Não foram há muitas horas atrás que o piloto Miguel Oliveira entrou para a galeria dos imortais do desporto nacional, depois de se sagrar campeão pela primeira vez na carreira, em MotoGP, no Grande Prémio de Estíria, em Spielberg, na Áustria.

ÚLTIMA VOLTA IMPRÓPRIA PARA CARDÍACOS

Tem sido um mês intenso e de grandes emoções na vida profissional de Miguel Oliveira. No passado dia 9 do mês corrente, o piloto português da Red Bull KTM Tech3 alcançou a melhor prestação de sempre da sua carreira na categoria de MotoGP.

Em Brno, no Grande Prémio da República Checa, que teve como vencedor o rookie Brad Binder, Miguel Oliveira partiu da 13.ª posição e acabou no 6.º lugar da classificação, atingindo a sua melhor marca de sempre na mais importante categoria de motociclismo.

Este domingo, Miguel Oliveira partiu do 7.º posto da grelha e conseguiu terminar na liderança, completando a corrida com a marca de 16.56,025 minutos, que representou uma vantagem de 0.316 segundos para o australiano Jack Miller e de 0.540 segundos para o espanhol Pol Espargaró.

A uma corrida muito meritória, o jovem piloto português juntou uma última volta absolutamente incrível, onde aproveitou da melhor forma o despique entre Miller (Ducati) e Espargaró (KTM) para cortar a meta na liderança da classificação.

Dessa forma, Miguel Oliveira ascendeu à 9.ª posição da classificação do Mundial, com 43 pontos. No top-3, aparecem os nomes de Fabio Quartararo (França, Yamaha, 70 pontos), Andrea Dovizioso (Itália, Ducati, 67 pontos) e Jack Miller (Austrália, Suzuki, 56 pontos).

«Estou muito emocionado, há tanto que quero dizer… Obrigado a todos os que acreditam em mim, há tantas pessoas de que me lembro.

ÚLTIMA VOLTA IMPRÓPRIA PARA CARDÍACOS

A família, a equipa, os patrocinadores, os portugueses… Sim, somos os melhores! Obrigado pelo apoio. Fizemos história, pelo país! Estou muito feliz por ter sido aqui, em casa da KTM. Obrigado a todos», declarou o piloto português.

À história feita sob a chancela da bandeira nacional e aos pontos somados no Red Bull Ring, Miguel Oliveira viu ainda juntar-se um prémio inesquecível.

É que a BWM preparou para o vencedor do GP Estíria, de forma a sinalar a realização da 900.ª prova na história do campeonato, um BMW M4 personalizado e pronto a estrear, que irá agora direitinho para a garagem do atleta.

A ASCENSÃO DE MIGUEL OLIVEIRA

Natural de Pragal, em Almada, e nascido a 4 de janeiro de 1995, Miguel Oliveira iniciou a sua carreira competitiva bastante cedo, numa fase que remonta ao ano de 2011, onde competiu pela Andalucia Banca Civica, na categoria de 125cc.

Seguiu-se uma primeira aventura em Moto3, ao serviço da equipa da Estrella Galicia 0,0, em 2012, e na Mahindra Racing team entre 2013 e 2014, onde somou 17 corridas em cada um dos anos referidos.

Em setembro de 2014, o piloto assinou contrato com a Red Bull KTM Ajo, equipa pela qual se sagrou vice-campeão de Moto3 em 2015, depois de conseguir nove pódios e seis vitórias em 17 corridas.

A subida ao escalão intermédio (Moto2) teve lugar em 2016 e a estreia na nova categoria aconteceu pela Leopard Racing, antes do regresso à equipa da Red Bull KTM Ajo, em 2017, pela qual terminou a época na 3.ª posição, com apenas dois pontos a separá-lo do vice-líder.

A 3 de junho de 2018, Miguel Oliveira venceu o Grande Prémio de Itália, na categoria de Moto2, a sexta prova do campeonato do mundo de motociclismo de velocidade, demorando 39.42,018 minutos para perfazer as 21 voltas do circuito.

A estreia em MotoGP teve lugar no último ano, aquando do ingresso do piloto português de 25 anos na equipa da Red Bull KTM Tech 3, ao serviço da qual venceu o primeiro MotoGP da sua carreira, a primeira conquista de um atleta nacional na categoria.

Um triunfo que elevou o ecletismo e o nome de Portugal no panorama do desporto mundial e que motivou várias reações por parte dos altos quadros do futebol português, incluindo FC Porto, Benfica e Sporting e ainda Pedro Proença, presidente da Liga Portuguesa de Futebol Profissional.

O PROJETO ‘OLIVEIRA CUP’

Arrancou em 2017 um projeto de caráter pedagógico impulsionado por Miguel Oliveira. O ‘Oliveira Cup’ é um Troféu Escola de Motociclismo e tem como alvo jovens entre os 10 e os 14 anos de idade, tendo por base o objetivo de encontrar o “sucessor” do piloto.

Nome forte do motociclismo nacional, Miguel Oliveira tudo tem feito para dinamizar a modalidade em Portugal, com especial enfoque na preparação de jovens talentos.

A Miguel Oliveira Fan Club Racing Team acolhe atletas provenientes do Oliveira Cup e junta-se à iniciativa supramencionada na preparação das jovens promessas para a participação no Campeonato Nacional de Velocidade.

 

Gostaste do nosso conteúdo?
Então regista-te no nosso canal do Youtube. Entra nas nossas redes sociais Facebook, Instagram e Twitter. Ainda tens o nosso Chat no Telegram

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *




Casas de Apostas
3,8 rating
10€ Gráris mais 200% de bónus sobre o valor do seu depósito até um máximo de 50 de euros.
3,5 rating
5€ Grátis mais Bónus de Boas Vindas para o primeiro depósito de até um máximo de 100 euros.
3,3 rating
Não tem bónus de Boas vindas para a postas desportivas online.
3,3 rating
Não tem bónus de Boas vindas para a postas desportivas online.
3,5 rating
Bónus de Boas Vindas para o primeiro depósito aposta sem risco até 50 euros.
3,3 rating
Bónus de Boas Vindas para o primeiro depósito de 50% até um máximo de 50 euros.
4,0 rating
Bónus de Boas Vindas para o primeiro depósito de 100% até um máximo de 100 euros.
4,3 rating
Freebet de 10€ mais 100% de bónus sobre o valor do seu depósito até um máximo de 250 de bónus.
4,5 rating
Aposta de 5€ Grátis com o Código Promocional: APOSTAGANHA1 mais 50% de Bonus até um máximo de 50 euros.