final do dia, ficarão conhecidos os outros dois finalistas desta edição da Liga das Nações, depois de França e Espanha.

A Itália aparece com grande favoritismo para confirmar a liderança que ocupa presentemente no Grupo 1, até porque tem a qualificação à distância de uma vitória (1.33 na Betano) na visita à fragilizada Bósnia e Herzegovina.

ITÁLIA E BÉLGICA DEVEM FECHAR O LOTE DE FINALISTAS

Seguem ainda na corrida, contudo, as seleções da Holanda e da Polónia, que necessitam de ganhar o jogo entre si e esperar que a Itália escorregue em Sarajevo perante um adversário que já está matematicamente despromovido.

No Grupo 2, a Inglaterra foi incapaz de repetir o apuramento da primeira edição e chega à última jornada já fora da corrida pelo 1.º lugar.

A luta está cingida a Bélgica, que lidera com 12 pontos, e Dinamarca (2.ª classificada com 10 pontos). Belgas e dinamarqueses têm encontro marcado para Bruxelas, às 19h45, para a realização de um jogo onde gosto das odds de 1.83 da Betano para o mercado de Mais de 2,5 golos.

QUEM SUCEDERÁ A PORTUGAL COMO NOVO CAMPEÃO DA LIGA DAS NAÇÕES DA UEFA?

Com a aproximação da definição do quadro de finalistas, que medirão forças num “play-off” com meias-finais e final, no mês de outubro de 2021, começa a ficar reduzido o lote de equipas candidatas a suceder a Portugal como o novo campeão da Liga das Nações, uma competição criada pela UEFA com o intuito de acabar com os jogos particulares e de aumentar a competitividade.

A campeã mundial em título França é a seleção mais favorita nas casas de apostas, com odds de 3.00 para erguer o caneco, secundada pela seleção da Bélgica (3.50). A completar o pódio surge a renovada Itália de Roberto Mancini (6.00).

 

Gostaste do nosso conteúdo?
Então regista-te no nosso canal do Youtube e assiste aos nosso Podcasts de Apostas. Entra nas nossas redes sociais Facebook, Instagram e Twitter. Ainda tens o nosso Canal de Telegram

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *




Casas de Apostas
3,8 rating
10€ Gráris mais 200% de bónus sobre o valor do seu depósito até um máximo de 50 de euros.
3,5 rating
5€ Grátis mais Bónus de Boas Vindas para o primeiro depósito de até um máximo de 100 euros.
3,3 rating
Não tem bónus de Boas vindas para a postas desportivas online.
3,3 rating
Não tem bónus de Boas vindas para a postas desportivas online.
3,5 rating
Bónus de Boas Vindas para o primeiro depósito aposta sem risco até 50 euros.
3,3 rating
Bónus de Boas Vindas para o primeiro depósito de 50% até um máximo de 50 euros.
4,0 rating
Bónus de Boas Vindas para o primeiro depósito de 100% até um máximo de 100 euros.
4,3 rating
Freebet de 10€ mais 100% de bónus sobre o valor do seu depósito até um máximo de 250 de bónus.
4,5 rating
Aposta de 5€ Grátis com o Código Promocional: APOSTAGANHA1 mais 50% de Bonus até um máximo de 50 euros.