Prognósticos para Apostas Desportivas Online - Aposta Ganha

Irão Mundial 2018 – Guia e Análise

Irão Mundial 2018 - Guia e Análise

Irão Mundial 2018 – Guia e Análise

Trajeto na qualificação:

As condições em que o Carlos Queiroz preparou os jogos de qualificação para o mundial 2018 foram quase sempre precárias.

As vezes em que o português já esteve com um pé e até mesmo os dois na porta de saída começam a precisar mais do que um par de mãos para as contar.

A federação iraniana tem demasiados interessados e interesses no seu seio e pior ainda é um órgão falido devido ao contexto sócio-político do país.

Tendo em conta todas as condicionantes que o trabalho do português teve só é possível elogiar. Não perdeu um único jogo venceu os dois grupos de qualificação e sofreu apenas 5 golos. Sendo que no 2º grupo de qualificação ,

o mais forte, apenas sofreu 2 golos e foi no último jogo onde desacelerou , propositadamente ou não fica ao critério de cada um, frente a uma necessitada Síria.

Como tal só há uma forma de descrever o percurso até à Rússia: Perfeito.

Jogadores em Destaque: Alireza Jahnbakhsh – AZ Alkmaar

Alireza Jahnbakhsh

Alireza Jahnbakhsh é claramente um dos melhores jogadores iranianos do momento.

Rápido e com técnica apurada.

Oextremo do AZ Alkmaar e melhor marcador da Eredivisie é um dos jogadores mais cobiçados deste mercado de verão com o Napoli à cabeça.

No esquema de contra-ataque que o Carlos Queiróz deverá montar ele deverá ser uma das grandes armas que o Irão terá ao seu dispor.

Jogadores em Destaque: Sardar Azmoun – Rubin Kazan

Sardar Azmoun

Devido à época que fez o Alireza parece-me escolha unânime como jogador a destacar.

A 2ª opção já foi um exercício mais complicado. Não por falta de qualidade mas sim por existirem várias peças que podem brilhar e serem fundamentais.

Várias poderiam como disse ter sido esta 2ª escolha a destacar

mas pelo hype que tem tido na selecção e sobretudo o registo “à Ali Daei” com 23 golos em 31 internacionalizações com apenas 23 anos fazem do Sardar Azmoun outro dos jogadores a serem levados bastante a sério nesta selecção.

O Comandante

Carlos Queiróz mal amado do futebol nacional português é provavelmente dos técnicos com maior competência a nível mundial, sobretudo como selecionador , e uma das pessoas com maior responsabilidade no crescimento do futebol luso em dois momentos distintos.

Carlos Queiróz

A primeira com início em 1987 altura em que lançou as bases da primeira geração de ouro portuguesa e com resultados práticos na conquista de dois mundiais sub20.

E a segunda passagem em 2008 com enormes responsabilidades na restruturação do futebol português, à data calamitoso, nas categorias de base são merecedoras , no mínimo, de uma estátua à entrada para a cidade do futebol da FPF.

Se adicionarmos pelo meio a vasta experiência em quase todos os continentes, apurou uma selecção europeia, africana e asiática para o Mundial em 4 ocasiões mais a “perninha” no Manchester United é CV que poucos podem competir.

Não me dei ao trabalho de perceber quantos selecionadores já estiveram mais de uma vez a comandar uma seleção neste Mundial mas o Queiróz está certamente no top5 com mais aparições.

jogos-primeira-fase

Pontos Positivos

O índice de trabalho , raça, dedicação e militância que os iranianos têm a defender as cores da selecção são uma das grandes armas com que o português poderá contar.

Como referido anteriormente o excelente leque de opções que o português tem agora ao dispor na frente de ataque permitirá pelo menos pensar em outras abordagens ao plano de jogo.

A excelente forma com que uma boa maioria de atletas chega à Rússia é também, à partida, um factor interessante.

O excelente aproveitamento de bolas paradas pode também ser uma das grandes armas.

Pontos Negativos

Sem dúvida a falta de preparação. A federação iraniana está falida e não consegue arranjar amigáveis que consigam testar minimamente os jogadores orientados por Carlos Queiróz.

Argélia B , Usbequistão sub23, Turquia e Lituânia é o melhor que se conseguiu arranjar e obviamente estão longe de ser verdadeiros testes.

A falta de um plano B? Só houve um jogo oficial nos últimos 4 anos em que o Irão teve de ir atrás do resultado e foi no jogo final, a feijões , com os Sírios.

Pessoalmente é uma das grandes dúvidas que pairam ao redor desta seleção. Será que o Irão consegue resultados se o jogo não for de acordo com o script?

É verdade que tem ido sempre e enorme mérito para isso mas no Mundial vai ter adversários de peso onde o script pode ser facilmente “rabiscado”.

Análise dos jogos da Primeira Fase

Irão Mundial 2018 - Guia e Análise

Irão vs Marrocos – 15/06/2018 – 16:00 – Saint-Petersburg Stadium – Saint-Petersburg

Antes de mais a esta distância é difícil estar a fazer análises aos jogos.

Imensas variantes bem como a pontuação que cada equipa terá à partida para cada jogo são enormes condicionantes ainda para mais naquele que para mim é o grupo mais complicado do torneio.

Jogo inaugural e provavelmente decisivo quer para os marroquinos quer para os iranianos. Sair daqui sem pontos significa provavelmente o adeus ao Mundial especialmente para o Irão que na segunda ronda defronta a Espanha.

Acredito num jogo extremamente tático com ambas as equipas a jogarem com extremas cautelas. Irão potencialmente a dar iniciativa aos marroquinos e a tentar explorar debilidades defensivas.

Caso ambas as equipas cheguem com os mínimos de preparação acredito num jogo trancado com um empate a zeros ou vantagem mínima a ditar o vencedor.

Acho que é jogo para as duas equipas se preocuparem mais em não perder pontos do que procurar desesperadamente a vitória.

Irão vs Espanha – 20/06/2018 – 19:00 – Kazan’ Arena – Kazan

Se o Irão consegue um bom resultado no primeiro jogo acredito que a táctica do autocarro consiga produzir resultados, ainda que difícil frente a uma equipa que tem demonstrado tratar a bola por tu e com jogadores capazes de decidir a qualquer momento.

Será difícil ver uma surpresa aqui mas tudo dependerá como decorre o primeiro jogo.

Se o Irão vier embalado com uma vitória por exemplo acredito que a Espanha sinta dificuldades.

Projetando um cenário de handicaps acho que o Irão os cumpre neste contexto, claro. Caso tenha de vir atrás do resultado será sempre muito complicado.

Irão vs Portugal – 25/06/2018 – 19:00 – Mordovia Arena – Saransk

Extremamente difícil de projetar este jogo.

Num cenário em que o Irão precise apenas de pontuar provavelmente terão capacidade de o fazer na minha óptica e a dificuldade que temos em desconstruir autocarros tem sido notória nos últimos tempos.

Mas claro tudo dependerá de como chegam aqui as seleções e que resultado “servirá”.

Até Onde pode Chegar

aonde-pode-chegar

Se conseguirmos ainda juntar à equação anterior da qualificação o processo de renovação que o Carlos Queiroz levou a cabo nos últimos 4 anos então ainda mais impressionante fica.

No último Mundial, 2014, o Irão tinha mais de metade dos jogadores convocados com 30 ou mais anos. Sendo que apenas 5 jogadores estavam a jogar futebol europeu e um deles era o Haghighi na Covilhã.

Olhando para esta convocatória há apenas 6 jogadores com 30 ou mais anos e 12 deles a jogar futebol na Europa e 3 dos que ainda não o fazem já com negociações adiantadas para permanecerem em solo europeu após o Mundial.

São mesmo a selecção mais jovem do grupo B da Rússia com uma média de idades de 26,5 anos e a mais alta com uma média de 183.5cm.

Omissões existem 3 que causaram bastante polêmica mas que me parecem de todo ultrapassáveis. Falo de Hosseini experiente central que foi consistente e importante ao longo da qualificação.

Ghafouri outro defesa que se foi exibindo a bom nível especialmente ao serviço do Esteghlal e o avançado Kaveh Rezaei que fez uma belíssima época no Charleroi.

Omissões que causaram bastante insatisfação junto dos media e adeptos mas se há selecionador que tem crédito para deixar de fora quem quiser é o Carlos Queiroz.

Não consigo deixar de fazer comparações com a convocatória do Brasil 2014 e a grande diferença nesta é mesmo a quantidade e qualidade de opções que existe no ataque quando comparado com a estéril convocatória de há 4 anos.

Karim Ansarifad, Sardar Azmoun, Mehdi Taremi, Saman Ghoddos, Ali Gholizadeh ou Alireza Jahanbakhsh são nomes que brilharam e de que maneira nas suas ligas e europeias à excepção do Mehdi Taremi.

Para terminar não se pode deixar o trocadilho mais óbvio de sempre escapar incólume. “Irão eles conseguir a passagem à segunda fase? Complicado mas veremos”

Não percas a chance de apostar e ganhar neste Mundial.

Abre tua conta nas melhores casas de apostas, aproveita os bônus e boa sorte:


Autor: ricsilva

Deixe um Comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *