Aos 54 anos de idade e 15 anos depois, um dos maiores nomes da história do boxe estará de regresso aos ringues, depois do anúncio feito pelo próprio Mike Tyson nas redes sociais.

DEPOIS DO SUSPENCE, A CONFIRMAÇÃO

A 12 de setembro próximo, na Dignity Health Sports Arena, em Los Angeles, California, nos Estados Unidos, o pugilista norte-americano defrontará o compatriota Roy Jones Jr., de 51 anos de idade, num combate de exibição com um total de oito assaltos.

Ao longo dos últimos meses, Mike Tyson já vinha publicando nas redes sociais alguns vídeos de sessões de treino intenso, deixando pairar no ar algumas dúvidas sobre um possível retorno à atividade competitiva.

Algo que veio a confirmar-se nos últimos dias, através de uma publicação do próprio no Twitter, acompanhada de um vídeo promocional do combate em questão.

Dúvidas houvessem, foi Roy Jones Jr. a publicar, também na sua página oficial de Instagram, um mini-vídeo do próprio e de Mike Tyson a assinar o contrato da disputa de exibição, através de videoconferência.

TYSON. UMA CARREIRA DE ENORME SUCESSO E COM VÁRIAS POLÉMICAS

Com um passado marcado por uma infância difícil, Mike Tyson começou a dar os primeiros passos de uma carreira brilhante e que o colocou no estrelato do boxe com apenas 13 anos de idade, em 1980.

Os títulos de campeão mundial olímpico de pesos médios (14 anos), campeão juvenil de boxe norte-americano e campeão juvenil mundial foram apenas os primeiros indícios do que estava para acontecer num futuro próximo.

A entrada no boxe profissional deu-se em 1985 e logo em “beast mode”: 15 vitórias em 15 combates, 11 deles por K.O. (knock-out) no round de abertura.

Mike Tyson ressurge década e meia depois

O dia 22 de novembro de 1986 ficou para a história da modalidade, que viu Mike Tyson sagrar-se campeão mundial de pesos pesados do ‘World Boxing Council’, após triunfo sobre Trevor Berbick. Aos 20 anos de idade, o norte-americano foi o mais jovem de sempre a conseguir vencer o título.

Seguiram-se novas conquistas de alto gabarito, nomeadamente os títulos mundiais da Federação Internacional de Boxe e da Associação Mundial de Boxe.

A primeira fase descendente da sua carreira teve início no fim dos anos 80, coincidentemente com o casamento com a atriz Robin Givens e o divórcio no ano seguinte.

PROBLEMAS NA CARREIRA

Na sequência de Tyson admitir publicamente que tinha problemas com depressão, surgiu a primeira derrota da sua carreira, a 11 de fevereiro de 1990, em Tóquio, contra James Douglas. O desaire por K.O. surgiu ao décimo assalto e custou os três títulos mundiais que Mike Tyson ostentava.

Seguiu-se uma acusação de violação, em 1991, que culminou com a condenação a seis anos de prisão. Uma pena que, em virtude do bom comportamento, Mike Tyson viu reduzida a metade do tempo.

Os famosos combates com Evander Holyfield, novo campeão mundial, surgiram cerca de cinco anos depois do primeiro desafio proposto por Mike Tyson.

À primeira derrota, em 1996, seguiu-se novo desaire, em 1997. Pela primeira vez, ‘Iron Mike’ perdia dois combates consecutivos, tendo o segundo entrado para a história do boxe como uma das lutas mais apetecíveis de sempre. Mike Tyson acabou desqualificado por morder a orelha de Holyfield duas vezes.

Entre várias acusações e peripécias que foram manchando o bom nome que o pugilista logrou construir no boxe, destaque para a declaração de falência, em 2003. Nada que impedisse Mike Tyson de retornar à ribalta, com a participação no cinema, entre outros.

Em 58 combates como profissional, o pugilista tem a marca fantástica de 50 vitórias, 44 das quais por K.O. Em duas ocasiões, não houve vencedor, sendo que nas restantes seis lutas Tyson perdeu e teve como carrascos Kevin McBride, Danny Williams, Lennox Lewis, James Douglas e Evander Holyfield (duas vezes).

ROY JONES. UM ADVERSÁRIO DE RESPEITO

Nome de peso na história do boxe, Roy Jones Jr. conta no currículo com títulos de campeão nos escalões de médio, super médio, meio pesado e pesado. É o único pugilista da história ex-campeão de médios a ganhar um título mundial de peso-pesado.

Conhecido pelos apelidos de “Super-Homem” e “Capitão Gancho”, tem na velocidade, agilidade e no soco forte as suas principais armas. Com 51 anos de idade, tem um cartel com 66 vitórias e nove derrotas, num total de 75 combates.

Em 2003, Roy Jones Jr. recusou uma proposta na ordem dos 35 milhões de euros para defrontar Mike Tyson. 17 anos depois, a disputa vai mesmo ter lugar, numa fase em que os dois pugilistas já ultrapassam os 50 anos de idade, mas prometem ressurgir com uma forma física invejável.

 

Gostaste do nosso conteúdo?
Então regista-te no nosso canal do Youtube. Entra nas nossas redes sociais Facebook, Instagram e Twitter. Ainda tens o nosso Chat no Tegram

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *




Casas de Apostas
Solverde Apostas

Bónus de Boas Vindas para o primeiro depósito de até um máximo de 100 euros.

Luckia

Não tem bónus de Boas vindas para a postas desportivas online.

Nossa Aposta

Não tem bónus de Boas vindas para a postas desportivas online.

Betclic

Bónus de Boas Vindas para o primeiro depósito de 50% até um máximo de 50 euros.

Bet.pt

Bónus de Boas Vindas para o primeiro depósito de 50% até um máximo de 50 euros.

Betway

Bónus de Boas Vindas para o primeiro depósito de 100% até um máximo de 100 euros.

ESC Online

Freebet de 10€ mais 100% de bónus sobre o valor do seu depósito até um máximo de 250 de bónus.

Betano

Bónus de Boas Vindas para o primeiro depósito de 50% até um máximo de 50 euros.