Prognósticos para Apostas Desportivas Online – Aposta Ganha

Itália em situação perigosa nas apostas online com a nova Lei

As noticias não são nada animadoras para quem esperava boas novas vindas de Itália, em relação às apostas online.

Falamos mais em concreto para os operadores de jogo do país. O Governo recente Italiano fez aprovar uma nova Lei, chamada “Decreto Dignitá” que irá proibir a publicidade ao jogo, claro à excepção das lotarias e os jogos que estão relacionados com o Estado.

Para explicar melhor e usando um exemplo de Portugal, o que seria permitido é que o Placard (físico) e todos os jogos da SCML pudessem ser alvo de publicidade na televisão, por exemplo.

Mas as bet.pt e as betclic entre outras não pudesses fazer essa mesma publicidade.

Segundo consta esta nova Lei vai entrar em vigor já apartir de dia 1 de janeiro do próximo ano e obviamente que os operadores regualados neste país não se encontram nada satisfeitos.

Recentemente o regulador italiano recebeu cerca de 80 novos pedidos para uma futura emissão de licença, mas esta lei vai travar de certeza os novos “players”.

Esta Lei trás um verdadeiro “caos” aos operadores e futuros operadores, pois ao evitar a publicidade torna-se mais difícil implementar a marca e com isso trazer os novos jogadores ás suas plataformas e ás suas ofertas.

A Associação de jogadores Italiana, já manifestou também a sua indignação relativamente a esta nova Lei aprovada pelo Estado, onde não vê boas novas para os operadores e claro, antevendo que muitos operadores deixem o país.

Com isso os jogadores poderão ter menos “poder” de escolha e que optem apenas pelos jogos disponibilizados pelo Estado.

A questão do “ilegal” sobe de tom, obviamente que muitos poderão também sentir-se confusos, se a “dita casa de apostas” possa estar legal ou não, já que nenhuma e publicitada dizendo se o é ou não.

Semelhante ao que se passa com as casas de apostas Bet.pt e Betclic, onde referem sempre que estão legais através do nosso regulador SRIJ.

Isto ajuda a esclarecer o futuro jogador, dando mais segurança.

Isto tráz indignação, medo e os jogadores a mercê dos operadores ilegais, e obviamente afasta a questão da liquidez partilhada por exemplo no Poker e a tão famosa bolsa de apostas.

Diríamos que foi um belo passo atrás, onde uma vez mais deduzimos que será uma manobra para cativar os jogadores aos jogos do Estado e com isso tirar e gerar mais receita e complicar a vida aos operadores internacionais.

Esperemos pelos os novos desenvolvimentos, até porque a Comunidade Europeia poderá ter ainda uma última palavra sobre esta questão.

Deixe um Comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *