Arrancou ontem o torneio ‘MLS is Back’ no Walt Disney Resort, em Orlando, Florida, com o duelo entre Orlando City e Inter Miami (2-1). A prova estender-se-á até ao dia 11 de agosto e será realizada à porta fechada, numa “bolha” em muito semelhante à que a NBA promoveu.

EM QUE MOLDES SE REALIZARÁ O ‘MLS IS BACK TOURNAMENT’?

Inicialmente, será disputada uma fase de grupos, com seis grupos (do A ao F), sendo que os três primeiros classificados do Grupo A e os dois primeiros classificados dos restantes grupos têm apuramento automático para os oitavos-de-final.

O quarto classificado do Grupo e os restantes terceiros melhores competirão entre si, à procura dos três melhores registos, que também servirão para garantir o passaporte à fase seguinte.

A especificidade em relação ao Grupo A prende-se com o facto deste ser composto por seis equipas, ao passo que os restantes contam com apenas quatro cada um.

Após a fase de grupos, que se realizará durante 16 dias, os oitavos-de-final estão agendados para o período entre os dias 25 e 28 de julho.

Seguem-se os quartos-de-final, a realizar entre 30 de julho e 1 de agosto. As meias-finais decorrem a 5 e 6 de agosto e a grande final está prevista para o dia 11 de agosto.

MLS is Back, o futebol de madrugada voltou

Ao todo, a competição terá um total de 51 partidas, sendo que sete destas serão realizadas em horário matinal nos Estados Unidos, quer isto dizer após o horário de almoço (pelas 14h00), em Portugal.

Estarão na disputa um total de 25 equipas, ficando de fora apenas o FC Dallas, em virtude do aparecimento de 11 casos positivos de Covid-19 na sua comitiva, entre jogadores e equipa técnica.

A “BOLHA” CRIADA PARA FINTAR A PANDEMIA

Num cenário idêntico ao que a NBA criou, a MLS não tornou obrigatória a presença dos futebolistas nesta prova. Baseada num rígido protocolo médico de segurança, elaborado pela liga em conjunto com especialistas, a execução da mesma obrigará à realização frequente de testes ao coronavírus em jogadores, treinadores, árbitros e todo o restante staff necessário à logística de toda a operação.

A “bolha” em que as comitivas das 25 equipas estarão presentes do início ao fim da competição tornará impossível a presença de familiares e amigos, por forma a monitorizar melhor e diminuir os riscos de contágio por infeção do novo coronavírus, que tem assolado os Estados Unidos – e o estado da Florida em especial – a uma escala preocupante.

A segurança dos atletas e do staff necessário à realização do torneio é a principal preocupação da MLS.

«Esta é a oportunidade de ter todos os clubes num ambiente controlado, que permite ajudar a proteger a saúde dos nossos jogadores, treinadores e funcionários quando voltarmos a jogar», referiu Don Garber, comissário da MLS.

CARLOS VELA RECUSOU PARTICIPAR, NANI ANSIOSO PELA RETOMA

Figura de proa no Los Angeles FC e um dos principais “embaixadores” da MLS, o mexicano Carlos Vela será baixa de vulto no ‘MLS is Back Tournament’. O avançado lamentou a decisão tomada, mas justificou-a em função de valores mais altos:

«Não há nada que eu gostasse mais do que estar com os meus colegas em Orlando. Quero sempre dar tudo o que tenho pelo clube, pelos fãs e pela cidade de Los Angeles. No entanto, o mais importante é a saúde da minha família, pela qual ficarei em casa, de forma a estar com a minha esposa, durante uma gravidez de risco».

Se, por um lado, foram várias as dúvidas levantadas acerca do regresso da MLS, devido aos riscos associados à pandemia, por outro há quem não estivesse a lidar da melhor forma com a paragem.

Nani, internacional português que capitaneia o Orlando City, mostrou-se satisfeito pelo regresso da competição. «Estou sem jogar há vários meses e estou ansioso por voltar aos relvados. Quero mostrar a qualidade do meu futebol e que estou pronto para competir de novo».

O CAMPEÃO TEM BILHETE PARA A LIGA DOS CAMPEÕES DA CONCACAF

Por forma a aumentar a competitividade e a garantir credibilidade no torneio, onde a prestação das equipas contará para as contas futuras da época na MLS (não se sabe ainda como), o vencedor da competição terá entrada direta na próxima edição da Liga dos Campeões da CONCACAF.

A MLS já anunciou a intenção de retomar a época de 2020 após a conclusão do torneio, com a realização dos “play-offs” e da MLS Cup 2020, em datas e com enquadramento ainda por definir.

Na madrugada desta quinta para sexta, com início agendado para as 01h00, Montreal Impact e New England Revolution entram em ação, na 1.ª jornada do Grupo C.

Odds MLS

A vitória dos canadianos cota a 3.30 na Betano, ao passo que o empate está fixado em 3.55. O favoritismo está conferido à vitória dos New England Revolution (2.02).

A expectativa das casas de apostas é de que esta seja uma partida com alguns golos, já que a Bet.pt apresenta o mercado de mais de 2,5 golos a 1.56 e confere uma cotação de 2.05 ao menos de 2,5 golos.

 

Gostaste do nosso conteúdo?
Então regista-te no nosso canal do Youtube. Entra nas nossas redes sociais Facebook, Instagram e Twitter. Ainda tens o nosso Chat no Tegram

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Casas de Apostas
Luckia

Não tem bónus de Boas vindas para a postas desportivas online.

Nossa Aposta

Não tem bónus de Boas vindas para a postas desportivas online.

Betclic

Bónus de Boas Vindas para o primeiro depósito de 50% até um máximo de 50 euros.

Bet.pt

Bónus de Boas Vindas para o primeiro depósito de 50% até um máximo de 50 euros.

Betway

Bónus de Boas Vindas para o primeiro depósito de 100% até um máximo de 100 euros.

ESC Online

Freebet de 10€ mais 100% de bónus sobre o valor do seu depósito até um máximo de 250 de bónus.

Betano

Bónus de Boas Vindas para o primeiro depósito de 50% até um máximo de 50 euros.