O Tribunal Arbitral de Desporto anunciou na última segunda-feira a anulação do castigo imposto pela UEFA ao Manchester City, que tem assim viabilizada a sua presença na próxima edição da Liga dos Campeões.

UM VOLTE-FACE QUE SERENA O ETIHAD

No passado mês de fevereiro, o organismo máximo que tutela o futebol europeu anunciou a punição do Manchester City com coima fixada nos 30 milhões de euros e a impossibilidade de a equipa de Bernardo Silva e João Cancelo vir a marcar presença nas competições europeias durante os próximos dois anos.

Em causa estava a violação das regras de fair-play financeiro, por intermédio da valorização excessiva das receitas de patrocínio entre os anos de 2012 e 2016.

Esta segunda-feira, o TAS deliberou que, não obstante “não ter cooperado com a UEFA”, o Manchester City “não tentou esconder contratos de patrocínio”, nem quebrou as regras definidas pela UEFA no que ao fair-play financeiro concerne.

Além de ver anulado o castigo de não participar nas provas europeias nas temporadas de 2020/21 e 2021/22, o Manchester City viu ainda reduzida a multa aplicada pela UEFA, que inicialmente se fixava nos 30 milhões de euros, para um terço desse valor.

CARTA-BRANCA NAS CONTRATAÇÕES E AUMENTO SALARIAL PARA CONVENCER GUARDIOLA

Ganha que está a batalha judicial para manter o clube na alta roda da competição na Europa, é hora da direção do Manchester City apostar tudo na renovação de contrato do treinador Pep Guardiola, que termina o seu atual vínculo a 30 de junho de 2021.

Segundo a imprensa britânica, para aliciar o técnico espanhol de 49 anos, os “citizens” preparam-se para propor um aumento salarial, cujo valor anual atual se fixa nos 22 milhões de euros.

Manchester City 1 vs UEFA 0 : TAS anula castigo

Além da melhoria salarial, o Manchester City estará disposto a conceder “carta-branca” a Guardiola no que respeita ao reforço do plantel às suas ordens, de modo a lutar na máxima força pela conquista do título na Premier League e também na Liga dos Campeões, naquele que é um dos maiores objetivos de Mansour bin Zayed Al Nahyan, o popular “dono” do Manchester City, desde que começou a investir no clube inglês.

ATAQUE INCISIVO AO MERCADO

O facto de o Manchester City ter, de há vários anos a esta parte, grande dificuldade em superar as eliminatórias mais difíceis na Liga dos Campeões, bem como o trajeto manifestamente inferior ao do Liverpool, que realizou em 2019/20 na Premier League, obrigam a formação do norte de Inglaterra a investir forte no próximo mercado de transferências.

O alvo principal é um defesa-central, estando o senegalês Kalidou Koulibaly (Nápoles) no topo das preferências de Guardiola. Para a posição de lateral esquerdo, Ben Chilwell, do Leicester City, aparece bem cotado. No miolo, Jack Grealish (Aston Villa) e Saúl Ñíguez (Atlético Madrid) têm sido associados ao interesse do City.

Mas os rumores não acabam por aqui. A venda de Leroy Sané para o Bayern obriga o clube de Manchester a investir na contratação de um extremo, surgindo muito bem cotado o nome de Adama Traoré, figura maior do Wolves de Nuno Espírito Santo.

Com Sergio Agüero próximo do final de contrato, é possível que o Manchester City comece a movimentar-se no mercado por um avançado. Há quem aponte o jovem Erling Haaland, do Borussia Dortmund, como o maior desejo no Etihad para a posição.

ESPÍRITO SANTO E MOURINHO “CHORAM” A DECISÃO

Com a eminência de o Manchester City poder ficar fora das competições europeias na próxima temporada, equipas como Wolves e Tottenham poderiam ter vida facilitada na qualificação para as provas da UEFA na presente edição da Premier League.

Na sequência da absolvição do castigo imposto pela UEFA ao clube que pertence ao City Football Group, deixou de haver a possibilidade de ser aberta uma nova vaga europeia no campeonato inglês, já que o Manchester City vai terminar na 2.ª posição e, caso fosse impedido de estar na próxima edição da Liga dos Campeões, ofereceria a sua vaga ao 5.º classificado, beneficiando igualmente os candidatos à Liga Europa, tais como Wolves, Sheffield United, Tottenham, Arsenal e Burnley.

No imediato, o Manchester City é mesmo o principal favorito das casas de apostas a conquistar a atual edição da Liga dos Campeões. Com cotações de 3.25 na Betano, a equipa inglesa surge à frente do Bayern Munique (3.50).

Para chegar à final, o City terá, desde logo, de ultrapassar a eliminatória frente ao Real Madrid, onde está a vencer por 2-1 a meio dos oitavos-de-final, bem como de superar a concorrência de Lyon ou Juventus nos quartos-de-final.

Se chegar às “meias”, um destes quatro será o oponente: Nápoles, Barcelona, Chelsea ou Bayern.

 

Gostaste do nosso conteúdo?
Então regista-te no nosso canal do Youtube. Entra nas nossas redes sociais Facebook, Instagram e Twitter. Ainda tens o nosso Chat no Tegram

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *




CASAS DE APOSTAS LEGAIS
3,3 rating
Não tem bónus de Boas vindas para a apostas desportivas online.
4,0 rating
10€ Gráris mais 200% de bónus sobre o valor do seu depósito até um máximo de 50 de euros.
3,5 rating
5€ Grátis com o Código Promocional: apostaga
mais Bónus no primeiro depósito até um máximo de 100 euros.
3,0 rating
Não tem bónus de Boas vindas para a postas desportivas online.
3,3 rating
Bónus de Boas Vindas para o primeiro depósito de 50% até um máximo de 100€ euros.
3,5 rating
Bónus de Boas Vindas para o primeiro depósito aposta sem risco até 50 euros.
3,3 rating
Bónus de Boas Vindas para o primeiro depósito de 50% até um máximo de 50 euros.
3,8 rating
Bónus de Boas Vindas para o primeiro depósito de 100% até um máximo de 100 euros.
4,3 rating
Freebet de 10€ mais 100% de bónus sobre o valor do seu depósito até um máximo de 250 de bónus.
4,5 rating
Bónus de Boas Vindas para o primeiro depósito de 50% até um máximo de 50€ euros.