Prognósticos para Apostas Desportivas Online - Aposta Ganha

Prognostico Itália vs Brasil – Taça das Confederações

SUBSCREVER
290
-23.8
-8.21 %
UNIDADES INVESTIDAS
SALDO
ROI

Taça das Confederações 2009A Itália, tem jogado num aparente 4-3-3, mas há quem diga que joga em 4-1-2-3. LEGROTTAGLIE jogou frente aos EUA, mas cedeu o lugar para CANNAVARO quando a Itália defrontou o Egipto. Uma mexida na defesa menos feliz?

Frente aos EUA e Egipto, GATTUSO alinhou de início como “segundo” trinco, mas é um elemento “dispensável” quando as coisas não correm bem, tendo sido sempre substituído por MONTOLIVO aos 57′ e 58′, numa substituição aparentemente pré-programada. De Rossi parece ser o trinco de serviço e Pirlo é o médio mais criativo. Iaquinta é o outro “avançado-lateral” ou extremo, se preferirem.

Frente aos EUA, Camaronesi jogou num dos lados do ataque, mas cedeu o lugar a ROSSI. GILARDINO também alinhou de início frente aos estado-unidenses, mas cedeu o lugar a Luca Toni mais tarde, aos 69′. Mesmo a jogar contra 10′ durante quase uma hora, a Itália sentiu dificuldades para se impôr, mas cumpriram o Match Handicap -1 nos descontos.

Frente ao Egipto, Rossi, nascido nos EUA, foi o herói frente aos EUA, mas acabaria por ceder o seu lugar para Luca Toni. Já QUAGLIARELLA alinhou num dos lados do ataque, mas trocou com Simone Pepe aos 64′, este um extremo de raíz ao que consta.

Pena análise dos relatos no calciomercato, frente aos EUA e ao Egipto, a Itália tem jogado pior nas primeiras partes, tendo sempre sofrido em ambos os jogos, um golo na primeira parte. Frente aos EUA tiraram partido da superioridade numérica, mas os golos foram ao que parece, marcados do meio da rua, o que indicia uma moleza na defesa dos EUA naquela zona do terreno. Já contra o Egipto, a Itália criou oportunidades de golo suficientes e com perigo, para dar a volta ao resultado, mas ou o guarda-redes “faraó” se superiorizou aos avançados italianos, ou estes foram infelizes na altura do remate.

O substrato que fica à vista é que a Itália com Gattuso perde capacidade ofensiva por um lado, e por outro a consistência defensiva não tem sido a melhor. Talvez seja por isso que o calciomercato arrisca a entrada de Montolivo para o seu lugar diante do Brasil.

O Brasil tem jogado num aparente 4-2-3-1, sendo que frente ao Egipto, a táctica pareceu mais ser o famoso pirilau… Gargalhada

Dunga fez mexidas na defesa em ambos os jogos, pôde dar-se a esse luxo diante de adversários mais fracos, mas contra a Itália irá certamente alinhar com o seu melhor onze, sendo que na defesa, André Santos deverá manter-se, dando mais alguns centímetros extra aos canarinhos, mas perdendo em termos de experiência. As alternativas são usar o Kléber, ou adaptar o Daniel Alves na esquerda, o que parece-me improvável.

No meio-campo e no ataque, Gilberto Silva e Filipe Melo serão a primeira linha defensiva canarinha. Depois temos Kaká, Elano e Robinho, com Luis Fabiano “sozinho” na frente. Nilmar parece ser a primeira opção para o lugar de Fabiano, mas frente à Itália, Alexandre Pato pode ter uma oportunidade também, assim como Júlio Baptista, mas este apenas se for para poupar algum dos médios criativos dos canarinhos e se estes estiverem em vantagem.

O Brasil tem sabido aproveitar muito bem os lances de bola parada, algo que a Itália terá de ter muita atenção, até porque sofreu um golo de canto diante do Egipto e o Brasil neste aspecto, tem sido letal. Frente ao Egipto, não marcou o quarto golo num livre cruzado para a área, porque um “faraó” usou o braço… A Itália pouco tem se tem visto neste aspecto.

O Brasil é também muito capaz ofensivamente, em termos de produção atacante, algo que a Itália terá de contrariar também, quando não tiver a bola, tendo em conta que a actual “squadra azzurra” não é tão defensiva como antigamente e nesse aspecto, também tem as suas fragilidades, que o Brasil já mostrou ser capaz de explorar sem dó nem piedade.

Por sua vez, a Itália tem mostrado menos futebol ofensivo, pois frente ao Egipto não marcaram golos e frente aos EUA, estes jogaram com menos um durante uma hora. Ainda assim, frente ao Brasil, poderão fazer mossa, pois apesar da pressão jogar contra eles, a concentração da equipa será também máxima.

No confronto entre treinadores, Lippi é melhor que Dunga, mas em termos de individualidades, o Brasil está melhor servido. A grande falha do Brasil é na defesa, especialmente quando jogam de forma displicente como aconteceu frente aos faraós, mas dado o histórico do Brasil de Dunga em jogos que “interessam”, será algo que não é de esperar frente à Itália, contra quem jogarão com a máxima concentração e com muita motivação.

Como este jogo é um clássico entre selecções, há muitos pontos em que tento prever como o jogo poderá decorrer em que tanto podem cair para um lado como para o outro, pelo que é muito complicado definir linhas para a Tripla.

Vamos então ver o que pensam os sportsbooks ou bookmakers sobre este jogo, de acordo com o Tip-Ex, as odds iniciais médias foram 3,10-3,20-2,24:

Na Expekt, abriram 3,20-3,20-2,20.
Na Interwetten: 2,85-3,40-2,30.
Na Bet365: 3,40-3,25-2,15.
Na Unibet: 3,35-3,25-2,15.
Na Ladbrokes: 2,75-3,20-2,25.
Na Bwin: 3,05-3,25-2,15.

Nesta altura, as odds mais altas que encontramos são estas: 3,45-3,45-2,35.

Na Pinnacle, temos: 3,39-3,47-2,28.

Portanto, o Brasil é favorito, mas para uns a Itália é mais “cadela” que outros. Actualmente, a Itália valorizou-se um pouco, enquanto que o Brasil pode ser encontrado com odds entre os 2,20 e os 2,25.

Entre os 2,25 e os 2,28 temos 44% de hipóteses para o Brasil, mas temos de ter em conta que o juice pesa também nos canarinhos, pelo que o prémio está no lado do empate ou da Itália, que estão avaliados no máximo com 29% de probabilidades relativas para cada desfecho.

A questão que se coloca agora é: como conseguir prever como irá correr o jogo?

O Brasil deverá mostrar-se muito perigoso nos lances de bola parada, algo que a Itália estará avisada, mas mesmo assim, a vantagem neste particular, pende para o Brasil.

O Brasil ofensivamente será superior e criará mais oportunidades e mais perigo, defensivamente o Brasil será ligeiramente melhor que a Itália.

Dificilmente o Brasil ficará em branco nesta partida e a Itália para vencer, terá de marcar mais golos que os canarinhos, algo que parece improvável tendo em conta os dois últimos resultados.

Como não acredito muito nisso, mas também tenho em conta que o Brasil pode contentar-se apenas com um empate, siga no Brasil AH -0,25. A minha linha para o Brasil ronda entre os 45% e os 47% e para a Itália está entre os 28% e os 32%, pelo que arrisco pela equipa que melhor capacidade tem mostrado até agora.

Prognóstico para ApostasQuotaUn.Casa de ApostasEstado
Brasil AH -0,25
1.96
5
ganha

Deixe um Comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *