Apostas Online em Portugal – Aposta Ganha

Método de apostas após Covid19

Hoje trago um artigo um pouco mais interessante, e já podemos ver um pouco a luz ao fundo do túnel, pois a Bundesliga arranca e a Liga NOS já tem data marcada. Nada melhor que colocar a teoria em prática, e começar a olhar como abordar ou melhor, arranjar o melhor método para apostar na retoma dos campeonatos.

MÉTODO DE APOSTAS APÓS COVID19

Para alguns apostadores, não têm muito mais a fazer, os seus campeonatos acabaram, assim sendo, finito, acabou-se, agora a que tentar minimiar o estrago. Falo por experiência própria, a FFF acabou com a Ligue 1 e Ligue 2 e agora falta-me o resto da época para lucrar ou não com isso. Então se o meu Know How acabou, vou ter que ir com calma e método atrás do que ainda rola, Bundesliga ou Liga NOS ou outras ligas que possam ter valor aqui e ali.

Método de apostas após Covid19

Diria correr atrás do prejuízo, sim, tenho que ser sincero, o prejuízo não fui eu que o criei, mas sim o Covid19, agora há que arranjar um belo método para sacar alguns tostões do que resta, minimizando claro o dano causado por não ter mais campeonato de especialização.

Esta atitude tem que ser ponderada, e é aqui, que se centra o meu artigo se hoje, dar-vos conhecimento de como podem extrair valor e alguns tostões, mas sempre aliados a um método, para que mesmo correndo mal, tem sempre esse risco, mas ser um risco controlado.

DEFINIR BANCA A EXPOR

Importante, e por isso coloquei-a em primeiro, definir a banca a expor a esta situação muito particular. Não se esqueçam, que, vão navegar por mares nunca antes navegados, e que muitos de vós nem sequer gostam destas ligas que agora vão retomar. Expor-nos ao mínimo, controlar stakes, e usar apenas uma pequena percentagem da nossa banca de apostas para o que aí vem é um fator muito importante para esta retoma da bola.

Aconselho 2% de stake sobre a nossa banca, mesmo por baixa que seja, e usar um Stake Plan controlada, conforme o risco encontrado em cada jogo, ou diria, conforme a vossa insegurança nesse mesmo jogo.

Vamos inverter papeis, antes apostavam conforme a vossa confiança, assim, confiança alta, maior risco/stake. Agora será mais desconfiança, medo ou outro sentimento negativo, menor a percentagem, e nem que seja uma “moedinha” singular só para aproveitar o estudo.

Não tem mal algum apostar uma moeda, se temos mesmo muito “medo” ou muita falta de confiança, por aquele jogo nos transmite.

Muitos diriam, se não tens confiança, não entres no jogo, é verdade, mas penso ter sido claro, no inico deste artigo, onde vos explico que este será um método alternativo para ajudar a colmatar o fim de alguns dos vossos campeonatos da especialidade. Muitos dos apostadores, já confessaram, que a época de apostas já acabou. Talvez a decisão mais sensata a ter, mas continuemos.

STAKE PLAN

Já falei, usar uma stake plan por pontos, ou Flat Stake, seria uma boa opção para este método de apostas para o que aí vem. Algo bem curto, simples e sem grandes aventuras, pois muitos de nós vamos ter dificuldades em perceber certas coisas, mas já lá vamos.

INFORMAÇÃO

Diria que este item, poderia coloca-lo mesmo ao lado da gestão e banca, pois nos dias que correm será muito importante a ter em conta para as nossas apostas e para as retoma dos campeonatos. Saber como estão os jogadores, condições de treino, tempo de treino, tudo sobre as equipas é um fator chave para a ponderação na nossa aposta.

Saber se vai ter alguma alteração nos estádios, como por exemplo na Liga NOS, onde já se sabe que o Santa Clara vai usar a cidade do futebol para jogar, é importante saber o “peso” a dar a isso. Como perceber do verdadeiro poder ou não da falta dos adeptos para algumas equipas. Assim a informação será muto importante no que aí vem, este é um “Key factor”!

Estar a par de todas as notícias, através de Twitter, jornais desportivos e locais, é sem dúvida uma boa arma para termos neste nosso novo método de recurso para apostarmos um pouco com mais qualidade.

FATOR CASA/FORA – ESTÁDIOS – PÚBLICO

Já falei dele ali em cima, mas temos que reforçar esta ideia, é sem dúvida um “reset” as nossas mentes, jogar nos Açores naquele estádio naquele relvado não é o mesmo que jogar já sem público, num sítio diferente e com outro tipo de relva. Este fator pode potenciar ou não o jogo praticado ou a tática da equipa, a que ter isto em mente.

Ter o fator casa do lado da equipa, mesmo sem público é algo que poderá ter menos significado, reparem no caso do Belenenses SAD que já “joga” assim quase à duas épocas, certo? Perceber o verdadeiro poder destes ponderadores é algo que um apostador agora terá que os saber diagnosticar e ponderar, jamais faças uma análise do que era, pois já não é mais o que era, mas sim muito mais o presente.

O dia a dia das equipas, e sobretudo ver bem os primeiros jogos, poderá ter uma grande influência nas vossas futuras apostas.

Falta-me falar do público, aqui será semelhante para todos, mas mesmo assim, será fator decisivo para algumas equipas que o público tem muita força. Casos de Guimarães ou Boavista e até um estádio da Luz ou um Dragão vazio pode ter “peso” nos primeiros jogos, a malta não está habituada a jogar assim no silêncio.

Na Coreia os responsáveis pelas equipas da casa, colocaram o som das suas claques nos microfones do estádio, poderá ser uma boa solução para minimizar este estrago importante.

SAÚDE FÍSICA E MENTAL DAS EQUIPES E JOGADORES

Outro aspeto importante, como estará a saúde física e mental de alguns jogadores, sabendo bem o estilo de vida de alguns jogadores, habituados a circular por todo lado e de um momento para outro viram-se confinados a um apartamento e outros as suas belas mansões, depende do “budget” de cada um é certo.

Uns com aparelhos dentro da sua própria casa, lembro-me do caso do Sérgio Ramos e do próprio Cristiano Ronaldo, onde até conseguiu ir até ao estádio do Nacional mandar uma bolas as redes e não só. Outros apenas com passadeiras e alguns pesos, foram fazendo ou cumprindo alguns planos de treino que algumas equipas foram traçando.

Uns melhores que outros, mas este é um fator importante a reter pois uns poderão estar uns passos mais à frente que outros a nível físico.

Na questão mental, aqui, temos que olhar para aqueles que possam ter sido contaminados pelo novo Coronavírus e que possam ter passado momentos menos bons durante este processo, reflectindo-se também na sua condição física, até porque ainda ninguém sabe o que este novo vírus pode trazer de sequelas às pessoas.

Na questão mental é importante referir o que a “clausura” pode ter efeitos na saúde mental nos jogadores, muitos podem ter tendência de depressão mais acentuadas e o facto de não saírem de casa pode ter tido consequências nesse ponto importante.

Mesmo com a volta aos treinos, e ao convívio seletivo, nada voltou ao normal, nada era como antes, onde se escolhia o restaurante após o jogo para ir conviver um pouco, tipo um relaxe importante quando se está em competição, certo? Assim, em suma, estejam atentos a estes ponderadores importantes sobre a saúde e na parte mental também!

DECIDIR EM CONFORMIDADE/VALOR

Sabendo e tendo todos estes fatores em mente, os restantes serão literalmente semelhantes, aconselhando-se sempre mais prudência na avaliação a fazer. Decidir bem e em valor, é, e sempre será a vossa tarefa a ter seja qualquer quer seja a situação no futebol neste caso.

Procurar “edge” ou estar um pouco à frente das casas de apostas, poderá passar por um belo exercício que poderão até depois usar quando tudo voltar ao “normal”. Por isso decidir bem e em consciência e com valor, após toda a vossa avaliação e cuidados que devem ter é finalmente o último passo a terem antes de entrarem no mercado. Por tudo isto tenham calma na hora de apostar!

ANÁLISE DO MERCADO/ODDS/COMPORTAMENTOS DAS CASAS DE APOSTAS

Deixei esta parte de “fora” de propósito, pois ainda não se sabe o que vai acontecer ao mercado, é certo que na altura em que estou a escrever este artigo as odds nas casas de apostas Europeias e nas Asiáticas já saíram, mas ainda com pouca liquidez e muito inconstantes para perceber onde estão a entrar os Sharks ou os Sindicatos de apostas.

Ler o mercado nesta altura é complicado, e saber se aquela odd possa ter CLV no fim é uma dúvida que nos vai afrontar nestas primeiras jornadas diria. Diria até a primeira jornada, depois acho que as casas vão ajustar-se rápido.

As casas também estão com medo de perder dinheiro, por isso vamos ter muito juice, muitas mudanças de linhas com as casas a colocarem-se melhor no mercado e vão estar a detetar constantemente o “pulso” dos apostadores através das nossas apostas.

Pelo que vejo neste momento, as coisas estão bem justas, bem alinhadas pelo que sabemos, e vejo muito pouco “valor” no caso da Bundesliga, onde as casas se protegeram e bem nos jogos de maior calibre mas nos outros, menos cotados, vejo ali e acolá mais “edge” o que é normal, pois o desconhecimento é maior logo mais reticências e odds mais desajustadas, mas com juice, se é que bem me entendem!

Bem, por hoje é tudo espero que usem e abusem destes conselhos e que até nos possam ajudar com mais “deixas” a ter colocando-as aqui em baixo nos comentários.

Um abraço, boa sorte e boas apostas.

 

Gostastes do nosso conteúdo? então regista-te no nosso canal oficial no Youtube. Além disso, entra em nossas redes sociais como o Instagram e Twitter para se manteres bem informado.

Um sitio perfeito para receberes tudo do AG é o canal no Telegram. Também no chat podes conversar com mais de 2.500 apostadores ao vivo sobre as melhores apostas. Se estas a procura dos Pros acede também os Tipster Profissionais.

Deixe um Comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *