Pela primeira vez em toda a história dos dois clubes, as equipas do Manchester United e do Liverpool sofreram, no mesmo dia, 6 e 7 golos, respetivamente, em jogos relativos à 4.ª jornada da Premier League 2020/21. Os “red devils” caíram em casa contra o Tottenham de Mourinho, por 1-6. Já o campeão inglês tombou no Villa Park, ante o Aston Villa, por 7-2 (!).

TOTTENHAM: VINGANÇA DE JOSÉ MOURINHO COM HUMILHAÇÃO

À terceira foi de vez. Depois de assumir o comando técnico do Tottenham, o treinador português havia disputado duas partidas contra o Manchester United, uma das equipas que orientou no futebol inglês, de onde saiu sem grandes memórias.

Na visita de dezembro de 2019 a Old Trafford, o Tottenham de José Mourinho perdeu com os “red devils”, por 2-1, acabando por empatar, na segunda volta do último campeonato, a 1-1, em Londres.

Este domingo, o impensável aconteceu. Com apenas 30 segundos após o apito inicial do senhor Anthony Taylor (árbitro principal que ficaria marcado na história do jogo), o Manchester United dispôs de uma grande penalidade e inaugurou o marcador por intermédio do inevitável Bruno Fernandes.

A tarefa parecia substancialmente complicada para a equipa do Tottenham, mas se o golo sofrido dentro do primeiro minuto já era surpreendente, o que dizer da remontada dos “spurs” conseguida em apenas cinco minutos? Isso mesmo.

Com golos aos 4’ e aos 7’, Ndombelé e Son Heung-Min aproveitaram desatenções defensivas do Manchester United para colocar o Tottenham na frente, que chegaria ao 1-3 e ao 1-4 ainda antes do intervalo, em mais dois lances onde a linha defensiva da equipa de Ole Gunnar Solskjäer ficou a dormir.

VINGANÇA DE JOSÉ MOURINHO COM HUMILHAÇÃO À ANTIGA EQUIPA

A primeira parte ficou ainda marcada pela expulsão de Anthony Martial, ao minuto 28, segundos antes do terceiro golo do Tottenham, após uma suposta agressão a Erik Lamela.

A perder por 1-4 e em inferioridade numérica, o Manchester United passou por enormes dificuldades na segunda parte, onde não conseguiu incomodar Hugo Lloris, tendo ainda visto as suas redes balançarem em mais duas ocasiões. Harry Kane e Son bisaram, Ndombelé e Aurier completaram a folha de marcadores.

MANCHESTER UNITED: O PIOR DIA DA CARREIRA DE SOLSKJÄER

No comando técnico do Manchester United desde 19 de dezembro de 2018, o treinador norueguês – que já havia passado por Molde e Cardiff – era o espelho da desilusão da equipa de Manchester após o jogo.

Em declarações prestadas no “pós-match”, Solskjäer disse que «este foi o pior dia da minha carreira enquanto treinador do Manchester United e o pior para todos os jogadores do Manchester United. Não é o pior dia da história do Manchester United porque já demos a volta por cima no passado».

Difícil foi encontrar explicações. «Explicar, agora, é um pouco difícil. Fomos derrotados por 6-1 em casa por uma boa equipa, mas contribuímos muito para este desaire. O cartão vermelho a Martial fez muita diferença», atirou.

CAMPEÃO LIVERPOOL HUMILHADO PELO ASTON VILLA EM BIRMINGHAM

Se a goleada de Mourinho no regresso a Old Trafford já é motivo de choque para os mais suscetíveis, adjetivos faltarão para encontrar o que descreva ipsis verbis aquilo que se passou no Villa Park ao final da tarda deste domingo.

Depois de cair na Community Shield e na EFL Cup aos pés do Arsenal, em ambos os casos após a marcação de grandes penalidades, e somar por vitórias os três jogos efetuados na Premier League (4-3 ao Leeds, 2-0 ao Chelsea e 3-1 ao Arsenal), o Liverpool foi autenticamente atropelado.

Privado do contributo de alguns jogadores (Sadio Mané e Thiago seguem de fora, infetados com a covid-19, mas a lista de baixas também inclui Alisson, Oxlade-Chamberlain, Matip e Tsimikas), o campeão inglês continuava a apresentar uma equipa teoricamente muito capaz de cumprir o favoritismo (1.47 na Betano) na visita ao terreno do Aston Villa, que se livrou da descida ao Championship em 19/20 na última jornada.

CAMPEÃO LIVERPOOL HUMILHADO PELO ASTON VILLA EM BIRMINGHAM

Na estreia a titular de Diogo Jota no campeonato ao serviço da equipa de Jürgen Klopp, foram precisos apenas quatro minutos para Ollie Watkins marcar o primeiro de três golos da sua folha pessoal (todos obtidos na primeira parte). Ao intervalo, o “placard” já apresentava um assustador 4-1 favorável aos “villains”.

Na segunda parte, o 5-1 (apontado pelo reforço Ross Barkley, ex-Chelsea) surgiu ainda antes do “bis” de Mohamed Salah, egípcio que assistiu de perto ao atropelo que a sua equipa sofreu até final, com mais dois golos sofridos e várias outras oportunidades perdidas pela equipa de Dean Smith.

Resultado final de 7-2 e um dia absolutamente histórico para o Aston Villa, para o futebol inglês… e para o Liverpool, que sofreu uma das piores goleadas da sua história.

ESTARÁ O PARADIGMA DA PREMIER LEAGUE EM VIAS DE MUDANÇA?

Que a forte competitividade de há muito é uma imagem de marca do futebol inglês, isso todos sabemos.

Mas é necessário recordar que, ainda na última época, o Liverpool destacou-se de todos os demais adversários com um trajeto fenomenal, algo que já em 18/19 havia feito, mas não tão bem quanto o Manchester City de Pep Guardiola.

A avaliar pelas goleadas históricas sofridas pelo Manchester United e pelo Liverpool e lembrando os 2-5 encaixados pelo Manchester City na receção ao Leicester City (que, por sinal, caiu em casa este domingo… com derrota de 3-0 frente ao West Ham), há uma semana, serão apenas acidentes de percurso ou sinais de que os tempos que se avizinham serão de um campeonato ainda mais competitivo e com lugar a mais surpresas no topo da classificação (“a la” Leicester 15/16)?

 

Gostaste do nosso conteúdo?
Então regista-te no nosso canal do Youtube e assiste aos nosso Podcasts de Apostas. Entra nas nossas redes sociais Facebook, Instagram e Twitter. Ainda tens o nosso Chat no Telegram

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *




Casas de Apostas
Solverde Apostas

Bónus de Boas Vindas para o primeiro depósito de até um máximo de 100 euros.

Luckia

Não tem bónus de Boas vindas para a postas desportivas online.

Nossa Aposta

Não tem bónus de Boas vindas para a postas desportivas online.

Betclic

Bónus de Boas Vindas para o primeiro depósito de 50% até um máximo de 50 euros.

Bet.pt

Bónus de Boas Vindas para o primeiro depósito de 50% até um máximo de 50 euros.

Betway

Bónus de Boas Vindas para o primeiro depósito de 100% até um máximo de 100 euros.

ESC Online

Freebet de 10€ mais 100% de bónus sobre o valor do seu depósito até um máximo de 250 de bónus.

Betano

Bónus de Boas Vindas para o primeiro depósito de 50% até um máximo de 50 euros.

Ultimos Artigos