Pela primeira vez na história da maior prova de clubes da UEFA, nenhuma equipa inglesa, espanhola ou italiana marca presença nas meias-finais da prova. Bayern e PSG avançam como favoritos, mas Lyon e Leipzig já ganharam o respeito do mundo do futebol e mantêm vivo o sonho de chegar a uma final inédita, tendo ainda a seu favor a ausência de pressão.

A INFLUÊNCIA DA PANDEMIA NO DESFECHO DESTA “CHAMPIONS”

A edição de 2019/20 da Liga dos Campeões ficará, irremediavelmente, para a história do futebol e do desporto em geral marcada pela singularidade e o caráter inédito de uma temporada fortemente influenciada pela pandemia do novo coronavírus.

Várias foram as vozes que referem que o mundo não será o mesmo depois da situação que todos vivemos… e o futebol que o diga.

Para que fosse possível compatibilizar a retoma da prova milionária e a calendarização adequada da próxima temporada (as pré-eliminatórias da edição 2020/21 da Liga dos Campeões estão prestes a arrancar…), a UEFA determinou que, dos quartos-de-final em diante, as eliminatórias seriam realizadas a uma mão, na “final 8” que Lisboa está a acolher neste mês de agosto.

Esse formato diferente e único já permitiu que equipas como o Leipzig e o Olympique Lyonnais beneficiassem diretamente da situação. Numa eliminatória a duas mãos, as coisas poderiam mudar de figura, até porque seria pouco provável que Atlético Madrid e Manchester City repetissem os erros de estratégia que cometeram nos quartos-de-final.

Quem já se mostrou entusiasmado com este novo formato e até reforçou o desejo de que a UEFA o mantenha nos próximos anos é Juninho Pernambucano, antigo internacional brasileiro que atualmente desempenha funções de diretor desportivo no Lyon.

A INFLUÊNCIA DA PANDEMIA NO DESFECHO DESTA “CHAMPIONS”

«A UEFA procura sempre encontrar algo que ajudar as equipas mais fracas e assim fazer da Liga dos Campeões uma competição ainda melhor. Eles encontraram a solução. Podemos fazer a Champions com 64 equipas e a partir dos oitavos de final tínhamos apenas um jogo.

Isso dá uma oportunidade a todos de ganharem. Com apenas um jogo, a preparação é diferente e oferece uma vantagem à equipa mais pequena», apontou.

PARIS SAINT-GERMAIN MAIS PRÓXIMO DO SONHO

Há várias épocas que o clube da capital francesa investe fortemente para ser feliz na maior prova de clubes do mundo do futebol. Após constantes falhanços na Liga dos Campeões, os parisienses estão mais próximos de marcar presença numa final que perseguem desde sempre.

A presença da equipa de Thomas Tuchel nestas meias-finais já igualou a melhor prestação de sempre do Paris Saint-Germain na “Champions” (a última presença nesta fase da prova remonta a 1994/95), depois de três anos consecutivos a cair nos oitavos-de-final.

A reviravolta épica alcançada no Estádio da Luz frente à Atalanta terá reforçado animicamente e de que maneira a equipa do PSG, que deverá contar com Kylian Mbappé mais próximo do seu melhor nível físico para atacar esta meia-final.

O Leipzig de Julian Nagelsmann tem feito um trajeto incrível, mas não me parece ter a consistência coletiva necessária para voltar a surpreender, perante um PSG que terá ficado de sobreaviso depois da exibição que os alemães conseguiram rubricar diante do Atlético Madrid, sem esquecer que, nos “oitavos”, deixaram pelo caminho com grande facilidade o Tottenham de José Mourinho.

Também o rendimento do PSG nos quartos-de-final deixou a desejar na maior parte do tempo e a tendência será a equipa de Tuchel melhorar, até porque esta é uma oportunidade de ouro para fazer história e poder disputar um troféu tão sonhado e desejado em Paris.

BAYERN VIU O FAVORITISMO REFORÇADO

Com a queda do Barcelona e do Manchester City nos quartos-de-final da Liga dos Campeões, a equipa do Bayern Munique é agora a principal favorita a erguer a “orelhuda” na final de Lisboa, agendada para o dia 23 de agosto.

Depois de uma temporada verdadeiramente incrível a nível interno, pelas conquistas da Bundesliga e da DFB Pokal, sem esquecer o grande “upgrade” que o futebol do Bayern sofreu desde a entrada de Hans-Dieter Flick para o comando técnico, a presença na final e a conquista da Liga dos Campeões são o grande objetivo dos bávaros.

BAYERN VIU O FAVORITISMO REFORÇADO

Não alheia ao facto de terem vulgarizado o Barcelona de forma histórica na eliminatória passada, estará a movimentação das odds relativas ao vencedor mais provável da edição de 19/20 da Liga dos Campeões.

Na Betano, o triunfo na final por parte do conjunto de Hans-Dieter Flick está cotado a 1.40, com o PSG (2.70) a ser o “outsider” mais provável, numa lista a que se juntam, de resto, RB Leipzig (8.00) e Lyon (15.00).

As meias-finais arrancam já na próxima terça-feira e a Betano confere grande favoritismo a parisienses e bávaros para chegar à final.

O RB Leipzig a qualificar-se contra o PSG garante retorno de 2.60 por cada euro investido, ao passo que Neymar e companhia têm a cotação da qualificação fixada em 1.36.

Na segunda meia-final, o Bayern goza de amplo favoritismo (1.06) perante um Lyon (5.60) livre de pressão e à procura de prolongar o sonho que está a viver.

 

Gostaste do nosso conteúdo?
Então regista-te no nosso canal do Youtube. Entra nas nossas redes sociais Facebook, Instagram e Twitter. Ainda tens o nosso Chat no Telegram

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *




CASAS DE APOSTAS
3,8 rating
10€ Gráris mais 200% de bónus sobre o valor do seu depósito até um máximo de 50 de euros.
3,5 rating
5€ Grátis com o Código Promocional: apostaga
mais Bónus no primeiro depósito até um máximo de 100 euros.
3,3 rating
Não tem bónus de Boas vindas para a postas desportivas online.
3,3 rating
Não tem bónus de Boas vindas para a postas desportivas online.
3,5 rating
Bónus de Boas Vindas para o primeiro depósito aposta sem risco até 50 euros.
3,3 rating
Bónus de Boas Vindas para o primeiro depósito de 50% até um máximo de 50 euros.
4,0 rating
Bónus de Boas Vindas para o primeiro depósito de 100% até um máximo de 100 euros.
4,3 rating
Freebet de 10€ mais 100% de bónus sobre o valor do seu depósito até um máximo de 250 de bónus.
4,5 rating
Bónus de Boas Vindas para o primeiro depósito de 50% até um máximo de 50€ euros.