No dia 10 de julho de 2016, a Seleção Nacional gelou autenticamente o Stade de France, ao bater a França em prolongamento com o mítico golo apontado por Éder, na final do Campeonato da Europa. No próximo domingo, o mesmo relvado receberá o primeiro confronto entre as duas seleções desde a noite em que foi escrita a mais bonita página da história do futebol nacional.

EURO 2016 vs LIGA DAS NAÇÕES: ‘LES BLEUS’ PROCURAM UMA VINGANÇA… COM SABOR A POUCO

A partida do próximo domingo está inserida nos compromissos da 3.ª jornada da Liga das Nações, onde curiosamente Portugal também é o
campeão em título.

É certo que este será o primeiro jogo entre franceses e portugueses desde a histórica final de 2016 e, para os pupilos de Didier Deschamps (que continua a ter nas suas fileiras muitos dos jogadores que saíram derrotados da final do Europeu jogada em casa), será impossível esquecer o desejo de vingança.

No entanto, convenhamos que, aconteça o que acontecer – e não por um mero nacionalismo vazio –, dificilmente a França esquecerá a final perdida perante os milhares de franceses presentes no Stade de France em 2016, com uma eventual qualificação para a “final four” da segunda edição da Liga das Nações.

LIGA DAS NAÇÕES: FRANÇA E PORTUGAL DISCUTEM ACESSO AO “PLAY-OFF” NO GRUPO 3 DA LIGA A

A nova edição da Liga das Nações da UEFA – prova criada pelo organismo máximo que tutela o futebol europeu para aumentar a competitividade, bem como o lucro potencial, do calendário de jogos internacionais – arrancou no passado mês de setembro.

Concluídas as duas primeiras jornadas, parece-me que ficou bastante clara a superioridade que França e Portugal detêm em relação à primeira versão da Croácia (que atuou, ainda assim, sem alguma das suas principais figuras) e à Suécia.

LIGA DAS NAÇÕES: FRANÇA E PORTUGAL DISCUTEM ACESSO AO “PLAY-OFF” NO GRUPO 3 DA LIGA A

Quer os gauleses, como a equipa das Quinas, somam seis pontos, com vantagem para os pupilos de Fernando Santos, pela melhor diferença entre golos marcados e sofridos.

Em perspetiva, Portugal e França serão os grandes candidatos a lutar pelo 1.º lugar do grupo, o único que garante a qualificação para os “play-offs” de apuramento do campeão da Liga das Nações.

Será, por isso, muito importante para as duas equipas os resultados dos confrontos diretos, o primeiro dos quais agendado para o próximo domingo e o segundo para o dia 14 de novembro, pela 5.ª jornada da fase de grupos.

COMO JOGARÁ A SELEÇÃO? NO MEIO ESTARÁ A VIRTUDE

Depois das experiências feitas pelo selecionador Fernando Santos no amigável contra a Espanha, existem algumas dúvidas sobre os jogadores que serão utilizados no meio-campo de Portugal.

Acredito, no entanto, que as escolhas deverão recair num duplo pivot mais defensivo, que deverá ser composto por Danilo e Rúben Neves – sem descurar a possibilidade de William Carvalho entrar na equação –, com um médio que garante mais saída à sua frente – eventualmente, João Moutinho, Bruno Fernandes ou Renato Sanches.

Do lado francês, estará muito músculo aliado à qualidade na construção, desde logo com a expectável utilização como titular de Paul Pogba, que deverá fazer, juntamente com N’Golo Kanté, um trio com Rabiot, Nzonzi ou Tolisso.

Isto deixando da equação o jovem Eduardo Camavinga, que tem enormes qualidades, mas que parece partir atrás da concorrência que garante mais experiência a Deschamps.

De resto, acredito numa equipa titular que não deverá andar muito longe de Anthony Lopes na baliza (a rotatividade promovida por Fernando Santos parece relegar Rui Patrício para os compromissos de maior importância, como os das fases finais do EURO ou Mundial), uma linha defensiva entregue a João Cancelo, Rúben Dias, Pepe e Guerreiro, a questão do meio-campo que já referi e um ataque composto inevitavelmente por Ronaldo, que deverá ser acompanhado por João Félix (ou Diogo Jota) e Bernardo Silva.

Se bem conheço o nosso selecionador, a aposta será num bloco mais baixo e a sair em transição, o que nem sempre dará resultado, até porque a França deverá ser capaz de imprimir uma forte dinâmica no segundo e último momentos de construção ofensiva.

CRISTIANO RONALDO vs KYLIAN MBAPPÉ: DUELO DE “EXTRA-TERRESTRES”

É difícil explicar por palavras aquilo que Cristiano Ronaldo tem feito ao longo da sua carreira, numa fase em que o bilhete de identidade já aponta para a etapa de declínio, ao mesmo tempo que o craque português rebate essa ideia com prestações de grande nível
jogo após jogo.

Ainda que já não tenha propriamente as mesmas armas de há cinco ou dez anos atrás à disposição, Ronaldo goza ainda de um estatuto total e absoluto de jogador de top mundial e tem-no provado na Serie A, ao serviço da Juventus, nomeadamente neste início de temporada em 2020/21.

Do outro lado do campo, este domingo, estará Kylian Mbappé, um craque de enorme qualidade que, aos 21 anos de idade, já levou a Seleção Francesa às costas na conquista do Campeonato do Mundo de 2018 e provou ter uma maturidade notável no seu jogo.

Com praticamente toda a carreira pela frente – assim queiram os deuses do futebol –, Mbappé perfila-se naturalmente como um dos mais naturais sucessores de Cristiano Ronaldo e Lionel Messi na discussão de melhor jogador do Mundo.

Na Betano, o mercador de jogadores para marcar a qualquer altura apresenta cotações de 2.98 para Kylian Mbappé e de 2.96 para Cristiano Ronaldo. No topo das probabilidades, surge o gaulês Antoine Griezmann (2.78).

No mercado de 1X2, a Betano, tal como as principais casas de apostas, atribui o favoritismo à França (2.05). O Empate cota a 3.15 e a vitória de Portugal a 3.65.

 

Gostaste do nosso conteúdo?
Então regista-te no nosso canal do Youtube e assiste aos nosso Podcasts de Apostas. Entra nas nossas redes sociais Facebook, Instagram e Twitter. Ainda tens o nosso Chat no Telegram

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *




Casas de Apostas
Solverde Apostas

Bónus de Boas Vindas para o primeiro depósito de até um máximo de 100 euros.

Luckia

Não tem bónus de Boas vindas para a postas desportivas online.

Nossa Aposta

Não tem bónus de Boas vindas para a postas desportivas online.

Betclic

Bónus de Boas Vindas para o primeiro depósito de 50% até um máximo de 50 euros.

Bet.pt

Bónus de Boas Vindas para o primeiro depósito de 50% até um máximo de 50 euros.

Betway

Bónus de Boas Vindas para o primeiro depósito de 100% até um máximo de 100 euros.

ESC Online

Freebet de 10€ mais 100% de bónus sobre o valor do seu depósito até um máximo de 250 de bónus.

Betano

Bónus de Boas Vindas para o primeiro depósito de 50% até um máximo de 50 euros.

Ultimos Artigos
Há 18 minutos
Há 20 minutos
Há 22 minutos
Há 26 minutos
Há 31 minutos
Há 34 minutos
Há 38 minutos