Apostas Online em Portugal – Aposta Ganha

Jorge Jesus volta a fazer história com o Flamengo

O impacto do técnico português no futebol do Mengão continua a ser notório e depois de ter colocado a equipa numa semifinal de Libertadores várias décadas após a última presença, ontem foi a vez de vencer na casa do Athletico Paranaense, algo que o clube carioca não conseguia há 45 anos ininterruptos.

Jorge Jesus volta a fazer história com o Flamengo: Vitória sob circunstâncias adversas

A dimensão de um sucesso que há muito fugia ao clube do Rio de Janeiro ganha especial relevância quando levamos em conta as contingências em que a partida decorreu.

Jorge Jesus volta a fazer história com o Flamengo

Além dos convocados para a seleção brasileira Rodrigo Caio e Gabriel Barbosa, Jorge Jesus também não contou com Filipe Luis, Diego, Berrío, De Arrascaeta ou Lincoln todos lesionados.

De certo modo, Jesus teve de recorrer a vários jovens jogadores vindos da formação para compor o onze inicial e o banco de suplentes.

Naturalmente, e apesar do triunfo de 0-2 aparentar relativas facilidades, o encontro esteve longe de ser fácil e a formação menguista precisou de contar com alguma sorte, bem como com a genialidade e experiência do seu guardião Diego Alves.

Depois, veio ao de cima a capacidade de pressão da equipa, que forçou um erro na saída de bola do Furacão para chegar ao primeiro golo antes do Intervalo por intermédio de Bruno Henrique.

No segundo tempo, e após vários desperdícios da equipa da casa, o Fla viria a sentenciar a partida já em cima do apito final, novamente por Bruno Henrique que assumiu o protagonismo na ausência do artilheiro de serviço Gabigol.

Este foi um triunfo que quebrou um ciclo de 45 anos sem vencer este incómodo adversário sediado em Curitiba no seu reduto.

O atual detentor da Copa do Brasil – tendo afastado o Flamengo nas semifinais – joga na imponente Arena da Baixada que conta ainda com uma particularidade que, geralmente favorece o conjunto da casa: o relvado é sintético, e embora tenha excelentes condições, é sempre diferente de um relvado natural.

Incompreensão canarinha

Numa fase em que o Campeonato Brasileiro entra na sua fase decisiva, a selecção brasileira teve dois compromissos amigáveis no distante Singapura com o selecionador Tite a decidir convocar vários jogadores de clubes brasileiros.

Matheus Henrique e Éverton do Grêmio, e Rodrigo Caio e Gabriel Barbosa fizeram parte desse leque, assim como o guarda-redes titular do Athletico Paranaense, Santos, sendo de destacar que grande parte deles pouco ou nada jogaram, desfalcando assim as suas equipas em momentos de grande importância sem obterem grande retorno em termos de projeção ou afirmação na seleção do seu país.

brasil gabigol

Fará isto sentido? Logicamente que não. Embora muitos defendam que tal funciona como um processo de entrosamento com os colegas pensando já em futuros compromissos mais sérios, a verdade é que isso, por si só, não parece suficiente para justificar que certos clubes percam peças essenciais apenas para que possam conhecer os meandros do estágio da seleção do seu país.

Jesus atirou-se ao árbitro

Uma das figuras do embate entre Athletico-PR e Flamengo foi claramente o árbitro do desafio que teve uma série de decisões francamente discutíveis.

Bem cedo na partida assinalou um penalti a favor do Flamengo numa decisão que viria a reverter pouco tempo depois após consultar o VAR, no entanto, a olho nu ficou claramente a sensação de que ficou uma penalidade por assinalar.

Além disso, no decorrer da partida, existiram mais lances de dúvida onde o árbitro quase invariavelmente pendeu para o lado da equipa da casa e tal deixou Jorge Jesus muito aborrecido.

O técnico português fez mesmo questão de afirmar que o árbitro está a precisar de tirar umas férias para espairecer.

O que é facto é que a excessiva tendência para amostragem de cartões amarelos por parte do árbitro também culminou na suspensão de Éverton Ribeiro e Bruno Henrique para o embate de meio da semana em casa do Fortaleza.

Com Gabigol e Caio provavelmente de regresso, Jesus terá novamente o seu atacante de eleição disponível, mas as ausências de Bruno Henrique, Éverton Ribeiro e De Arrascaeta como que desfalcam todo o setor de criação da equipa que necessitará que outros jogadores se mostrem nesse desafio.

O Fortaleza está na luta contra a despromoção, somando neste momento apenas mais três pontos do que a primeira equipa na linha de água, portanto farão das tripas coração para somar pelo menos um ponto diante do Flamengo.

Além disso, o Fortaleza vem de duas vitórias caseiras perante Botafogo e Chapecoense pelo que poderá estar motivado e confiante de que pode causar sensação frente ao incontestado líder do Brasileirão.

Deixe um Comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *