Foi com alguma surpresa que a veio a público a notícia de que Tiago Mendes estaria, por sua própria decisão e vontade, de malas feitas do Vitória Sport Clube. Passado menos de uma semana do anúncio oficial da saída do jovem técnico, o clube de Guimarães confirmou a contratação de João Henriques, ex-treinador do Santa Clara, para a sucessão.

INSATISFEITO, TIAGO BATEU COM A PORTA…

Para quem assistiu aos jogos do Vitória de Guimarães – designação talvez imprópria, mas mais comum para o clube minhoto –, o futebol pobre apresentado por uma das equipas com maior potencial do nosso campeonato deixava antever um cenário triste a breve trecho, até porque só era a confirmação das curtas expectativas em torno do estreante treinador Tiago.

A cumprir a sua primeira aventura como técnico principal num dos clubes com a massa adepta mais exigente de Portugal, Tiago Mendes parecia não reunir qualquer tipo de consenso de fora para dentro.

Segundo as notícias avançadas pela imprensa desportiva nacional, terá sido o próprio Tiago a colocar o lugar à disposição e a avançar para a rescisão do contrato de trabalho, cenário confirmado à posteriori de forma oficial pelo Vitória, através de um comunicado.

As razões ter-se-ão prendido com a alegada insatisfação do antigo internacional português com a abordagem da SAD vimaranense ao mercado de transferências.

…E TERÁ FICADO MAL VISTO NA CIDADE-BERÇO

Se os adeptos vimaranenses já não morriam de amores por Tiago, devido ao juízo precipitado pelo que a equipa do Vitória vinha a apresentar em campo nas três primeiras jornadas da Liga Portuguesa, agora serão os próprios dirigentes do clube que torcem o nariz.

JOÃO HENRIQUES: DE NAMORO ANTIGO AO CASAMENTO

Segundo o jornal ‘ABola’, o presidente Miguel Pinto Lisboa terá tido duras afirmações relativamente a Tiago Mendes, quando inquirido pelos adeptos no decorrer de uma assembleia geral com os sócios do Vitória sobre o processo de saída do técnico.

Além de, alegadamente, ter dito que Tiago «falhou na mudança da qualidade de liderança que mostrou como jogador para o papel de treinador», Pinto Lisboa terá considerado que o antigo médio «mostrou mais medo de perder, do que vontade de ganhar».

JOÃO HENRIQUES: DE NAMORO ANTIGO AO CASAMENTO

Responsável pela consolidação da equipa do Santa Clara na Liga NOS ao longo de 2018/19 e 2019/20, os dois primeiros anos dos açorianos após a subida de divisão, João Henriques abandonou a ilha de São Miguel no fim da última época.

Alegando desgaste por estar longe da família, o treinador de 47 anos optou por não renovar o vínculo contratual que o ligava ao clube dos Açores e chegou a ser, durante o verão, associado ao interesse de equipas como Braga, Vitória de Guimarães ou Rio Ave.

A imprensa chegou a apontar mesmo o nome de João Henriques como o mais provável sucessor de Ivo Vieira, que abandonou o D. Afonso Henriques depois de uma época onde os principais objetivos foram falhados, mas a escolha da SAD vimaranense recaiu em Tiago Mendes.

Com o divórcio precipitado e anunciado na última semana, a direção do Vitória terá voltado a uma intenção antiga e já confirmou oficialmente João Henriques como novo treinador dos “conquistadores”, depois de falhada a intenção de contratar Bruno Lage, ex-técnico do Benfica.

QUE FUTEBOL PROMETE HENRIQUES PARA O VITÓRIA?

Depois de passagens por Fátima, Leixões e Paços de Ferreira, o técnico natural de Tomar foi o escolhido pelo Santa Clara após a subida ao principal escalão do futebol nacional.

Nos Açores, João Henriques conferiu uma identidade muito própria à equipa encarnada, que se mostrou, durante as duas últimas épocas (10.º classificado em 18/19, 9.º classificado em 19/20), um osso duro de roer mesmo em jogos mais complicados, contra os candidatos à Europa.

Na última época, ficam para amostra as vitórias a Braga (3-2) e Benfica (4-3), mas também as derrotas vendidas a um preço bastante inflacionado perante o campeão FC Porto ou o Sporting.

Em Guimarães, João Henriques assinou contrato válido por uma época e outra de opção e mostrou-se bastante motivado e orgulhoso nas primeiras palavras como novo treinador do Vitória.

«O Vitória só por si é um desafio aliciante para qualquer pessoa. É o melhor clube para estar, porque gosta de ganhar. Prometo muita ambição, mas com os pés bem assentes no chão, porque sabemos para onde vamos. Vamos construir uma equipa de sucesso e precisamos do apoio dos adeptos para atingir os nossos objetivos», começou por dizer.

Relativamente ao estilo de jogo que tentará impor na equipa vimaranense, João Henriques apontou a «um Vitória ambicioso em cada jogo e a jogar para ganhar sempre, em qualquer campo. Será um Vitória com uma identidade muito própria, caraterística dos conquistadores».

A estreia do novo treinador da equipa da “cidade-Berço” está marcada para a próxima segunda-feira, com uma viagem ao Estádio do Bessa.

Na cidade do Porto, é o Boavista a vestir papel de underdog (3.75) e o Vitória de Guimarães a receber o estatuto de favorito (2.04), com odds fornecidas pela Betano.

 

Gostaste do nosso conteúdo?
Então regista-te no nosso canal do Youtube e assiste aos nosso Podcasts de Apostas. Entra nas nossas redes sociais Facebook, Instagram e Twitter. Ainda tens o nosso Chat no Telegram

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *




Casas de Apostas
Solverde Apostas

Bónus de Boas Vindas para o primeiro depósito de até um máximo de 100 euros.

Luckia

Não tem bónus de Boas vindas para a postas desportivas online.

Nossa Aposta

Não tem bónus de Boas vindas para a postas desportivas online.

Betclic

Bónus de Boas Vindas para o primeiro depósito de 50% até um máximo de 50 euros.

Bet.pt

Bónus de Boas Vindas para o primeiro depósito de 50% até um máximo de 50 euros.

Betway

Bónus de Boas Vindas para o primeiro depósito de 100% até um máximo de 100 euros.

ESC Online

Freebet de 10€ mais 100% de bónus sobre o valor do seu depósito até um máximo de 250 de bónus.

Betano

Bónus de Boas Vindas para o primeiro depósito de 50% até um máximo de 50 euros.