Japão Mundial 2018 – Guia e Análise

Aposta Ganha / Destaques do Desporto e das Apostas / Japão Mundial 2018 – Guia e Análise

Japão Mundial 2018 – Guia e Análise

Trajeto na qualificação:

Ao contrário de outras qualificações, esta, Mundial 2018, não foi, claramente a mais fácil para a Seleção Japonesa

Chegando até a estar, em certos momentos, com um pé fora do Mundial.

A segunda ronda (ronda em que entram os cabeças-de-série) foi simples, tendo ficado em primeiro lugar com 7 vitória e 1 empate num grupo com a Síria, Cambodja, Singapura e Afeganistão.

Já na terceira ronda, as coisas não foram assim tão simples. Num grupo com Austrália, Arábia Saudita, Emiratos Árabes Unidos, Iraque e Tailândia, as coisas começaram muito mal com uma derrota caseira frente aos Emiratos Árabes Unidos (1-2).

A partir daí, a equipa foi recuperando mas sempre com a pressão inerente à primeira derrota. No jogo que precisavam vencer para assumir o primeiro lugar e colocar o pé no Mundial, empataram 1-1 em casa do Iraque.

O jogo seguinte assumiu uma importância gigante e seria em casa…contra a Austrália. Uma vitória assegurava, praticamente a qualificação para o Mundial enquanto que uma derrota significava uma ida quase certa aos play-offs.

Felizmente, e num mau jogo de futebol, o Japão foi superior e venceu por 2-0. O último jogo já não contava para muito para o Japão, tendo perdido fora contra a Arábia Saudita por 0-1 (e que, com essa vitória, assegurou a qualificação direta para o Mundial).

Vahid Halilhodzic foi extremamente criticado, em certos momentos, pelo 4-3-3 pouco espetacular e baseado no contra-ataque.

Como se não bastasse, as convocatórias eram estranhas e não incidiam nos jogadores “europeus”, procurando soluções dentro dos campeonatos asiáticos.

Após uma qualificação relativamente conturbada, e na expectativa de que as exibições e os resultados melhorassem com os amigáveis, não foi isso que se verificou.

Após apenas 1 vitória nos 6 amigáveis disputados e 1 derrota humilhante frente à Coreia do Sul no Campeonato de Futebol EAFF, a Federação Japonesa entendeu que o bósnio não era o treinador certo para o Mundial, tendo efetuado um despedimento surpreendente a 2 meses de começar a prova, e nomeou o diretor técnico Akira Nishino para assumir os comandos.

Convocatória
Na baliza está o ponto mais fraco do Japão. O guarda-redes titular é Eiji Kawashima. É ágil e muito experiente (35 anos), mas nunca foi um guarda-redes de encher o olho.

Depois, existem 2 vagas para 4 guarda-redes: Kosuke Nakamura é, cada vez mais, o futuro da seleção nesta posição e tem-se assumido com qualidade a defender as redes do Kashiwa Reysol.

No Japão, tem existido uma luta para que seja ele a assumir a baliza mas, apesar de vir a ser convocado, a opção deverá recair no experiente Eiji Kawashima. Depois, existem ainda Nishikawa, Gonda e Higashiguchi, titulares indiscutíveis nos seus clubes: Urawa Reds, Sagan Tosu e Gamba Osaka, respetivamente.

Na defesa, as laterais estão bem servidas de muita qualidade. Do lado esquerdo, Nagatomo deverá assumir a titularidade e também pode ser defesa direito.

Kurumaya do Kawasaki Frontale seria o seu suplente, mas até pode até ser abdicado. Do lado direito, deverão ser convocados Gotuku Sakai e Hiroki Sakai, devendo este último ser o titular pela excelente época rubricada ao serviço do Marselha.

Gotuku Sakai também pode ser defesa-esquerdo, o que é uma vantagem para estar à frente de Kurumaya. Na zona central, Yoshida e Morishige são convocatórias quase certas e deverão ser os titulares.

Pela sua experiência e por ter características bastante diferenciadoras para um central, Makino deverá ser o 3º central (e também pode ser lateral direito). Por fim, para 4º central, a opção deve recair por Gen Shoji do Kashima Antlers, mas também poderá premiar Shogo Taniguchi do Kawasaki Frontale pela excelente época e por também poder atuar como médio defensivo.

Na zona central do meio-campo, Makoto Hasebe (capitão) deverá fazer o seu último Campeonato do Mundo e deverá ser convocado pela experiência e qualidade que confere ao sector. Hotaru Yamaguchi é uma das estrelas da J-League e poderá também assumir a posição de médio defensivo.

Outras opções praticamente certas na convocatória são Gaku Shibasaki e Ryota Morioka, pelas épocas regulares que efetuaram no Getafe e no Beveren/Anderlecht, respetivamente.

No meio-campo atacante, Honda é uma certeza e, apesar da incógnita relativamente a Kagawa, é expectável que seja convocado pela sua experiência e capacidade atacante, embora não preveja que seja titular.

Inui não era convocado com o selecionador anterior mas, pela excelente época e qualidade, também deverá estar nos 23 de Nishino. Kiyotake também deverá ser convocado, ficando mais 1 ou 2 vagas disponíveis e que podem ser para diversos jogadores: Ryota Oshima, Yosuke Ideguchi ou até mesmo Yasuyuki Konno

Por fim, será no sector atacante que Nishino terá mais dores de cabeça. Apesar de certezas relativamente a certos jogadores por um outro motivo (Okazaki, Kubo e Osako devem ser convocados), existem muitos jogadores para cerca outras 3/4 posições, desde logo Shoya Nakajima que tem protagonizado uma época de grande nível ao serviço do Portimonense, na Liga NOS.

Outras opções são Takuma Asano, Genki Haraguchi, Yoshinori Muto, Takashi Usami, Yu Kobayashi, Kenyu Sugimoto, ou até o sub-20 Ritsu Doan…qualidade neste sector é algo que não falta.

Desconfio que será neste sector que o selecionador irá provocar ter mais irreverência em vez de experiência, embora deva ser Shinji Okazaki o titularíssimo.

Jogadores em Destaque: Keisuke Honda – Pachuca

Keisuke Honda Sendo para já, uma verdadeira incógnita se Shinji Kagawa será capaz de recuperar para o Mundial.

Keisuke Honda assume-se como a estrela deste Japão.

Em 2017, transferiu-se para um campeonato menos competitivo, tendo assumido uma preponderância crescente na equipa mexicana.

É expectável que esteja com ritmo e motivado para este Mundial, que até poderá ser o seu último.

Jogadores em Destaque: Takashi Inui – Eibar

Takashi Inui tem sido o jogador nipónico em maior destaque na Europa durante a época 17/18.

Takashi Inui

Joga no Eibar, no lado esquerdo do e é um dos jogadores mais importantes da equipa.

É jogador extremamente rápido, incansável e com muita qualidade no drible.

A ser convocado (não o era com o anterior selecionador de uma forma regular).

Creio que assumirá um papel muito importante na seleção Japonesa.

O Comandante

Akira Nishino é dos treinadores nipónicos mais consagrados de sempre, sendo reconhecido pela longa e bem-sucedida estadia no Gamba Osaka entre 2002 e 2011 onde conseguiu 1 J-League (2007), 2 Taças do Imperador (2008 e 2009) e uma Liga dos Campeões ACL (2008).

Akira Nishino

Posteriormente, teve experiência no Vissel Kobe e no Nagoya Grampus, onde não foi tão bem sucedido, tendo assumido a pasta de diretor técnico da Seleção Nacional do Japão em 2016.

Com o despedido de Vahid Halilhodzic, assumiu o comando da Seleção, tendo sido uma escolha bastante consensual e apreciada pelo país tendo em conta o seu historial.

É conhecido por preferir um estilo de futebol ultra-atacante em 4-1-3-2/4-4-2 e, apesar de ser inevitável existirem algumas cautelas específicas, creio que a mentalidade de “sofrer 3, marcar 4” irá manter-se para este Campeonato do Mundo.

Nishino já admitiu que pretende passar a fase de grupos e que irá procurar uma convocatória em que a experiência seja um fator importante, pelo que prevejo uma equipa nipónica que terá os jogadores “europeus” como base.

jogos-primeira-fase

Pontos Positivos

Pelas palavras de Akira NIshino, e à semelhança do que Fernando Santos tem feito desde que assumiu a seleção, vamos ter uma convocatória muito experiente e creio que este fator será uma das bases sólidas para o possível sucesso do Japão nesta competição.

Nishino vai procurar, em primeira instância, os jogadores que estejam com ritmo de jogo e com elevado número de internacionalizações e, posteriormente, juntará alguma juventude (em particular no meio-campo atacante e na frente).

Sendo Nishino um amante do futebol atacante, e dado que o típico jogador nipónico é reconhecido pela sua qualidade técnica, velocidade e capacidade de jogar em espaços curtos, creio que vamos ter uma equipa japonesa que terá grandes retornos ofensivos (golos) e que será responsável por momentos de grande espetáculo neste Campeonato do Mundo.

Pontos Negativos

O setor mais fraco da seleção do Japão é, claramente, a linha defensiva.

Apesar de terem alguns jogadores com experiência europeia, e que até são titulares habituais em campeonato competitivos (Nagatomo, Hiroki Sakai), é uma linha defensiva muito rápida mas pouco forte fisicamente e com tendência para efetuar alguns erros de posicionamento. Adicionalmente, e a nível de guarda-redes, não abunda muita qualidade.

Devido a esta situação, prevejo que o Japão seja uma equipa que sofra, mesmo com a defesa oleada, pelo menos 1 golos em todos os jogos, pelo que terá que compensar esta falha a nível ofensivo.

Análise dos jogos da Primeira Fase

Japão Mundial 2018 - Guia e Análise

Japão vs Colômbia – 19/06/2018 – 13:00 – Mordovia Arena – Saransk

Há 4 anos, este também foi o jogo inicial do Japão, tendo acabado numa vitória clara da Colômbia por 0x3. 4 anos depois, ambas as equipas apresentam-se mais experientes sem grandes diferenças na qualidade individual.

Enquanto que, no Japão, existiram 3 mudanças no comando (Aguirre, Halilhodzic e agora Nishino), na Colômbia manteve-se José Pekerman como o selecionador. Tal como o Japão, não foi uma qualificação fácil e continuam a existir críticas ao estilo de jogo muito tático, em que não abdica de 2 trincos puros. A verdade é que tem dado os seus resultados e é preciso

O sucesso do Japão desde jogo dependerá, principalmente, da forma como conseguirão anular James Rodriguez e Juan Cuadrado. E segundo, dependerá de ter mais bola para que a Colômbia não a possa ter e para que esteja exposta à sua maior fragilidade: a linha defensiva.

Ao contrário do Japão, a linha defensiva da Colômbia peca por ter alguma inexperiência, apesar de ter muito potencial. Deverá ser composta pelos laterais ofensivos Fabra e Arias, enquanto que o centro da defesa estará entregue a Yerri Mina e Davidson Sanchez. Atrás, deverá estar Ospina, um guarda-redes que entendo ser muito sobrevalorizado…

Se o Japão souber explorar essas fragilidades com as suas melhores qualidades (toque de bola em espaços curtos) e acertar na finalização, acredito que a Colômbia estará exposta a dificuldades inesperadas. Mas a Colômbia também terá capacidade para fazer danos cá atrás…

Resultado esperado: 2-2

Japão vs Senegal- 24/06/2018 – 16:00 – Ekaterinburg Arena – Ekaterinburg

O Japão terá, frente ao Senegal, uma verdadeira prova de vida e, possivelmente, o jogo onde terá mais possibilidade de vitória.

Se é certo que também abunda muita qualidade na seleção Senegalesa, desde logo Sadio Mané, Keita Balde (se recuperar da lesão), Mame Diouf e um meio-campo composto por Kouyaté e Gueye, é um treinador pouco experiente que se encontra nos comandos da seleção e suspeito que esta equipa não tenha um equilíbrio tático que até é comum nas equipas africanas.

Isto fará com que exista muito espaço para atacar e que o método atacante esteja baseado nas referências individuais.

Apesar de esperar um jogo com golos e excelentes espetáculos de futebol, também será um jogo nervoso em que ambas as equipas poderão falhar em momentos cruciais.

É nesse momento que acredito que a experiência que Nishino procura fará a diferença.

Resultado esperado: 2-1 Japão

Japão vs Polonia – 28/06/2018 – 15:00 – Volgograd Arena – Volgograd

Para mim, a Polónia é o claro candidato a vencer o grupo ao terem um onze inicial que é capaz de rivalizar com qualquer seleção do mundo mas, principalmente, por terem um grupo experiente e com uma maturidade tática que é típica de uma equipa europeia.

À entrada para este jogo, será muito importante que o Japão ainda esteja dentro da corrida, como eu acredito que esteja.

Creio que não é impossível conquistar pontos nestes jogos, aproveitando um dia mau da Polónia ou caso se verifique que a Polónia já está qualificada.

Mas tendo em conta que acho que todas as seleções deste grupo vão perder pontos até à última jornada, a Polónia deverá entrar com muita força e provavelmente irá assegurar a vitória neste encontro.

Caso a Polónia já esteja qualificada, quem sabe se não existe alguma rotação que permita uma surpresa nipónica…mas terão que fazer o melhor jogo da fase de grupos para bater os polacos.

Resultado esperado: 3-1 Polónia

 

Até Onde pode Chegar

aonde-pode-chegar

Caso Nishino consiga equilibrar o processo defensivo de um modo sustentável e com as devidas cautelas, por exemplo, impondo um um 4-1-3-2 com uma linha defensiva experiente, um médio claramente defensivo mas com capacidade de sair a sair, como Hasebe/Yamaguchi e se colocar os jogadores ofensivos com mais química, vamos ter um Japão que poderá surpreender os mais céticos.

Apesar de serem considerados, teoricamente, como a equipa mais fraca do seu grupo, creio que o futuro do Japão estará em aberto até à última jornada

Prevendo que seja possível um empate/vitória frente à Colômbia e, principalmente, frente ao Senegal. Uma vitória frente aos africanos poderá ser um passo importante para o Japão seguir em frente.

Não percas a chance de apostar e ganhar neste Mundial.

Abre tua conta nas melhores casas de apostas, aproveita os bônus e boa sorte.


Autor: Jumesyn

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *




CASAS DE APOSTAS LEGAIS
3,3 rating
Não tem bónus de Boas vindas para a apostas desportivas online.
4,0 rating
10€ Gráris mais 200% de bónus sobre o valor do seu depósito até um máximo de 50 de euros.
3,5 rating
5€ Grátis com o Código Promocional: apostaga
mais Bónus no primeiro depósito até um máximo de 100 euros.
3,0 rating
Não tem bónus de Boas vindas para a postas desportivas online.
3,3 rating
Bónus de Boas Vindas para o primeiro depósito de 50% até um máximo de 100€ euros.
3,5 rating
Bónus de Boas Vindas para o primeiro depósito aposta sem risco até 50 euros.
3,3 rating
Bónus de Boas Vindas para o primeiro depósito de 50% até um máximo de 50 euros.
3,8 rating
Bónus de Boas Vindas para o primeiro depósito de 100% até um máximo de 100 euros.
4,3 rating
Freebet de 10€ mais 100% de bónus sobre o valor do seu depósito até um máximo de 250 de bónus.
4,5 rating
Bónus de Boas Vindas para o primeiro depósito de 50% até um máximo de 50€ euros.