Guerreiros de Klopp espantam o mundo e afastam Barcelona

Aposta Ganha / Destaques do Desporto e das Apostas / Guerreiros de Klopp espantam o mundo e afastam Barcelona

Pois é, parece que os milagres podem realmente acontecer se acreditarmos muito neles. E a noite desta terça-feira foi a prova viva de que não há certezas no futebol.

O Barcelona parecia em total controlo da eliminatória e o Liverpool fragilizado com várias baixas, mas é dentro do campo que tudo isso se prova…

Liverpool: Inferno de Anfield ‘pegou fogo’

A atmosfera vivida em Anfield na noite desta terça-feira foi algo inexplicável, de fazer ‘arrepiar os pelos da nuca’ tal foi o ambiente vibrante que envolveu a partida de início ao fim.

O Liverpool tinha uma missão a roçar o impossível de acordo com a esmagadora maioria dos comentadores e especialistas de futebol, no entanto adeptos e equipa do Liverpool não pareceram nada conformados com isso e obrigaram o Barcelona a viver uma noite de verdadeiro inferno em Inglaterra que certamente não esquecerão durante muitos e muitos anos.

Guerreiros de Klopp espantam o mundo e afastam Barcelona

Com a equipa da casa a ajudar com golos a abrir ambas as partes do encontro, os adeptos foram-se galvanizando com o decorrer da partida e puxando cada vez mais pelos seus jogadores perante uma inexplicável apatia Blaugrana – onde é que eu já vi isto?

Em Roma, talvez? – que, em última instância viria a resultar num resultado histórico de 4-0 que permitiu ao Liverpool garantir a sua segunda presença consecutiva na Final da Liga dos Campeões.

Os olhos vidrados dos jogadores e equipa técnica do Liverpool no final do embate explicam na perfeição o sentimento que os terá invadido quando sentiram ter eliminado o todo-poderoso Barcelona com uma reviravolta histórica em circunstâncias claramente adversas, levando à loucura os seus adeptos.

Liverpool: Os Guerreiros improváveis de Klopp

Se a missão do Liverpool parecia condenada ao fracasso após a derrota por 3-0 em Camp Nou, muitos terão enterrado o machado de guerra ao saberem que Roberto Firmino e Mohamed Salah não estariam disponíveis para o encontro da segunda mão.

Quem é que poderia fazer a diferença na equipa do Liverpool sem a presença de dois dos seus jogadores ofensivos mais influentes? Pois bem, a resposta você já saberá qual é por esta hora.

Divock Origi confirmou ser um atacante esforçado que, quando bem servido sabe representar o seu papel de finalizador. Para além disso, também teve uma missão de sacrifício pressionando muito alto e lutando por ganhar diversas bolas aéreas à defensiva do Barcelona.

No fim, foi recompensado com dois golos fáceis onde só precisou estar atento para encostar o esférico tornando-se num dos heróis da noite mágica de Anfield.

O outro herói improvável acabou por ser o médio holandês Georginio Wijnaldum que saltou do banco ao Intervalo por conta da lesão de Andy Robertson para ser um autêntico pesadelo para a defensiva Blaugrana.

jogadores liverpool

A forma como invadiu a área contrária consecutivamente durante a segunda metade do jogo confundiu os defesas catalães que não haviam lidado com esse perigo durante os primeiros 45 minutos.

Wijnaldum viria a marcar dois golos num ápice para igualar a eliminatória antes do tento de Origi que selou a eliminatória, e a sua influência no jogo foi absolutamente crucial pois possibilitou aos Reds colocarem mais homens na zona de finalização, complicando a vida a uma equipa do Barcelona que até esse momento parecia relativamente confortável com o rumo dos acontecimentos.

Mas eu também destacaria outros elementos importantes na equipa do Liverpool. Alisson Becker efetuou um bom punhado de defesas durante a primeira parte quando o Barcelona se revelou ameaçador, Joel Matip e Virgil van Dijk foram imperiais no centro da defesa e Fabinho deslumbrou-me por completo numa exibição verdadeiramente omnipresente, mesmo condicionado por um cartão amarelo.

Jordan Henderson e James Milner voltaram a ser vozes de comando e guerreiros impiedosos na batalha de meio-campo – Milner acabou a lateral esquerdo – e Trent-Alexander Arnold foi uma das estrelas da noite ao apontar um rápido pontapé de canto que apanhou a defesa do Barcelona literalmente a dormir a sesta, num lance que resultou no 4-0 apontado por Divock Origi.

Falhanço coletivo da turma de Valverde

No que respeita ao Barcelona é um pouco difícil encontrar adjetivos para tal falhanço. Apesar de ter ido para o descanso a perder por um golo, poucos acreditariam que a reviravolta seria possível uma vez que o Barcelona até já tinha estado perto de marcar em mais de uma ocasião.

Porém a segunda parte iniciou com uma mudança na equipa do Liverpool que baralhou o Barcelona por completo e em pouco mais de 10 minutos a equipa viu a eliminatória empatada e terá sentido em demasia esse inesperado baque.

Com o fantasma da eliminação em Roma a pairar novamente sobre as suas cabeças, os jogadores catalães não mais voltaram a incomodar verdadeiramente a baliza inglesa e viriam mesmo a consentir um golo infantil que colocaria termo à eliminatória num lance que os deveria envergonhar tal a displicência evidenciada típica de jogadores amadores.

O treinador Ernesto Valverde nunca pareceu ter capacidade para inverter o rumo dos acontecimentos a partir do banco e com Lionel Messi bem marcado e sem a mesma inspiração do encontro da primeira mão, o Barcelona saiu vergado a uma goleada histórica que certamente deixará marcar para o futuro próximo do clube catalão.

Hoje será dia da imprensa espanhola colocar tudo em causa, desde treinador a vários jogadores e não me espantaria que o Barcelona operasse mesmo uma relativa reformulação de plantel durante o defeso, com a posição de Ernesto Valverde igualmente em xeque após tamanho falhanço.

Barcelona: Copa do Rei para sarar feridas

Após este retumbante falhanço na temporada Blaugrana – a Liga dos Campeões era a grande prioridade – resta a Taça do Rei de Espanha por disputar na tentativa de conquistar a Dobradinha em Espanha num sucesso que, ainda assim será sempre ensombrado pela falência da equipa no maior palco internacional.

O Barcelona terá mais de duas semanas para ‘lamber as feridas’ deste fiasco em Liverpool no sentido de atacar a vitória na Final da Taça do Rei de Espanha, para a qual é destacadamente favorito com cotações de 1.35 para vencer em Tempo Regulamentar na Betclic.

Mas a pancada que a equipa levou em termos motivacionais e no que respeita à sua confiança poderá influenciar o desempenho da equipa nessa final, até porque um início de jogo negativo pode relembrar todas as fragilidades evidenciadas pela equipa em jogos decisivos.

messi

Caberá ao bem orientado Valência de Marcelino Toral explorar essa eventual fragilidade anímica do Barcelona para tentar vencer a competição doméstica, no entanto os valencianos estão ainda enredados em outras lutas e só pensarão na Final da Taça alguns dias antes da disputa da mesma.

Até lá, o Valência tentará inverter a desvantagem de 3-1 contraída em Londres diante do Arsenal na primeira mão das semifinais da Liga Europa, assim como fará o ataque final ao quarto lugar da Liga em Espanha que vale uma vaga na Liga dos Campeões da próxima temporada.

O Valência está cotado em 5.50 na Esc Online para surpreender o Barcelona na Final da Taça do Rei que ocorrerá em Sevilha.

Liverpool sem tempo para celebrar

Após a sensacional e histórica reviravolta do Liverpool na noite de terça-feira que os colocou como favoritos à conquista da Liga dos Campões com cotações de 1.44 na Bet.pt, a formação orientada por Jurgen Klopp não tem mãos a medir e já prepara a derradeira jornada da Premier League.

Os Reds estão dependentes de um deslize do Manchester City de Pep Guardiola na casa de um Brighton já aliviado por ter conseguido a manutenção na liga. Ainda assim, cabe ao Liverpool fazer o seu papel e vencer em casa a equipa sensação da competição, o Wolverhampton.

O Liverpool é logicamente apontado como favorito a vencer a partida a 1.31 na ESC Online, mas a disponibilidade de Roberto Firmino e Mohamed Salah para o encontro ainda estará por apurar pelo que esta cotação pode sofrer mutações ao longo da semana.

klopp guardiola

Com menos um ponto que os Citizens, o Liverpool precisa de esperar por um dia menos bom da equipa de Manchester fora de casa para poder sonhar com um título inglês que lhe foge há tantos anos, no entanto o facto de estarem na Final da Liga dos Campeões deverá aliviar um pouco o semblante de jogadores e adeptos caso o City cumpra a sua tarefa e celebre o bicampeonato inglês.

Numa temporada de excelência por parte dos dois conjuntos em causa, só um poderá vencer o campeonato e com a Taça da Liga já no bolso e a Taça de Inglaterra no horizonte, o Manchester City pode ser rei e senhor do futebol inglês em termos domésticos na presente temporada.

Em sentido inverso, o Liverpool pode compensa-lo com o mais ansiado dos títulos por qualquer clube europeu pelo que acredito que, apesar do sucesso interno talvez Pep Guardiola trocasse três títulos domésticos por um título europeu, algo que persegue desde que saiu do Barcelona, já lá vão seis temporadas – três no Bayern e três no Man.City – e certamente que se trata de uma pedra no sapato no currículo do conceituado técnico catalão.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *




CASAS DE APOSTAS LEGAIS
3,3 rating
Não tem bónus de Boas vindas para a apostas desportivas online.
4,0 rating
10€ Gráris mais 200% de bónus sobre o valor do seu depósito até um máximo de 50 de euros.
3,5 rating
5€ Grátis com o Código Promocional: apostaga
mais Bónus no primeiro depósito até um máximo de 100 euros.
3,0 rating
Não tem bónus de Boas vindas para a postas desportivas online.
3,3 rating
Bónus de Boas Vindas para o primeiro depósito de 50% até um máximo de 100€ euros.
3,5 rating
Bónus de Boas Vindas para o primeiro depósito aposta sem risco até 50 euros.
3,3 rating
Bónus de Boas Vindas para o primeiro depósito de 50% até um máximo de 50 euros.
3,8 rating
Bónus de Boas Vindas para o primeiro depósito de 100% até um máximo de 100 euros.
4,3 rating
Freebet de 10€ mais 100% de bónus sobre o valor do seu depósito até um máximo de 250 de bónus.
4,5 rating
Bónus de Boas Vindas para o primeiro depósito de 50% até um máximo de 50€ euros.