No seguimento do trágico acontecimento da semana passada, relacionado com o falecimento de Diego Armando Maradona, foi instaurado um inquérito pela justiça argentina, que visa apurar as responsabilidades de Leopoldo Luque, médico pessoal de ‘El Pibe’, entretanto indiciado por homicídio por negligência. O impacto da morte do astro argentino foi gigante a nível mundial e parece que está para durar no seu país-natal.

MÉDICO PESSOAL DE MARADONA ACUSADO DE HOMICÍDIO POR NEGLICÊNCIA

O caso promete vir a dar pano para mangas. De acordo com as informações veiculadas pela imprensa argentina, Leopoldo Luque, médico pessoal do antigo ‘10’, e Diego Armando Maradona tinham-se envolvido numa discussão dias antes da sua morte.

Na sequência do suposto episódio, o médico – cuja competência passava pelo acompanhamento permanente de Maradona, na sequência da operação ao cérebro – terá deixado de prestar assistência “in loco” ao então treinador do Gimnasia La Plata e passou a prescrever o tratamento aos enfermos por via telefónica.

Nos depoimentos recolhidos pela polícia depois do falecimento daquele que para muitos é o maior jogador da história do desporto-rei, a 25 de novembro passado, as filhas de Maradona (Dalma, Giannina e Jana) terão relatado o sucedido.

Algo que levou a justiça argentina a abrir um inquérito judicial, através do qual Orlando Díaz, juiz da comarca de San Isidro, assinou um mandado de busca que levou a polícia a dar início ao processo de buscas na residência e no local de trabalho de Leopoldo Luque.

MÉDICO PESSOAL DE MARADONA ACUSADO DE HOMICÍDIO POR NEGLICÊNCIA

ADVOGADO DE MARADONA RECLAMA INVESTIGAÇÃO PROFUNDA ÀS CAUSAS DA MORTE

Matías Morla, advogado e amigo pessoal de Diego Armando Maradona, foi cáustico nas críticas direcionadas à forma alegadamente incompetente como foi prestada a assistência médica no dia do falecimento de ‘El Pibe’.

O advogado referiu que Maradona «esteve 12 horas sem atenção, nem controlo por parte do pessoal de saúde responsável», assegurou que a ambulância demorou «mais de meia hora» a chegar – o que catalogou de «idiotice criminal».

Morla pediu «uma investigação até às últimas consequências», o que tem feito correr muita tinta na imprensa argentina, onde surgem informações contraditórias em relação ao ocorrido.

Certo é que a justiça local já tem em marcha um processo de investigação, que, segundo já foi referido acima, visará pessoalmente Leopoldo Luque.

No entanto, uma fonte judicial anónima, em declarações à agência de notícias francesa AFP, negou a existência de dados que apontem no sentido da condenação do médico de Maradona:

«Foi aberta uma investigação porque se trata de uma pessoa que morreu em casa e não foi assinada a certidão de óbito. Isto não significa que existam suspeitas de irregularidades».

LUQUE JÁ FALOU, EM LÁGRIMAS, AOS JORNALISTAS

Alvo de muitas críticas no seguimento da morte de ‘El Pibe, Leopoldo Luque terá achado por bem defender-se publicamente das acusações e fê-lo de lágrimas nos olhos, falando no amor que sentia por Maradona.

«Querem saber por que sou responsável? Por amá-lo, tomar conta dele, prolongar a sua vida, pô-lo melhor até ao fim. Sou a pessoa que tomou conta dele desde a operação.

Tenho orgulho de tudo o que fiz, não tenho nada a esconder e estou ao dispor da justiça», atirou o médico.

O neurocirurgião não está, pelo menos ainda, formalmente acusado – algo que poderá vir a acontecer nos próximos dias, bem como a notificação para que Luque se apresente a prestar declarações –, mas fontes ligadas à justiça argentina já confirmaram à EFE as buscas realizadas pela polícia à casa e ao consultório do médico, cujo objetivo passaria por recolher material de prova relevante, tal como o historial médico de Maradona.

Também de acordo com os esclarecimentos prestados por Luque à comunicação social argentina, Maradona já apresentava um quadro depressivo desde o internamento e «estava muito triste» e com vontade de «estar sozinho».

Visivelmente agastado com o sucedido, o médico não se coibiu de revelar publicamente que via «o amigo» Maradona «mais como um pai do que um paciente».

FALECIMENTO ACONTECEU DIAS DEPOIS DE OPERAÇÃO BEM SUCEDIDA

No início deste mês de novembro, Maradona terá dado entrada num hospital de Buenos Aires em condição anémica, desidratado e num profundo estado de depressão.

Após um exame de rotina, foi-lhe detetado um hematoma subdural, o que levou à operação ao cérebro, que correu da melhor forma, tal como chegou a ser noticiado a nível mundial.

A recuperação da antiga estrela argentina prosseguiu em casa, em Tigre, a partir do dia 11 de novembro, acabando o astro por sucumbir, na passada quarta-feira, portanto, há menos de uma semana, na sequência do sofrimento de uma paragem cardíaca.

 

Gostaste do nosso conteúdo?
Então regista-te no nosso canal do Youtube e assiste aos nosso Podcasts de Apostas. Entra nas nossas redes sociais Facebook, Instagram e Twitter. Ainda tens o nosso Canal de Telegram

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *




CASAS DE APOSTAS
3,0 rating
Não tem bónus de Boas vindas para a apostas desportivas online.
3,5 rating
10€ Gráris mais 200% de bónus sobre o valor do seu depósito até um máximo de 50 de euros.
3,5 rating
5€ Grátis com o Código Promocional: apostaga
mais Bónus no primeiro depósito até um máximo de 100 euros.
3,3 rating
Não tem bónus de Boas vindas para a postas desportivas online.
3,3 rating
Não tem bónus de Boas vindas para a postas desportivas online.
3,5 rating
Bónus de Boas Vindas para o primeiro depósito aposta sem risco até 50 euros.
3,3 rating
Bónus de Boas Vindas para o primeiro depósito de 50% até um máximo de 50 euros.
4,0 rating
Bónus de Boas Vindas para o primeiro depósito de 100% até um máximo de 100 euros.
4,3 rating
Freebet de 10€ mais 100% de bónus sobre o valor do seu depósito até um máximo de 250 de bónus.
4,5 rating
Bónus de Boas Vindas para o primeiro depósito de 50% até um máximo de 50€ euros.