Prognósticos para Apostas Desportivas Online - Aposta Ganha

O Futebol vale 43% do jogo online

O Futebol vale 43% do jogo online

Mais um artigo dando a conhecer da realidade portuguesa das apostas online em Portugal.

Segundo tivemos acesso e na qual vamos partilhar aqui convosco, e á boleia do jornal publico, o futebol representa cerca de 43% do jogo online.

Em género de resumo, as operadoras conseguem arrecadar cerca de 37 milhões de euros com as apostas ligadas ao futebol, nos primeiros 9 meses do ano.

A Primeira Liga – Liga NOS está em destaque.

A referir segundo ao que conseguimos depreender da notícia do publico, janeiro foi o melhor mês nas apostas, com receitas na ordem dos 7.3 milhões de euros.
O valor bruto total chega ao teto dos 86.1 milhões de euros.

O Publico disponibiliza os números e podem também ser consultados no regulador SRIJ, e onde conseguimos depreender que o futebol é a modalidade que tem registo do maior volume de apostas cerca de 78%.

Nas competições ao que diz respeito, a Liga NOS é responsável por 108% do valor total de apostas na modalidade de futebol. A seguir-se segue os nossos vizinhos espanhóis com a La Liga 123 e depois a Premier League de José Mourinho e Marco Silva 7.2% e 5.6%.

Ao falar de modalidades o Ténis é a segunda modalidade mais “vendida” com valores a rondar os 13.8% das apostas. A destacar a competição que obteve mais incidências nas apostas no Ténis foi a mítica prova de Roland Garros.

Só depois destaca-se o basquetebol e a NBA, que começou muito recentemente.

O artigo do Publico refere também que as receitas geradas pelas “Slot’s Machines” – Máquinas está a subir…

Ao todo, as receitas geradas pelas apostas desportivas à cota chegaram aos 47,7 milhões de euros (55% do total do jogo online). Outros 38,4 milhões vieram dos jogos de fortuna ou azar, onde o destaque vai para as apostas nas máquinas, responsáveis por 16 milhões de euros (ou seja, ocupando o segundo lugar, mas com menos de metade do valor gerado pelo futebol).

Dentro desta tipologia, a preferências dos apostadores vai depois para o póquer não bancado e para a roleta francesa.

Não podíamos e falar da arrecadação da receitas das apostas online, e quanto a este requisito, o estado encaixa cerca de 25 milhões de euros.

De acordo com os dados agora apresentados, o terceiro trimestre registou receitas de 29,3 milhões, o que representa uma subida de 16% face ao trimestre anterior e de 22% em termos homólogos. Apesar desse crescimento, ficou abaixo dos 31,4 milhões gerados entre Janeiro e Março. Desde o início do ano, o Estado já encaixou perto de 25 milhões de euros com o imposto especial de jogo online (IEJO).

A 30 de Setembro, conforme indica o relatório do Turismo de Portugal, havia sete entidades ligadas a esta actividade, que detinham 11 licenças de exploração (sete de jogos de fortuna e azar e quatro de apostas desportivas à cota).

Os dados oficiais dão conta de que, entre Janeiro e Setembro, registaram-se 258,7 mil jogadores. Em termos de faixas etárias a mais predominante é que que vai dos 25 aos 34 anos (40% do total), e, em termos geográficos, a maior concentração está nos distritos do Porto (21,9%), Lisboa (19,7%) e Braga (9,6%).

Fonte: Publico

Deixe um Comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *