Prognósticos para Apostas Desportivas Online – Aposta Ganha

Finais da NBA: Raptors em posição privilegiada perante campeão enfraquecido

Depois de uma recuperação histórica diante dos Milwaukee Bucks, os Toronto Raptors vão medir forças diante dos Golden State Warriors na Final do Campeonato, e existem algumas boas razões para estarem confiantes. Terem o fator casa do seu lado e verem Kevin Durant de fora por mais algum tempo pode equilibrar as coisas a seu favor.

Finais da NBA: SuperKahwi em modo playoff

A grande chave do sucesso da formação de Toronto tem estado claramente no elevado nível de jogo que Kahwi Leonard tem apresentado nas últimas duas rondas diante dos Philadelphia 76ers e, mais recentemente frente aos Bucks.

A produção do jogador ex-Spurs subiu de modo inegável a partir dos playoffs por comparação com uma fase regular bem mais comedida onde, para além de só ter jogado em 60 de 82 partidas, ele teve tempo médio de utilização de somente 34 minutos por partida.

Nos playoffs, a estrela de Toronto já realizou 18 partidas nas três rondas anteriores (4-1 vs Orlando, 4-3 vs Philly e 4-2 vs Bucks) e tem registado uma média de quase 39 minutos em campo a cada jogo anotando uma média de 31.2 pontos, quase 9 ressaltos, 4 assistências, 0.6 desarmes de lançamentos e 1.6 roubos de bola.

Estes são números muito superiores ao que Leonard foi fazendo durante a fase regular e fica agora mais claro por que razão a formação canadiana optou por gerir tão bem o esforço do seu extremo.

Kahwi atingiu a sua melhor forma quando realmente era necessário e o seu contributo para bater Philly em sete jogos e virar a eliminatória diante dos Bucks de Giannis Antetokounmpo após desvantagem de duas partidas foi absolutamente decisivo.

Agora, é tempo de medir forças com os campeões e atuais dominadores da NBA – com três títulos nos últimos quatro anos – numa eliminatória onde a sua solidez ao longo da fase regular lhes atribui a vantagem no fator casa, isto é, no caso de termos necessidade de ir a um sétimo jogo, o mesmo decorrerá no Canadá, mais propriamente em sua casa.

GSW com boas e más notícias

A formação de Golden State já estará ávida por regressar à competição visto que, ao contrário dos Raptors, despachou a sua Final de Conferência em apenas quatro jogos diante de uma formação dos Portland Trail Blazers que já chegou com a sensação de sucesso a essa Final, não tendo muito mais para oferecer sob a forma de réplica aos Warriors de Steve Kerr.

Na verdade, GSW conseguiu vencer esse rival sem necessitar dos serviços de Kevin Durant que contraiu uma lesão num gémeo antes do Jogo 6 diante dos Houston Rockets, que a equipa viria a vencer.

Desse modo, a formação de Golden State segue com cinco vitórias consecutivas na ausência de uma das suas maiores estrelas, algo que não deixa de ser surpreendente embora seja importante reconhecer que Portland não foi propriamente um teste à séria para os campeões.

Stephen Curry reassumiu o protagonismo na equipa durante este período de ausência de KD e parece lançado para um estupendo final de época que, obviamente desejará coroar com o título de campeão – será o tricampeonato em caso de sucesso.

warriors

Neste momento, Kevin Durant está a regressar ao trabalho em court e poderá ser novidade na equipa para o Jogo 2 ou 3 da Final da NBA. O seu regresso irá dificultar a missão defensiva de Toronto que terá mais um exímio pontuador e criador de espaços para controlar.

E se KD ainda não vai alinhar no primeiro encontro desta Final, o mesmo não se pode dizer de DeMarcus Cousins que está praticamente recuperado de mais uma lesão.

Naturalmente, e após longo período de paragem, deverá ter um limitado tempo de utilização, mas a sua presença junto à tabela será preciosa para dar maior força à formação de Oakland frente ao forte jogo interior de Toronto que tem em Serge Ibaka e Pascal Siakam duas forças tremendas.

Ausência de Fator Casa será novidade para GSW

Pela primeira vez em cinco anos Golden State chega à Final da NBA sem beneficiar do fator casa. A sua rivalidade frente aos Cleveland Cavaliers nos últimos quatro anos que desaguou numa vantagem de três títulos contra um para a formação orientada por Steve Kerr teve sempre um denominador comum:

a força de Golden State na Fase Regular que sempre lhes assegurou o estatuto de disputar os primeiros dois encontros em casa e, se necessário encerrar a série num Jogo 7 também no seu reduto.

Agora, isso muda de figura com Toronto a ter um registo ligeiramente superior aos campeões na Fase Regular e tal poderá ter alguma influência no avolumar do marcador da série. Caso Toronto consiga entrar forte nesta Final ao vencer os seus dois jogos em casa, tal pode adicionar uma grande dose de pressão extra na formação de Golden State para os seus encontros na Oracle Arena.

raptors arena

E penso que será com isso em mente que os Toronto Raptors entrarão em campo já na noite de Quinta para Sexta-Feira. A jogar em casa frente a uns Warriors sem uma das suas estrelas parece claro que a formação canadiana tentará aproveitar todos esses fatores que jogam a seu favor para sair na frente desta Final.

Na Betano, Toronto parte com ligeiro favoritismo para o Jogo 1 com cotações de 1.85 contra os 1.93 de Golden State. Entrar bem nesta Final será crucial para Toronto, embora não possamos ignorar que eles estiveram a perder por 2-0 com os Bucks.

De qualquer modo, enfrentar os Warriors é o maior teste que poderia surgir visto tratar-se da equipa que tem dominado o basquetebol norte-americano nos últimos cinco anos.

Mercados continuam a confiar nos Campeões

Apesar de iniciar a primeira partida desta Final como ligeiro ‘outsider’, a formação bicampeã de Golden State continua a ser claramente favorita à conquista da Liga mais famosa do mundo.

Eles estão a somente 1.22 para se sagrarem tricampeões da National Basketball Association de acordo com a Betclic e tal tem se ser entendido.

Eles têm sido uma força dominante nesta competição e tendem a elevar o seu jogo nos momentos cruciais.

trofeu nba

Após uma modesta Fase Regular marcada por várias lesões e uma clara gestão de recursos, a turma de Oakland foi crescendo com o avançar dos playoffs, batendo os LA Clippers por 4-2 na Primeira Ronda, os Houston Rockets também por 4-2 na semifinal da Conferência Oeste e, mais recentemente atropelaram Portland por quatro jogos sem resposta na Final de Conferência para celebrarem o quinto título de Conferência consecutivo.

Como já mencionei acima, a ausência de Kevin Durant nas últimas cinco partidas obrigou Steph Curry a dar um passo em frente para assumir maior protagonismo ofensivo na equipa, e caso o jogo exterior de Golden State continue em bom momento será difícil a Toronto contrariá-los.

Por outro lado, e no caso de Toronto iniciar melhor esta Final, os campeões terão os trunfos Cousins e Durant para lançar nas partidas seguintes por forma a esbater uma eventual superioridade inicial dos canadianos.

Saída de Durant pode animar Offseason

Kevin Durant termina contrato com Golden State no final desta temporada e os rumores em relação a uma saída têm sido fortes.

Após conquistar dois campeonatos com os Warriors e se preparar para vencer o terceiro nas próximas semanas, KD provou ser uma peça chave na equipa de Steve Kerr tornando-a praticamente invencível durante três épocas consecutivas.

Mas será que Stephen Curry juntamente com Klay Thompson, Draymond Green e agora DeMarcus Cousins serão suficientes para manter a equipa entre a elite da NBA?

Certamente que sim, no entanto a incógnita residirá na sua capacidade de continuar a vencer títulos após a sua saída, sendo igualmente de notar que KD poderá juntar-se a outra equipa igualmente poderosa, embora ainda não existam grandes pistas sobre qual será o seu destino, no caso da sua saída se confirmar.

Mas a especulação em redor de KD não será o único tema a animar o período de férias da NBA, pois elementos como Kahwi Leonard, Kyrie Irving ou Anthony Davis estarão de igual modo no centro do furacão visto estarem igualmente em final de contrato.

Neste momento, tudo indica que Leonard irá manter-se em Toronto depois do sucesso da presente temporada, porém o mesmo não irá suceder com Irving e Davis que já estarão a sondar potenciais mudanças para a nova temporada, e tal poderá igualmente influenciar a decisão de Kevin Durant que, certamente não desejará mudar-se para uma equipa com parcas ambições no Campeonato.

A experiência de LeBron James esta época é um magnífico exemplo de que nenhum jogador consegue por si só conduzir uma equipa a altos voos: é fundamental que uma estrela se rodeie de outros jogadores de qualidade como King James fez em Cleveland ao beneficiar da qualidade de Kyrie Irving e Kevin Love rumo ao título de 2016.

Assim, muita tinta ainda irá correr na imprensa especializada em basquetebol nas próximas semanas, não só relacionada com a final da NBA entre Toronto e Golden State, mas igualmente com as possíveis transferências da ‘offseason’ que irão dar o mote para uma nova temporada igualmente entusiasmante, ou não fosse este o melhor basquetebol do planeta…

Telegram ApostaGANHA
50€ de Bónus
50€ de Bónus
20€ de Bónus
Freebet de 10€