O Campeonato do Mundo de clubes, organizado pela FIFA, estava inicialmente marcado para o próximo mês de dezembro, como de costume, mas devido à pandemia do novo coronavírus o inevitável adiamento já tinha sido anunciado. Esta terça-feira, o organismo máximo que tutela o futebol mundial anunciou a que a prova terá lugar no Qatar, em fevereiro de 2021.

SUCESSOR DO LIVERPOOL CONHECIDO EM FEVEREIRO

O sucessor do Liverpool como campeão mundial de clubes (após a vitória dos ingleses na final da última edição, frente ao Flamengo, então comandado por Jorge Jesus, agora ao leme do Benfica) ficará conhecido, ao que tudo indica, a 11 de fevereiro de 2021.

Entre o dia 1 de fevereiro e a data acima descrita, decorrerá no Qatar todo o enquadramento relativo ao Campeonato do Mundo de clubes de 2020, inicialmente agendado para o próximo mês de dezembro.

No entanto, as alterações provocadas aos calendários competitivos por esse Mundo fora devido à pandemia do novo coronavírus fizeram com que a FIFA já tivesse anunciado o adiamento da realização da prova.

⚽Segundo o anúncio da última terça-feira por parte da entidade máxima que rege o futebol no planeta, a próxima edição do Mundial de Clubes será uma experiência importante um ano antes de o Qatar acolher a edição de 2022 do Mundial de 2022 de seleções.

De acordo com a FIFA, o próprio organismo e o Qatar irão «fornecer todas as garantias sanitárias para a segurança dos participantes», estando ainda por apurar se as partidas se realizaram com público nas bancadas ou à porta fechada.

Mundial de Clubes reagendado para 2021 já tem data

MAIS CINCO EQUIPAS JUNTAR-SE-ÃO A BAYERN MUNIQUE E AL-DUHAIL

Dos sete participantes que marcarão presença nesta próxima edição do Mundial de Clubes da FIFA, apenas dois são já conhecidos: o Bayern Munique (vencedor em título da Liga dos Campeões da UEFA) e o Al-Duhail (como clube organizador).

O enquadramento global da competição só será conhecido no próximo mês de janeiro, após a conclusão da presente edição da Copa Libertadores da CONMEBOL, onde se aguarda pelo sucessor do Flamengo como campeão sul-americano.

No próximo mês de dezembro, serão também conhecidos os representantes da CONCACAF (América do Norte, Central e Caraíbas) e da AFC (Ásia).

Na Liga dos Campeões asiáticos, o Shanghai SIPG, orientado pelo treinador português Vítor Pereira, é um dos participantes.

QATAR’21 SERÁ A ÚLTIMA EDIÇÃO COM O ATUAL FORMATO DO MUNDIAL DE CLUBES

O formato do Mundial de clubes com a participação quase exclusiva dos campeões dos vários continentes, apurados através das conquistas das Ligas dos Campeões de cada confederação, tem os dias contados.

A iniciativa de criar um novo formato já tinha sido tornado pública há vários meses e o objetivo seria até realizar a primeira edição sob novos moldes já no próximo verão de 2021, um intento que a FIFA não coloca de parte, até porque entende que o novo Mundial de clubes substituirá duas competições numa só: a Taça das Confederações e o anterior modelo do Campeonato do Mundo de equipas.

Inicialmente previsto para um período entre junho e julho de 2021, o Mundial de clubes passará a ter a participação de 24 equipas e a realizar-se de quatro em quatro anos.

Esta primeira edição será acolhida pela China, numa tentativa clara de a federação do país dinamizar o futebol no seu território. Uma iniciativa travada pelo surgimento da pandemia que originou a covid-19, mas que não tardará a ser retomada.

Shanghai, Tianjin, Guangzhou, Wuhan, Shenyang, Ji’nan, Hangzhou e Dalian foram as oito cidades-sede anunciadas há pouco menos de um ano atrás pela Federação Chinesa de Futebol.

O objetivo do organismo máximo do futebol chinês, numa organização conjunta com a FIFA, é de ter oito equipas provenientes da Europa, seis da América do Sul e as restantes vagas a serem preenchidas por equipas dos outros continentes.

INFANTINO ACREDITA QUE NOVO MODELO SERÁ «UM SUCESSO»

Em declarações prestadas à imprensa brasileira, o presidente da FIFA demonstrou acreditar piamente que o novo formato do Campeonato do Mundo de clubes satisfará plenamente as necessidades e os desejos dos participantes e dos demais envolvidos na organização da prova.

Admitindo que ainda não existe uma data definida para que a competição vá avante, Gianni Infantino considerou que espera um apoio por parte da UEFA e da CONMEBOL, até pela «ajuda» que a FIFA concedeu às confederações devido aos problemas que a pandemia acarretou, nomeadamente, com o adiamento do Euro 2021 e da Copa América, ambos reagendados para 2021.

Um dos principais objetivos da FIFA em mudar o atual formato do Mundial de clubes passa por reduzir o calendário competitivo, mas torna-lo mais atraente, abrindo, inclusive, uma janela de oportunidade para que mais equipas possam vir a lutar por sagrar-se campeãs mundiais.

 

Gostaste do nosso conteúdo?
Então regista-te no nosso canal do Youtube e assiste aos nosso Podcasts de Apostas. Entra nas nossas redes sociais Facebook, Instagram e Twitter. Ainda tens o nosso Canal de Telegram

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *




Casas de Apostas
3,8 rating
10€ Gráris mais 200% de bónus sobre o valor do seu depósito até um máximo de 50 de euros.
3,5 rating
5€ Grátis mais Bónus de Boas Vindas para o primeiro depósito de até um máximo de 100 euros.
3,3 rating
Não tem bónus de Boas vindas para a postas desportivas online.
3,3 rating
Não tem bónus de Boas vindas para a postas desportivas online.
3,5 rating
Bónus de Boas Vindas para o primeiro depósito aposta sem risco até 50 euros.
3,3 rating
Bónus de Boas Vindas para o primeiro depósito de 50% até um máximo de 50 euros.
4,0 rating
Bónus de Boas Vindas para o primeiro depósito de 100% até um máximo de 100 euros.
4,3 rating
Freebet de 10€ mais 100% de bónus sobre o valor do seu depósito até um máximo de 250 de bónus.
4,5 rating
Aposta de 5€ Grátis com o Código Promocional: APOSTAGANHA1 mais 50% de Bonus até um máximo de 50 euros.