Prognósticos para Apostas Desportivas Online – Aposta Ganha

La Planche des Belles Filles começará a filtrar favoritos na Volta a França

Após cinco dias de algum entretenimento na Volta a França, as coisas vão começar a ficar realmente sérias na Etapa 6 com a primeira verdadeira chegada em alto numa etapa com várias exigentes contagens de montanha, portanto será tempo de começar a perceber quem são os ciclistas em melhor forma nesta fase.

La Planche des Belles Filles: Team Ineos continuará a ser alvo a abater

Com Egan Bernal (2.65) e Geraint Thomas (3.50) a comandarem a lista de favoritos à conquista do Tour de France em 2019 na Betclic, é evidente que a Team Ineos será aquela que todos os rivais pretendem abater em primeiro lugar.

La Planche des Belles Filles começará a filtrar favoritos no Tour de France

O facto de terem dois ciclistas com ambições à vitória final coloca-os em posição privilegiada pois poderão jogar com isso na alta montanha, podendo inclusivamente atacar alternadamente a fim de desgastar os seus mais diretos rivais.

De qualquer modo, isso também enceta um problema que poderá começar a ser resolvido esta Quinta-Feira na Planche des Belles Filles.

Qual deles está mais forte? A partir do momento em que fique nítido qual dos dois se apresenta em melhor forma nesta prova, é natural que o outro recolha para funções de trabalho, a não ser que ambos vão dando sinais muito similares.

Egan Bernal tem realizado uma excelente temporada e parece ser um dos mais fortes trepadores do mundo na atualidade, mas Geraint Thomas venceu o Tour no ano passado e certamente fará das tripas coração para tentar revalidar o título.

A exigente Etapa 6 ajudará a perceber de que modo irá a Team Ineos gerir os seus dois chefes de fila, até porque caso um dê sinais de fraqueza as coisas ficarão mais claras e será mais fácil planear daí em diante.

La Planche des Belles Filles: Mazelas de Fuglsang á prova

O terceiro favorito à conquista da prova mais importante do calendário do ciclismo é o veterano dinamarquês Jakob Fuglsang.

O ciclista da Astana teve uma queda algo feia nos primeiros dias e tem pairado a dúvida sobre eventuais repercussões que a mesma possa vir a ter no seu desempenho, portanto a Etapa 6 irá ajudar a perceber se Fuglsang estará em condições de lutar com os melhores.

Neste momento, o ciclista da equipa cazaque está com cotações de 9.00 entre as principais casas de apostas para vencer o Tour de France em 2019.

Pinot é grande esperança gaulesa

Sem um vencedor francês há largas décadas, este ano o povo gaulês deposita as suas maiores esperanças no ciclista da Groupama FDJ, Thibaut Pinot.

Com uma experiência já alargada em provas de três semanas e uma boa época em 2019, Pinot parece em boa posição de fazer uma boa prova em 2019.

pinot 1

Ele está a 11.00 para vencer o Tour e a 3.00 para terminar no pódio na Betclic, repetindo algo que já conseguiu anteriormente, no entanto o foco de Pinot parece estar realmente na vitóriaem especial sem Tom Dumoulin, Chris Froome ou Primoz Roglic entre o leque de concorrentes.

Até ao momento, o ciclista francês tem dado boa conta do recado, não perdendo tempo em nenhuma etapa em linha e minimizando as perdas no contrarrelógio por equipas, mas, tal como a concorrência, só aquando da ascensão à Planche des Belles Filles poderemos verificar em que condições se encontra de poder lutar pela vitória.

Veteranos do pelotão á espreita de oportunidade

Para além dos quatro ciclistas que neste momento lideram os mercados para vencer a prova, existe um vasto leque de experientes ciclistas à espreita de uma brecha para poderem brilhar na presente edição da Volta a França.

Desses, eu destacaria os nomes de crónicos candidatos como Nairo Quintana (20.00), Vincenzo Nibali (22.00), Rigoberto Uran (20.00), Mikel Landa (25.00) ou Romain Bardet (30.00).

Ora, deste leque há alguns ciclistas que já estão em posição delicada após perderem muito tempo no contrarrelógio por equipas.

Vincenzo Nibali terá sido um dos que escapou com vida a essa etapa e poderá andar por perto da vitória, embora me pareça que esteja um pouco dependente da quebra de outros para poder vencer.

nibali tour

Digo isto porque Nibali é mais um ciclista de resistir na alta montanha do que propriamente de destruir a concorrência nessas ocasiões.

De qualquer forma, se for resistindo às dificuldades e conseguir capitalizar nas descidas, onde é exímio, poderá manter-se por perto da discussão da vitória, sendo de destacar que o Tubarão Italiano já venceu a Volta a França anteriormente, e numa edição onde alguns dos favoritos tiveram de abandonar.

Assim, não descartem o ciclista italiano pois ele estará à espreita de uma oportunidade a todo o momento.