Apostas Online em Portugal – Aposta Ganha

Grande Prémio de Suzuka sob a ameaça do tufão Hagibis

O circo da Fórmula Um transfere-se este fim-de-semana para o Japão, mais propriamente para a pista de Suzuka, mas as previsões meteorológicas têm preocupado os intervenientes pois a chegada do tufão Hagibis às ilhas nipónicas pode afetar a corrida com ventos e chuvas fortes durante Sábado e Domingo.

Grande Prémio de Suzuka: Lugar aos especialistas?

Quando pensamos numa corrida atribulada recheada de ventos fortes e aguaceiros qual é o piloto em quem imediatamente pensamos? Pois é, Max Verstappen já provou ser muito habilidoso sob condições adversas e pode tirar partido de uma corrida caótica este fim-de-semana sob condições altamente complicadas.

Ele tem andado distante da discussão de vitórias nas últimas semanas fruto da inferioridade do seu carro Red Bull
Honda face aos Mercedes e Ferrari, no entanto, se a oportunidade lhe surgir em Suzuka certamente que o veremos lutar pelos lugares cimeiros da prova asiática.

Neste momento, ele está avaliado em 8.25 na Betclic para regressar às vitórias no Campeonato Mundial, mas tudo irá depender do modo como as condições meteorológicas venham a ser afetadas pelo tufão Hagibis.

Se realmente tivermos uma qualificação e, posteriormente uma corrida atribuladas e muito condicionadas pelas condições do tempo, então há que contar com Verstappen.

Com a pista molhada e os ventos fortes a impedirem os pilotos de arriscar em demasia, as diferenças de valia entre monolugares irão esbater-se e permitir que pilotos teoricamente em piores condições de brilhar tenham a sua chance, e aí Verstappen é obviamente o candidato nº1 a intrometer-se entre os grandes.

Grande Prémio de Suzuka: Hamilton sentenciou Mundial de Pilotos

O afortunado triunfo de Lewis Hamilton em Sochi colocou um ponto final parágrafo em todas as mínimas dúvidas que ainda poderiam subsistir quanto ao seu título mundial em 2019.

Ao estender a sua diferença pontual, é praticamente impossível que exista um volte-face na classificação, e o piloto britânico até poderia abdicar de uma série de corridas nesta fase final sem que tal colocasse em risco a sua supremacia.

Mas a vitória no Grande Prémio da Rússia foi algo feliz, tendo em conta que a Ferrari teve alguns problemas de comunicação entre os seus pilotos que a impediram de ampliar a vantagem na frente da corrida.

Grande Prémio de Suzuka

Por outro lado, o abandono de Sebastian Vettel – que originou a entrada em pista do safety car – também permitiu aos carros Mercedes reaproximarem-se do líder da corrida Charles Leclerc e posteriormente o ultrapassarem para reclamarem não apenas o regresso aos triunfos da Mercedes, como também o regresso às dobradinhas, algo que sucedeu regularmente no começo de temporada.

Agora, a Mercedes tentará dar seguimento com Lewis Hamilton avaliado em 2.40 na Betclic para somar o segundo triunfo consecutivo em 15 dias, e Valtteri Bottas cotado em 1.95 para terminar novamente no pódio enquanto sombra do seu chefe de equipa e futuro campeão mundial Lewis Hamilton.

Ferrari precisa estabelecer prioridades

A rápida ascensão de Charles Leclerc misturada com o recente triunfo de Sebastian Vettel antes do Grande Prémio da Rússia originou uma verdadeira confusão de ideias no seio da ‘Scuderia’ em Sochi.

Primeiro, Leclerc deu passagem a Vettel na fase inicial da corrida quando o alemão ia mais rápido, mas o mesmo não sucedeu em sentido contrário quando Leclerc ia lançado e tal acabou por custar caro à equipa.

Uma avaria de Vettel forçou a entrada em pista do safety car permitindo a reaproximação dos carros Mercedes à frente da corrida, e Leclerc não teve depois argumentos para defender a liderança da corrida, terminando na terceira posição e francamente irritado pela suposta atitude do seu colega ou indicação doas boxes da Ferrari.

ferrari briga

A equipa italiana precisa definir claramente qual é o seu líder nesta fase final de temporada em que o seu carro parece ser o mais rápido em pista.

Vettel é tetracampeão mundial, é um facto, mas Leclerc tem andando melhor esta temporada, portanto a equipa precisa definir se privilegia o estatuto do alemão ou o atual rendimento do monegasco, pois só assim os seus resultados poderão estabilizar nesta reta final de temporada.

Para Suzuka, Charles Leclerc negoceia como grande favorito á vitória com cotações de 3.10 nas casas de apostas, enquanto o seu companheiro de equipa Sebastian Vettel surge apenas na terceira posição a 4.15.

Será este um sinal de que a Ferrari já tomou a sua decisão, ou apenas uma evidência de que tem sido o monegasco a apresentar melhor rendimento esta temporada?

Dúvidas para serem extraídas durante o fim-de-semana, embora tal não seja garantido uma vez que o tufão Hagibis poderá limitar o potencial máximo dos monolugares, dando assim lugar às estratégias das equipas e habilidade dos pilotos para a definição do vencedor no Japão este Domingo.

Deixe um Comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *