A conclusão da primeira volta do campeonato está aí à porta e, embora Jorge Jesus considere esta altura precoce para fazer balanços, os primeiros cinco meses da nova aventura do mediático treinador no Benfica estão longe de ser positivos. Há quem refira mesmo que, caso não siga na Taça e vença o “derby” com o Sporting que se segue, Jesus pode começar a ficar na “corda-bamba”.

BALANÇO NEGATIVO NO DESEMPENHO DE 20/21 ATÉ AO MOMENTO

O futebol praticado nestes primeiros cinco meses de Jorge Jesus no comando técnico do Benfica tem ficado a anos-luz das promessas feitas pelo treinador na sua apresentação, mas o que cria um cenário de grande pressão, no momento, é o facto de a equipa encarnada estar muito aquém das expectativas no que aos resultados diz respeito.

Depois de ter começado por falhar o que seria um importante (e já rotineiro) apuramento para a fase de grupos da Liga dos Campeões, Jorge Jesus e a sua equipa perderam a Supertaça Cândido de Oliveira para o FC Porto e nem chegaram à final da Taça da Liga, após a derrota com o Braga nas meias finais de há pouco tempo.

De seis objetivos da temporada, restam apenas o título de campeão nacional, conquistar a Taça de Portugal e chegar o mais longe possível na Liga Europa (assim haja competência, para começar, para superar o Arsenal, já dentro de três semanas).

PRESIDENTE EXIGIU MAIS A JORGE JESUS APÓS NOVO EMPATE

De acordo com a imprensa desportiva nacional, Luís Filipe Vieira não se tem coibido de manter contato com a estrutura encarnada, nomeadamente Rui Costa e Jorge Jesus, apesar de estar a cumprir isolamento depois do teste positivo à covid-19, que tem deixado o presidente do Benfica afetado por uma sintomatologia ligeira.

Jorge Jesus pressionado por Vieira para reverter momento do Benfica

O empate de segunda-feira frente ao Nacional e a fraca exibição rubricada pelos pupilos de Jesus terão levado Vieira a mostrar o seu descontentamento e a passar uma mensagem de exigência para os compromissos que se seguem, que podem começar a definir boa parte da época encarnada.

Nem o surto pandémico que afetou recentemente a comitiva serve de desculpa para o que se passou no último jogo da Liga, até porque esta última exibição mais não foi do que uma réplica daquilo que o Benfica já tinha mostrado muito antes de começar a ver a equipa dizimada pela covid-19.

Caso veja a sua equipa afastada da Taça de Portugal e saia derrotado – e a nove pontos da liderança – de Alvalade, na próxima segunda-feira, Jorge Jesus começará a ficar com a sua posição fragilizada.

AVIZINHA-SE CICLO QUE PODE SER DECISIVO PARA O FUTURO DO TREINADOR

Fechada a 15.ª jornada da Liga NOS, onde o Benfica empatou (1-1) na receção ao Nacional da Madeira e chegou ao quarto jogo sem vencer num total de seis partidas realizadas em 2021, são agora seis os pontos que separam as “águias” da liderança que continua a ser ocupada em grande estilo pelo Sporting.

Ora, depois do confronto lisboeta frente ao Belenenses, esta quinta-feira, referente aos quartos de final da Taça de Portugal, os encarnados têm, já na próxima segunda-feira, novo “derby” da capital, tão ou mais importante.

É que o Benfica visita Alvalade num jogo que ficará longe de ser um “xeque-mate” nas contas do título (ainda a procissão vai no adro), mas em caso de derrota a situação da equipa de Jorge Jesus ficará bastante fragilizada, pela redução drástica na margem de erro para a segunda volta do campeonato.

A seis pontos dos “leões”, o Benfica terá a oportunidade de, vencendo, reduzir a desvantagem para três pontos, mas, caso perca o “clássico”, ficará a nove pontos do rival da Segunda Circular e verá a luz para o título mais fraca que nunca.

Os oddsmakers ( Oddsmakers – Quem dita as Odds) já lançaram os preços para a próxima jornada da Liga NOS e o favoritismo recai levemente para o lado do Sporting.

🎯 Na Betano, a vitória leonina cota a 2.35, enquanto o triunfo da equipa de Jorge Jesus paga a 2.87. Já o Empate é um cenário que garante retorno de 3.25 por cada euro investido.

E CASO ESTA ÉPOCA SEJA UM FIASCO NO TOTAL NA LUZ?

Observando a forma como a direção liderada por Luís Filipe Vieira tem gerido a carteira dos últimos treinadores que passaram pelo Benfica, custa-me a acreditar que, mesmo em caso de “falhanço total” nesta temporada, o presidente antecipe o fim do contrato celebrado com Jorge Jesus até final da época 2021/22.

Uma coisa, no entanto, é certa. As expectativas eram altíssimas e não só devido ao grande investimento feito pela SAD encarnada no reforço do plantel, bem como para trazer de volta Jorge Jesus do futebol brasileiro para Lisboa.

É que, aquando da sua apresentação, o técnico de 66 anos criou grande ilusão entre os adeptos benfiquistas de que esta seria uma época muito boa, entre a promessa de “jogar o triplo” e a vontade expressa de montar uma equipa “para arrasar”.

Caso não vença o título de campeão nacional – mais importante do que o futuro do Benfica na Taça de Portugal e até mesmo na Liga Europa, ainda que a exigência também passe pelo sucesso nestas duas provas –, a situação de Jorge Jesus (e do próprio presidente Vieira) ficará fragilizada nas hostes encarnadas e o regresso do público às bancadas poderá criar pressão no sentido de ser tomada uma decisão.

A fragilidade demonstrada pela equipa do Benfica em campo não tem passado incólume aos olhos dos bookies.

Nas casas de apostas, a conquista do título de campeão nacional pelos encarnados esta temporada já cota a 2.85, mais alto do que as cotações atribuídas a FC Porto (1.95) e Sporting (2.42).

 

Gostaste do nosso conteúdo?
Então regista-te no nosso canal do Youtube e assiste aos nosso Podcasts de Apostas. Entra nas nossas redes sociais Facebook, Instagram e Twitter. Ainda tens o nosso Canal de Telegram

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *




CASAS DE APOSTAS
3,0 rating
Não tem bónus de Boas vindas para a apostas desportivas online.
3,5 rating
10€ Gráris mais 200% de bónus sobre o valor do seu depósito até um máximo de 50 de euros.
3,5 rating
5€ Grátis com o Código Promocional: apostaga
mais Bónus no primeiro depósito até um máximo de 100 euros.
3,3 rating
Não tem bónus de Boas vindas para a postas desportivas online.
3,3 rating
Bónus de Boas Vindas para o primeiro depósito de 50% até um máximo de 100€ euros.
3,5 rating
Bónus de Boas Vindas para o primeiro depósito aposta sem risco até 50 euros.
3,3 rating
Bónus de Boas Vindas para o primeiro depósito de 50% até um máximo de 50 euros.
4,0 rating
Bónus de Boas Vindas para o primeiro depósito de 100% até um máximo de 100 euros.
4,3 rating
Freebet de 10€ mais 100% de bónus sobre o valor do seu depósito até um máximo de 250 de bónus.
4,5 rating
Bónus de Boas Vindas para o primeiro depósito de 50% até um máximo de 50€ euros.
ÚLTIMOS ARTIGOS