Final Nadal vs Djokovic à vista em Melbourne

Aposta Ganha / Destaques do Desporto e das Apostas / Final Nadal vs Djokovic à vista em Melbourne

Destaque do dia: Clássica Final Nadal vs Djokovic à vista em Melbourne

A par de Roger Federer, Rafa Nadal e Novak Djokovic têm dominado o ténis internacional na última década, e embora existam sinais promissores de alguns jovens tenistas, tudo indica que estejamos perto de assistir a mais uma final entre dois colossos da modalidade.

Nadal vs Djokovic: Trajeto favorável do espanhol em evento madrasto

O percurso de Rafael Nadal até ao momento no Open da Austrália 2019 tem sido simplesmente imaculado com cinco vitórias em três sets e muito pouco tempo despendido em court, algo absolutamente crucial nas suas ambições de vencer o torneio, já que o passado recente tem demonstrado que a fadiga costuma originar alguns problemas físicos no espanhol.

Por outro lado, e apesar desta campanha meritória, o Rei da Terra Batida tem beneficiado de um calendário altamente favorável com o jovem tenista da casa, Alex De Minaur, atual 29º do ranking mundial a ser o adversário melhor cotado a defrontá-lo.

Nadal vs Djokovic

Sim, Rafa também bateu Tomas Berdych, no entanto o tenista checo é uma sombra daquele jogador que durante vários anos foi incomodando regularmente a elite do ténis mundial.

Agora, Nadal só tem o jovem grego Stefanos Tsitsipas a separá-lo da sua quinta Final em Melbourne, e de um potencial segundo título em solo australiano.

Não tem sido fácil a vida de Rafa Nadal em anos anteriores em Melbourne com três derrotas nas últimas três Finais em que participou – curiosamente para diferentes oponentes: Novak Djokovic, Stan Wawrinka e Roger Federerpelo que o espanhol desejará mais do que ninguém corrigir esse duro pecúlio.

Mas primeiro terá de superar um jovem que já demonstrou representar muito perigo para a elite.

Tsitsipas comanda a NextGen em Melbourne

Apesar de ter chegado ao primeiro Grand Slam da temporada como 15º do ranking mundial, atrás de outros jovens promissores como Alexander Zverev, Karen Khachanov ou Borna Coric, acabou por ser o talentoso tenista grego de 20 anos, Stefanos Tsitsipas a chegar mais longe e a carregar a bandeira da nova geração até às Meias-Finais do torneio.

E atenção, porque o seu percurso na prova tem sido notável pois não beneficiou de quaisquer facilidades no seu calendário.

Stefanos Tsitsipas Após as duas primeiras rondas, onde era notoriamente favorito a cumprir a sua missão de seguir em frente, ele defrontou apenas adversários do top-25 mundial, algo que Nadal, por exemplo não encontrou ao longo de cinco rondas até este momento.

Na Terceira Ronda, Tsitsipas bateu o georgiano Nikoloz Basilashvili em quatro sets numa exibição muito profissional, mas viria a guardar aquela que possivelmente terá sido a melhor atuação da sua carreira para os Oitavos de Final quando bateu o campeão em título Roger Federer em quatro sets.

Este triunfo foi a prova definitiva do potencial do jovem tenista, que parece ter ficado suficientemente galvanizado ao ponto de bater na ronda seguinte Roberto Bautista-Agut, uma ‘carraça’ espanhola que tinha entrado em 2019 com nove vitórias consecutivas, vencendo o torneio de Doha e deixando pelo caminho Andy Murray, Karen Khachanov e Marin Cilic aqui em Melbourne Park.

Deste modo, podemos concluir que o grego poderá oferecer a Rafa Nadal o seu primeiro verdadeiro teste sob o calor intenso de Melbourne ao cabo de quase duas semanas, no entanto ele parece correr claramente por fora nas casas de apostas com a Bet pt a avaliá-lo a 4.85 para surpreender o espanhol, que, por sua vez está a somente 1.15.

Australian Open 2012 Final Djokovic vs Nadal highlights 

Nadal vs Djokovic: Djokovic em ritmo de cruzeiro no seu evento favorito

O nº1 mundial Novak Djokovic tem sido fiel a si próprio na quadra de Melbourne ao longo da presente edição com cinco triunfos sóbrios onde raramente precisou de puxar verdadeiramente dos seus galões.

Sim, o tenista sérvio perdeu dois sets entre a Terceira e Quarta Ronda, mas é preciso notar que defrontou dois jovens promissores Denis Shapovalov e Daniel Medvedev pelo que não se pode propriamente considerar que tenha sido uma surpresa tal acontecer.

Djokovic Por outro lado, ‘Nole’ tem dado claros sinais de não estar ainda a jogar no seu pico de forma, o que se pode considerar altamente preocupante para os seus rivais, visto que mesmo assim o sérvio tem transitado de forma muito segura até esta fase do torneio.

O Open da Austrália é o Grand Slam favorito de Novak Djokovic pois foi aqui que angariou mais torneios do Grand Slam (6) com a particularidade de ter vencido todas as finais em solo australiano.

E ao contrário de Nadal, Djokovic teve um trajeto de maior exigência defrontando Jo-Wilfried Tsonga logo na segunda ronda e Kei Nishikori nos Quartos de Final, embora as constantes maratonas do nipónico para chegar até esta fase o tenham forçado a abandonar a partida quando ia perdendo por um set a zero e 4-1 no segundo set, permitindo assim ao sérvio conservar algumas energias para a ronda seguinte, diante do surpreendente Lucas Pouille.

Pouille inspirado pode tornar-se perigoso

O ténis é uma modalidade que depende muito do momento, do estado de espírito e também da confiança dos jogadores, e Lucas Pouille é um perfeito exemplo disso com a sua campanha aqui em Melbourne.

O tenista gaulês, atual nº31 mundial, chegou ao Open da Austrália num horrível momento de forma com sete derrotas consecutivas, algumas delas trazidas ainda do final de 2018.

A título de exemplo, Pouille foi batido pelo ‘nosso’ João Sousa na Terceira Ronda do Open dos Estados Unidos em 2018 dando sinais de grande falta de confiança, pois a sua qualidade é, em teoria superior à do português.

Lucas Pouille

Pois bem, o talentoso tenista francês arrancou para uma caminhada espantosa na Austrália deixando pelo caminho vários tenistas perigosos, mas, fundamentalmente batendo um Borna Coric em grande forma e um Milos Raonic altamente consistente.

A imprevisibilidade do seu jogo, aliada a um estado de grande autoconfiança podem torná-lo num osso duro de roer para Novak Djokovic na segunda semifinal do torneio, sendo ainda de notar que Pouille nunca defrontou o sérvio no circuito ATP e isso pode jogar a favor do tenista menos conhecido, já que ele conhecerá todas os trunfos de ‘Nole’ e pode surpreender o favorito sérvio.

Novak Djokovic é claramente favorito a míseros 1.04 na Betclic enquanto uma surpresa do tenista gaulês parece uma possibilidade remota avaliada a tentadores 9.25.

Que se passou Serena Williams?

No Quadro Feminino, a grande surpresa da noite foi a eliminação de Serena Williams quando liderava por 5-1 no terceiro set.

Para além de ter perdido seis jogos consecutivos (de 5-1 para 5-7) a norte-americana desperdiçou quatro match-points diante da checa Karolina Pliskova num autêntico descalabro final de uma mítica e igualmente polémica Serena.

Agora, Pliskova marca encontro em Meia-Final escaldante diante de outra ‘carrasco’ de Serena, Naomi Osaka, que venceu o Open dos Estados Unidos em 2018 numa Final que, infelizmente seria mais recordada por uma altercação entre Serena Williams e o árbitro português Carlos Ramos, do que propriamente pela fantástica exibição da jovem tenista nipónica, que agora procura vencer o seu segundo título de Grand Slam e subir ainda mais no ranking da WTA .

Serena Williams O embate entre checa e nipónica está a ser apontado como uma Final antecipada e as casas de apostas estão algo divididas com Naomi Osaka com ligeiro favoritismo a 1.69 face aos 2.00 de Karolina Pliskova.

Pliskova lidera o confronto entre ambas por 2-1, embora numa das ocasiões a nipónica tenha sido forçada a desistir, portanto parecem reunidos os condimentos para uma excelente partida que pode ser decidida em pequenos pormenores.

Na minha opinião, Osaka tem sido mais convincente no seu trajeto em Melbourne, com destaque para o corretivo que acaba de aplicar em Elena Svitolina nos Quartos de Final, no entanto não podemos negar que eliminar Serena Williams, e nas condições em que o conseguiu, é um enorme atestado de competência e capacidade mental por parte da checa que também tem as suas armas.

Pliskova terá um serviço ligeiramente mais forte que o de Osaka, mas por outro lado a nipónica parece ter uma pancada de direita muito mais profunda e agressiva que poderá ser decisiva num encontro que promete grande espetáculo e ténis de alto nível entre duas jogadoras que claramente representam uma nova fornada de tenistas de elite no sector feminino.

Histórico João Sousa

Para além de uma boa participação no quadro de singulares do sector masculino aqui em Melbourne, tendo sido derrotado na Terceira Ronda por Kei Nishikori, o melhor tenista português de todos os tempos, João Sousa está a fazer história na variante de pares juntamente com o argentino Leonardo Mayer.

A dupla latina atingiu pela primeira vez na sua carreira a semifinal desta variante e pode fazer mais história esta noite quando defrontar os conceituados Kontinen H./Peers J. numa partida para a qual partem como outsiders a 2.35 contra os 1.48 da mais experiência dupla rival, com odds da Esc Online .

João Sousa

Ainda assim, as possibilidades de fazer história estão em aberto e certamente que a dupla luso argentina tudo fará para acrescentar história à sua respetiva carreira individual e, neste caso coletiva.

A Procurar os melhores e mais lucrativos prognósticos de ténis? Visita o ApostaGanha onde encontras os melhores tipsters de ténis, o nosso telegram ou no nosso fórum de apostas.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *




CASAS DE APOSTAS LEGAIS
3,3 rating
Não tem bónus de Boas vindas para a apostas desportivas online.
4,0 rating
10€ Gráris mais 200% de bónus sobre o valor do seu depósito até um máximo de 50 de euros.
3,5 rating
5€ Grátis com o Código Promocional: apostaga
mais Bónus no primeiro depósito até um máximo de 100 euros.
3,0 rating
Não tem bónus de Boas vindas para a postas desportivas online.
3,3 rating
Bónus de Boas Vindas para o primeiro depósito de 50% até um máximo de 100€ euros.
3,5 rating
Bónus de Boas Vindas para o primeiro depósito aposta sem risco até 50 euros.
3,3 rating
Bónus de Boas Vindas para o primeiro depósito de 50% até um máximo de 50 euros.
3,8 rating
Bónus de Boas Vindas para o primeiro depósito de 100% até um máximo de 100 euros.
4,3 rating
Freebet de 10€ mais 100% de bónus sobre o valor do seu depósito até um máximo de 250 de bónus.
4,5 rating
Bónus de Boas Vindas para o primeiro depósito de 50% até um máximo de 50€ euros.