Maria Sharapova despede-se do ténis aos 32 anos de idade

Aposta Ganha / Destaques do Desporto e das Apostas / Maria Sharapova despede-se do ténis aos 32 anos de idade

O ténis feminino continua a perder algumas das suas maiores pérolas e, após os abandonos de Agniezska Radwanska em 2018, de Dominika Cibulkova em 2019 e, mais recentemente Caroline Wozniacki, agora foi a vez da carismática russa Maria Sharapova colocar um ponto final na sua carreira tenística.

Um talento precoce que nunca se impôs totalmente

A tenista russa que cedo deu nas vistas no circuito WTA acabou por ter uma carreira que muitos poderão considerar mediana, atendendo às expetativas que criou aquando da sua chegada ao circuito principal.

Maria Sharapova despede-se do ténis aos 32 anos de idade

Maria Sharapova entrou nas bocas do mundo logo em 2004 quando com apenas 17 anos surpreendeu Serena Williams na Final de Wimbledon, conquistando assim o seu primeiro Grand Slam. No ano seguinte, viria a confirmar a sua ascensão ao assumir o primeiro lugar da hierarquia mundial.

Em 2006, venceu o Open dos Estados Unidos e chegou ao seu segundo título de Grand Slam confirmando que se poderia tornar numa séria pretendente à conquista de imensos títulos ao longo da sua carreira, no entanto, os anos seguintes viriam a desmentir isso mesmo.

Sharapova viria a conquista o Open da Austrália em 2008 e o torneio de Rolando Garros nos anos de 2012 e 2014 para completar o Grand Slam de carreira, ou seja, vencer todos os títulos de Grand Slam do circuito.

De qualquer modo, a conquista de cinco Grand Slams em 15 anos de ténis ao mais alto nível acabou por ser um saldo algo dececionante para muitos de acordo com os pergaminhos que ela rapidamente conquistou naqueles três primeiros anos de incursão no circuito WTA.

Uma mancha no currículo que deve ser desvalorizada

Maria Sharapova foi suspensa em 2016 pelo uso de uma substância proibida (melonium) que a privou dos courts durante 15 meses.

Na altura, a atleta negou desconhecimento acerca da nova lei que proibia essa substância que a tenista tomava desde 2006, pelo que parece perfeitamente plausível que não se tenha tratado propriamente de uma tentativa de obter superior rendimento desportivo face às suas rivais.

De qualquer modo, esse tratou-se de um caso muito mediático na altura que certamente não terá contribuído para a solidez psicológica da tenista russa que sempre pareceu altamente forte nesse aspeto, revelando uma grande tenacidade em court e espírito combativo.

Apesar desse momento menos bom, a verdade é que Maria Sharapova é uma das seis tenistas da ‘Era Open’ a ter conquistado todos os torneios de Grand Slam do circuito, o que a coloca entre as melhores jogadoras de todos os tempos, mesmo que nunca se possa aproximar de uma Serena Williams, por exemplo.

A rivalidade com Serena Williams

Um dos motivos pelo qual Maria Sharapova termina a sua carreira com apenas cinco títulos de Grand Slam prende-se claramente com o facto de ter coabitado pelo circuito WTA na mesma era de Serena Williams.

A tenista norte-americana travou uma rivalidade de um só sentido com a russa, pois, além do tal triunfo de Sharapova em 2004 em Wimbledon quando surpreendeu Serena, tal não se viria a repetir com Williams a assumir uma preponderância muito grande sobre a tenista europeia.

O registo final de confrontos diretos indica um esmagador 20-2, sendo de destacar que oito desses triunfos aconteceram em Grand Slams, e três deles em Finais.

Para além disso, Serena Williams bateu Maria Sharapova na grande Final dos Jogos Olímpicos de 2012, impedindo a russa de escrever uma página de ouro pelo seu país, contentando-se assim com uma medalha de prata.

Analisando friamente os dados, poderemos dizer que sem Serena Williams em ação, talvez Sharapova pudesse ter dobrado o número de títulos que alcançou em Grand Slams, mas a competição é mesmo assim e há que reconhecer o mérito aos adversários e, neste caso, a Serena Williams que se tem imposto durante décadas como tenista de eleição no setor feminino.

Novas referências precisam-se!

Com as saídas recentes de Caroline Wozniacki e Maria Sharapova, o ténis feminino ficou mais pobre com a perda de duas referências da modalidade durante boa parte deste milénio, portanto é tempo de vermos novas tenistas emergirem.

Serena Williams continua a competir e tentará juntar mais alguns títulos aos seus atuais 23 de Grand Slam, mas a romena Simona Halep e a espanhola Garbine Muguruza são outras das tenistas que atualmente mais provas têm dado de solidez e competência para lutarem regularmente pelos mais importantes títulos do circuito.

Outras como Ash Barty ou Sofia Kenin podem intrometer-se nestas contas durante os próximos anos com a última a ter surpreendido o ténis mundial ao conquistar o Open da Austrália no início da temporada com apenas 21 anos.

A norte-americana nascida em Moscovo tem como ídolo Maria Sharapova e poderá seguir as pisadas da sua referência vencendo vários Grand Slams, pois terá tempo suficiente para pelo menos o tentar.

Outros links Apostaganha onde podes obter mais informações:

Receba Tips exclusivas e gratuitas no canal dos tipsters Profissionais Apostaganha: PROFISSIONAIS

Entra no nosso canal do telegram se queres Receber todos os Prognósticos, Destaques, Tutoriais, Promos e muito mais., assina o nosso CANAL .

Se queres conversar connosco também no Telegram através de CHAT Clica aqui….Assiste a todos os nossos podcast e dicas de apostas no nosso canal de youtube. Se gostas de outras redes sociais segue-nos no Instagram e Twitter.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Casas de Apostas
Luckia

Não tem bónus de Boas vindas para a postas desportivas online.

Nossa Aposta

Não tem bónus de Boas vindas para a postas desportivas online.

Betclic

Bónus de Boas Vindas para o primeiro depósito de 50% até um máximo de 50 euros.

Bet.pt

Bónus de Boas Vindas para o primeiro depósito de 50% até um máximo de 50 euros.

Betway

Bónus de Boas Vindas para o primeiro depósito de 100% até um máximo de 100 euros.

ESC Online

Freebet de 10€ mais 100% de bónus sobre o valor do seu depósito até um máximo de 250 de bónus.

Betano

Bónus de Boas Vindas para o primeiro depósito de 50% até um máximo de 50 euros.