Numa lista encabeçada por Jürgen Klopp (Liverpool), secundado pelo argentino Marcelo Gallardo (River Plate), o treinador do Benfica apareceu como o terceiro melhor técnico do planeta. A divulgação parte do Football World Rankings, portal holandês que cota, com um sistema de pontos, o desempenho de todos os treinadores de futebol do Mundo.

JORGE JESUS À FRENTE DE GUARDIOLA OU SIMEONE

O ranking do portal holandês conta com um sistema de atualização semanal e na divulgação referida, Jorge Jesus aparece como 3.º melhor treinador da atualidade, com um total de 11.037 pontos.

No topo da lista, consta o alemão Jürgen Klopp, com 14.695 pontos, seguido por Marcelo Gallardo, com 11.425 pontos.

Importa ainda referir que, no top10 do Football World Rankings, aparecem dois treinadores atualmente no desemprego, a saber o italiano Maurizio Sarri e o espanhol Ernesto Valverde, que, curiosamente, completam o top-5.

Na segunda metade da tabela divulgada, Pep Guardiola aparece na 6.ª posição (10.390 pontos), o brasileiro Renato Portaluppi (ou Gaúcho) como 7.º classificado (10.366 pontos) e Thomas Tuchel (PSG) na 8.ª posição com 9.495 pontos.

A completar o top-10, onde faltam várias figuras de proa do futebol internacional, surgem o argentino Diego Simeone (Atlético Madrid), com 9.032 pontos e ainda o francês Zinédine Zidane (Real Madrid), com 8.949 pontos.

FLAMENGO COM FORTE INFLUÊNCIA NA COTAÇÃO DE JESUS

Com uma carreira de longos e bons anos nas costas, Jorge Jesus começou a notabilizar-se aquando da sua primeira passagem pelo Benfica.

O treinador ajudou os encarnados a recuperarem o nível competitivo perdido até então, num binómio que ficou completo com a oportunidade que as “águias” deram a Jorge Jesus de aumentar a intensidade dos holofotes que pairavam sobre si e o seu trabalho até então.

FLAMENGO COM FORTE INFLUÊNCIA NA COTAÇÃO DE JESUS

Foi ao serviço do Benfica que o treinador natural da Amadora ganhou os primeiros troféus, mas para a tal cotação apontada no ranking supramencionado muito terá contribuído o trabalho do treinador português no Flamengo.

Ao serviço do “Mengão”, Jorge Jesus montou uma equipa capaz de lutar em várias frentes em simultâneo e, se não deixa de ser um orgulho integrar o Estadual Carioca e a Recopa Sul-Americana na sua lista de conquistas, vencer no mesmo ano a Série A do Brasileirão e a Copa Libertadores não é, definitivamente, para todos.

Resta agora tentar perceber se Jorge Jesus consegue desmistificar a ideia de que regressar a uma casa onde se foi feliz não é um bom presságio.

No Benfica, as expectativas são elevadas e esta será uma das últimas oportunidades para o treinador brilhar dentro e fora de portas e ainda tentar fazer por merecer uma oportunidade a um nível mais exigente na Europa.

UMA LISTA SEM POCHETTINO, MOURINHO OU ALLEGRI

Desconhecendo a métrica utilizada pelo Football World Ranking para atribuir os pontos que determinaram a tabela de classificação dos 10 melhores treinadores do Mundo na atualidade, só tenho a dizer que as conclusões terão sido muito duvidosas.

Sem descurar a capacidade técnica de nomes como Jorge Jesus e até Marcelo Gallardo, dois treinadores que, pessoalmente, aprecio bastante – especialmente o argentino, pela personalidade tão vincada que conferiu à equipa do River –, temos de convir que é muito questionável colocar ambos acima de nomes como Pep Guardiola ou Diego Simeone.

Creio que até será bastante válido trazer para a discussão a ausência de nomes como Mauricio Pochettino (protagonista de um trabalho notável no Espanyol, mas soberbo no comando do Tottenham), José Mourinho (na atualidade precisará de fazer alguns ajustes para provar que ainda está a um nível alto, mas o que fez no passado fala por si) ou Massimiliano Allegri, apenas para apontar três exemplos.

SERÃO OS TREINADORES DA NOVA GUARDA DESVALORIZADOS?

Injusto seria apontar vários “tubarões” e deixar de fora nomes que não são tão valorizados pelos media, mas que merecem todo o nosso respeito pelo trabalho que têm vindo a desenvolver nos respetivos clubes nos últimos tempos.

Remover imagem de destaque

 

Gostaria de incluir na lista treinadores como Gian Piero Gasperini (que regalo é ver a Atalanta a jogar à bola, já para nem mencionar o aumento incrível de nível competitivo que o italiano forneceu à equipa de Bérgamo de forma consistente), Julian Nagelsmann (trabalho notável no RB Leipzig, mas com provas dadas no Hoffenheim antes de rumar ao novo-rico do futebol alemão) ou até mesmo Pepe Bordálas (que tem tornado o Getafe uma das melhores equipas da atualidade no futebol espanhol, sem grandes argumentos financeiros).

Terminando as considerações com o produto nacional, julgo ser bastante válido lembrar a capacidade de treinadores como Nuno Espírito Santo ou Leonardo Jardim, responsáveis integrantes de uma lista capaz de elevar o nome do futebol português a um patamar mais elevado a nível internacional.

 

Gostaste do nosso conteúdo?
Então regista-te no nosso canal do Youtube e assiste aos nosso Podcasts de Apostas. Entra nas nossas redes sociais Facebook, Instagram e Twitter. Ainda tens o nosso Chat no Telegram

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *




Casas de Apostas
Solverde Apostas

Bónus de Boas Vindas para o primeiro depósito de até um máximo de 100 euros.

Luckia

Não tem bónus de Boas vindas para a postas desportivas online.

Nossa Aposta

Não tem bónus de Boas vindas para a postas desportivas online.

Betclic

Bónus de Boas Vindas para o primeiro depósito de 50% até um máximo de 50 euros.

Bet.pt

Bónus de Boas Vindas para o primeiro depósito de 50% até um máximo de 50 euros.

Betway

Bónus de Boas Vindas para o primeiro depósito de 100% até um máximo de 100 euros.

ESC Online

Freebet de 10€ mais 100% de bónus sobre o valor do seu depósito até um máximo de 250 de bónus.

Betano

Bónus de Boas Vindas para o primeiro depósito de 50% até um máximo de 50 euros.