Ficou ontem conhecido o emparelhamento completo da fase de grupos da próxima edição do Campeonato da Europa, que decorrerá no próximo verão, entre os dias 11 de junho e 11 de julho, em 12 cidades diferentes. Eslováquia, Escócia e Macedónia do Norte foram três das últimas quatro seleções a garantir o apuramento. No caminho de Portugal já estavam França e Alemanha, ficando agora o Grupo F composto pela Hungria.

HUNGRIA COM TAREFA DIFÍCIL PERANTE TRÊS CANDIDATOS À FINAL

Depois de falhar o apuramento direto na fase de grupos de qualificação para o Campeonato da Europa 2021, mas ter deixado pelo caminho, nas meias-finais dos “play-offs”, a seleção da Bulgária, a Hungria esteve muito perto de ver a Islândia vencer em Budapeste e garantir a última vaga no Grupo F, onde já estavam sorteados Portugal, Alemanha e França.

No jogo de ontem, a Hungria estava a perder à entrada para os últimos cinco minutos do tempo regulamentar, mas uma reviravolta protagonizada com golos de Négo (88’) e Szoboszlai (90+2’) atirou a seleção orientada pelo italiano Marco Rossi para a fase final do Europeu, pela segunda edição consecutiva.

A Hungria chegou à quarta presença da sua história em fases finais de Campeonatos da Europa e tem estreia marcada precisamente frente a Portugal, no dia 15 de junho, uma terça-feira, pelas 17h00.

Com uma equipa composta por vários jogadores que atuam em ligas menos reconhecidas no plano de maior evidência do futebol europeu, a Hungria tem em Dominik Szoboszlai a sua principal figura ofensiva.

O jovem extremo de 20 anos de idade tem brilhado nos austríacos do Salzburg, está avaliado em 25 milhões de euros no Transfermarkt e é a principal esperança do futebol húngaro para a próxima década.

O top-3 de jogadores com maior visibilidade desta Hungria fica completo com o defesa-central Willi Orban e o guarda-redes Péter Gulácsi, ambos ao serviço dos alemães do RB Leipzig, que tem-se afirmado como uma das principais forças do futebol alemão e da Bundesliga nos últimos anos.

HUNGRIA COM TAREFA DIFÍCIL PERANTE TRÊS CANDIDATOS À FINAL

ESCÓCIA ESTARÁ DE REGRESSO A UM EUROPEU 25 ANOS DEPOIS

Com a última presença na fase final de um Campeonato da Europa a remontar ao Inglaterra’96, a seleção da Escócia estará de regresso aos principais palcos internacionais da Europa do futebol mais de duas décadas depois.

Depois de vencer nas grandes penalidades a seleção de Israel, nas meias-finais dos “play-offs” de qualificação para o Euro 2021, a Escócia voltou a ser a equipa mais feliz a partir da marca dos 11 metros.

Numa eliminatória disputada em Belgrado, frente à Sérvia (seleção recheada de grandes talentos no plano individual), a equipa liderada pelo selecionador Steve Clarke chegou à vantagem no marcador no início da segunda parte (52’), por intermédio de Ryan Christie, médio ofensivo do Celtic.

Ao cair do pano, a Escócia viu a Sérvia chegar ao empate, com golo de Luka Jovic, e forçar o prolongamento. Na meia hora adicional, foram os sérvios a ficar mais próximos de marcar, sem conseguir no entanto o acerto necessário na finalização.

Nas grandes penalidades, Griffiths, McGregor, McTominay, McBurnie e McLean não falharam e festejaram depois de verem o veterano guarda-redes David Marshall defender o “penalty” de Aleksandr Mitrovic e atirar a Escócia para a fase final do Euro 2020.

A estreia dos escoceses, que completaram o Grupo D (ao lado de Croácia, República Checa e Inglaterra), está marcada para o dia 14 de junho, frente aos checos.

A MACEDÓNIA DO NORTE EM ESTREIA, ESLOVÁQUIA FAZ O “BI”

Foi feita história na cidade de Tbilisi, capital da Geórgia, esta quinta-feira. Na final dos “play-offs” de qualificação referente à divisão C da Liga das Nações, foi a Macedónia do Norte a ser mais feliz, ao vencer os georgianos, por 1-0, com golo solitário do veterano Goran Pandev.

Aos 37 anos de idade, o avançado do Genoa vestiu a pele de herói, ao dar à sua nação o primeiro apuramento de sempre para uma fase final de uma grande competição internacional, um sonho que o mesmo já havia partilhado publicamente anteriormente.

No Grupo C do Euro 2020, a equipa orientada pelo selecionador Igor Angelovski medirá forças com as seleções da Áustria, da Holanda e da Ucrânia, pelo que desempenhará o papel de claro “underdog” entre as casas de apostas.

EURO 2021: OS GRUPOS COMPLETOS

A estreia da Macedónia do Norte está agendada para o dia 13 de junho, um domingo, frente à Áustria.

Na outra final dos “play-offs” de acesso à fase de grupos do Euro 2020, reagendado para 2021 devido ao combate à pandemia do novo coronavírus, foi a Eslováquia a levar a melhor sobre a Irlanda do Norte.

Em Belfast, os irlandeses até conseguiram levar o jogo para prolongamento em cima do fim do tempo regulamentar, beneficiando de um auto-golo que repôs a igualdade após o tento inaugural de Juraj Kucka, ainda na primeira parte.

No prolongamento, Michal Duris marcou o golo decisivo (110’), que apurou a Eslováquia pela segunda vez na sua história (e também a segunda consecutiva) para a fase final de um Europeu.

No próximo verão, a Seleção Eslovaca tem estreia marcada frente à Polónia, a 14 de junho, na abertura do Grupo E, onde eslovacos e polacos terão a companhia de Espanha e Suécia.

EURO 2021: OS GRUPOS COMPLETOS

Abaixo fica o enquadramento completo da fase de grupos do Europeu do próximo verão, que, a manter a configuração (sujeita a alterações por parte da UEFA, conforme a evolução da pandemia no Velho Continente durante os próximos meses), realizar-se-á por 12 cidades-sede diferentes, de 12 países.

  • Grupo A (Roma e Baku): Turquia, Itália, País de Gales e Suíça.
  • Grupo B (Copenhaga e Moscovo): Dinamarca, Finlândia, Bélgica e Rússia.
  • Grupo C (Amsterdão e Bucareste): Holanda, Ucrânia, Áustria e Macedónia do Norte.
  • Grupo D (Londres e Glasgow): Inglaterra, Croácia, Escócia e República Checa.
  • Grupo E (Bilbao e Dublin): Espanha, Suécia, Polónia e Eslováquia.
  • Grupo F (Munique e Budapeste): Hungria, Portugal, França e Alemanha.

 

Gostaste do nosso conteúdo?
Então regista-te no nosso canal do Youtube e assiste aos nosso Podcasts de Apostas. Entra nas nossas redes sociais Facebook, Instagram e Twitter. Ainda tens o nosso Canal de Telegram

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *




Casas de Apostas
3,8 rating
10€ Gráris mais 200% de bónus sobre o valor do seu depósito até um máximo de 50 de euros.
3,5 rating
5€ Grátis mais Bónus de Boas Vindas para o primeiro depósito de até um máximo de 100 euros.
3,3 rating
Não tem bónus de Boas vindas para a postas desportivas online.
3,3 rating
Não tem bónus de Boas vindas para a postas desportivas online.
3,5 rating
Bónus de Boas Vindas para o primeiro depósito aposta sem risco até 50 euros.
3,3 rating
Bónus de Boas Vindas para o primeiro depósito de 50% até um máximo de 50 euros.
4,0 rating
Bónus de Boas Vindas para o primeiro depósito de 100% até um máximo de 100 euros.
4,3 rating
Freebet de 10€ mais 100% de bónus sobre o valor do seu depósito até um máximo de 250 de bónus.
4,5 rating
Aposta de 5€ Grátis com o Código Promocional: APOSTAGANHA1 mais 50% de Bonus até um máximo de 50 euros.