Prognósticos para Apostas Desportivas Online - Aposta Ganha

Prognostico Michael Yani v Frederic Niemeyer – Granby

TIPSTER
95
-30
-31.58 %
UNIDADES INVESTIDAS
SALDO
ROI

Segunda ronda do Challenger de Granby, onde teremos Michael Yani, 229º do ranking ATP frente a Frederic Niemeyer, 515º.

Michael Yani, jogador de 28 anos que conta com 6 como profissional. A melhor posição alcançada por Yani foi o 214º lugar no ano de 2008. O americano dedica-se basicamente ao piso duro, onde tem um record de carreira de 133-93, obtendo 5 títulos.

O inicio de 2009 para Yani foi desastroso, onde somou 6 derrotas consecutivas, conseguindo a sua primeira vitória de época no Future 3 de Inglaterra, ao derrotar Chris Priddle. Nos seguintes torneios que disputou o melhor que conseguiu foram os quartos-de-final no Challenger de Tenerife (piso duro), onde perdeu para Philipp Petzchner (69º) em 3 sets.

A sua melhor forma de 2009 inicia-se em Maio, onde no Challenger de Sarasota (terra-batida), consegue chegar às semifinais, onde perde para James Ward (271º) em 3 sets e num encontro decidido no tie-break. Nesse mesmo torneio derrotou Bernard Tomic (365º), Donald Young (165º) e Michael Russell (171º), estes dois últimos americanos com grande nome no ténis desta categoria.

A partir deste torneio o americano concentrou a sua época basicamente pelo seu país, saído da semifinal entra no Challenger Carson 2 (piso duro) e chega mesmo à final, onde é derrotado por Michael Russell (166º), destacando-se as vitórias perante Sam Warburg (192º) e Nick Lindahl (311º). O torneio seguinte foi o Yuba City (piso duro) onde chega às semifinais, sendo derrotado por Carsten Ball (205º).

Michael Yani qualificou-se para o Wimbledon, mas sem grande surpresa perdeu para Simon Greul (106º) na primeira ronda.

Desde tal tem-se dedicado só ao piso duro e continua a mostrar um bom ténis, tendo chegado às semifinais do Challenger Aptos, onde foi afastado por Lindahl (306º) mas fez uma boa campanha ao derrotar Danai Udomchoke (124º), Ryler DeHeart (211º) e Marinko Matosevic (208º).

Antes de participar do presente torneio, o americano participou do Challenger de Lexington, onde se retirou na segunda ronda perante Kyu Tae Im (208º).
Na primeira ronda de Granby , Yani derrubou o 241º do ranking ATP, Vincent Millot. Jogador este que tinha uma vitória perante Michael em 2008.

O americano é um jogador agressivo, aplicando bastante força nas suas bolas e tomando várias vezes a iniciativa de subir à rede.

Frederic Niemeyer, jogador de 33 anos que conta com 11 como profissional. A melhor posição que Niemeyer alcançou foi o 134º posto em 2004. Frederic é também ele dedicadíssimo ao piso duro, onde tem um record de carreira de 176-122, contando com 13 títulos.

Niemeyer iniciou a sua época de 2009 ao passar pela qualificação do Challenger de São Paulo, chegado ao quadro principal, retira-se na primeira ronda para Harel Levy (245º). Depois de tal, Neimeyer desiste do seguinte torneio e soma 2 derrotas nos dois seguintes.

O passo seguinte do canadiano foi tentar qualificar-se para o San José (250) do circuito principal ATP, onde venceu Xavier Malisse (171º) na primeira ronda da qualificação, mas veio a perder para Dominik Meffert (266º) na segunda.

Sem qualquer resultado significante o jogador desce aos Futures, vencendo o F3 do Canadá, sem surpresas. Daí parte para a qualificação do Challenger de Baton Rouge, onde qualificando-se com uma tremenda facilidade, perde na primeira ronda para Lester Cook (335º) num desastroso (6-1) (6-1).

Niemeyer volta às qualificações, não conseguindo passar ao quadro principal do Challenger de Tallahassee. O esperado volta a acontecer, o canadiano desce novamente aos Futures mas desta vez, derrotando na primeira ronda Bruno Echagaray (713º) em dois tie-breaks, e perdendo na segunda para Kaden Hensel (757º) em três sets.
O jogador volta a participar das qualificações para o Challenger de Winnetka e o Indianapolis (250), sem resultados.

Frederic Niemeyer chega aqui devido a um Wild Card, derrotando na primeira ronda o 8º cabeça de série, Alexandre Kudryavtsev em (6-0) (6-1).

Estes dois jogadores nunca se defrontaram.

Conclusão: É com muita surpresa que vejo o ultimo resultado do Niemeyer, algo surpreendente para o nível que ele tem apresentado em toda esta época… e parecendo um jogo isolado de tudo o que tem feito não lhe vou dar grande importância pois parece-me que o Kudryavtsev deve ter tido um grande papel nesta “tareia” também…

Niemeyer ao que parece decidiu começar a utilizar o ténis como um hobbie, para sua diversão, pois os resultados desta época são algo vergonhosos para um nível que deveria de conseguir demonstrar em court que simplesmente não existe… Ora atente-se que raramente se tem qualificado para um Challenger e quando o fez nunca passou à segunda ronda do quadro principal sem ter sido desta vez.

A época tem sido de tal forma desastrosa que o veterano tem tido que recorrer aos Futures para tentar realmente jogar mais de 2 encontros seguidos… Do outro lado temos o Michael Yani que para mim teve uma grande subida de forma, de repente lembrou-se de jogar ténis e penso que fez uma boa opção em só disputar maioritariamente Challengers nos estados unidos, tem-se demonstrado motivado e conseguido bons resultados.

Tal me leva a pensar que este Niemeyer será um adversário abaixo do seu nível e que tem mais que armas para o derrotar, até porque Niemeyer só está aqui devido a um Wild Card (retirando a sua vitória na primeira ronda) e é claramente um jogador que não tem qualquer motivo para estar motivado e acreditar no seu nível actual como uma mais valia. O jogador americano está dado como dog neste encontro, que para mim só se justifica devido ao ultimo resultado do Niemeyer, um jogo não retrata o que o jogador tem para dar e sem dúvida que acho esta odds com muito valor, quem leu anteriormente a presente época de ambos… é notável quem de entre estes dois jogadores é o favorito a alcançar os quartos-de-final.

Na primeira ronda tive duvidas quanto ao estado físico de Yani devido à sua desistência no ultimo torneio, mas conseguindo bater um jogador que já o conhecia e mesmo já o tinha batido, veio a reforçar a minha confiança nele e no seu estado físico actual.

Niemeyer não tem demonstrado ter qualidade para estar num quadro principal de um Challenger, Yani chega às rondas finais de Challengers consecutivos… Qual será o favorito??

Sublinho que se o encontro tiver tie-breaks, aí sim o Niemeyer tem uma certa vantagem devido ao ser serviço e aos actuais parciais de tie-breaks vencidos.

Prognóstico para ApostasQuotaUn.CasaEstado
Michael Yani
2.10
5
Bet365perdida

Deixe um Comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *