Prognósticos para Apostas Desportivas Online - Aposta Ganha

O Mundo das Apostas está a Mudar, já Escolhes-te o teu Lado?

O Mundo das Apostas está a Mudar, já Escolhes-te o teu Lado?

Hoje trazemos mais um artigo onde questionamos o mundo actual nas apostas desportivas.

Numa maneira resumida abordando o que realmente está a mudar nas apostas desportivas, vamos tentar esclarecer, como e de que maneira, teremos que nos colocar neste mesmo mundo ou escolher um possível lado!

Bom são enormes as surpresas que temos vindo assistir, desde da saída das e-wallets no Brasil, e as regulamentações nos países europeus. Somando ainda que o único que “perde” é mesmo o apostador.

O que este terá que fazer para sobreviver neste mundo que está a mudar todos os dias?

Escolher… talvez!

Começamos pelos brasileiros, que de repente sentiram na pele o drama das apostas desportivas.

Com a saída das e-wallets do Brasil, os brasileiros obrigam-se a sacar o dinheiro das casas via e- wallets, até a meios de fevereiro. Então pergunto-me. As casas não vão sentir a falta deste dinheiro e destes apostadores?

Sim, vão ressentir-se sabendo nós que o mercado brasileiro está de “vento em popa” e que as apostas desportivas crescem todos os dias na população brasileira.

Agora, as casas viram-se obrigadas a arranjar maneiras de continuar a “receber” o dinheiro destes apostadores, vendo-se obrigadas a adaptar estratégias bem diferentes. Fala-se de boleto é a primeira solução e entre outras soluções de outras e-wallets ainda pouco confiáveis e conhecidas.

A questão é? Isto vai trazer mais custos associados às casas e onde isto se vai ressentir? Nas odds, claro está. Taxas? Sim também, muito provavelmente as casas vão alterar as suas taxas de levantamento e até de depósito – Preparam-se!

Em suma, quem leva com a mudança e terá que arcar com todos os custos será mesmo o apostador, brasileiro neste caso em específico…

A culpa é de quem? A Lei do Reino Unido está mais severa do que nunca e não estão a facilitar a vida às casas e às empresas nelas sedeadas.

A próxima etapa será mesmo a legalização das apostas desportivas do Brasil, onde muitos falam que está para breve, outros acreditam que ainda irá demorar, mas já existem soluções!

Não é a toa que certas notícias e publicidades chegam antes do cataclismo, quem está neste mundo não está a dormir, estão envolvidos enormes quantias de dinheiro e foram feitos enormes investimentos, e há que conseguir ser rentável com o produto que se propõem!

Brokers!

Sim penso que esta será a solução global para todos no futuro das apostas. Tanto a quem esteja no mercado regulado, quer quem esteja a ser constantemente limitados nas casas europeias.

Mesmo a questão dos levantamentos e depósitos, aqui sim também tem custos, mas a relação custo benefício é enorme. Só o facto de se conseguir colocar a aposta há melhor odd do mercado “World Wide” é sem dúvida a melhor solução para os tempos que aí vêm.

Falta-me a parte jurídica para poder falar coerentemente, e aí aconselho a quem está a pensar nesta solução que se informe neste requisito antes de entrar num broker.

Na “teoria” apostar num broker é dar uma ordem para que alguém, pessoa ou software, faça essa aposta por si. Bom na prática nós não estamos apostar diretamente, apenas damos uma ordem a um software para que este aposte por si.

Aqui é algo e apenas o “pormenor” que nos pode proteger, sobretudo a quem está por trás de mercados regulados.

A outra questão, caso não seja legal, terá que ser as instituições próprias a tomar as atitudes necessárias para que tal não aconteça. Falamos desde da restrição ao endereço do site através dos ISP’s do país.

Outra será o próprio regulador que tome uma posição para que estas situações parem, volto a dizer, caso seja ilegal. Desde de avisos, multas, enfim tudo o que a Lei possa prever neste campo específico.

Bom e agora a coisas que me deixam a pensar, estes brokers continuam por aí, e algumas casas de apostas também, sabendo que não estão regulamentadas nesses países.
Então, pergunto-me, os reguladores, e os Estados estão a dormir?

Hum…. Contínuo sem resposta para vos dar…

Bom, vou deixar esta pergunta no “ar” e peço que tentem refletir um pouco sobre isto. Mas para já apenas me ocorre uma hipótese, é caso o regulador apanhe algum apostador a fazer algo de ilegal este vai servir de exemplo, seja onde for e em que pais for.

Esta é a parte que me deixa mais preocupado e vejo, seja quem for, pode servir de exemplo caso seja acusado de fazer algo ilegal em relação as apostas desportivas! Vai servir de exemplo, podem querer!

Clima de medo?

Bem não queria dizer isto desta maneira, mas vivemos um pouco sem saber o que fazer, ou melhor sabemos, sermos reféns de uma Lei que está mais que ultrapassada e que não serve os interesses nem dos apostadores nem das casas de apostas que entrem no mercado regulado.

Neste momento o regulador está a pedir a todos que ajudem na mudança dessa mesma Lei. São vários os email’s que o regulador possa estar a receber, pois acredito que muitos estão a dar a sua opinião e a manifestar-se de alguma maneira contra esta Lei que está mais que ultrapassada.

Chamo atenção que todos podem dar o seu contributo, basta aceder ao site do nosso regulador SRIJ – http://www.srij.turismodeportugal.pt/pt/ existe um email criado para o efeito!

Um ponto a reter, e a esclarecer, pelo menos senti que existe diálogo entre o regulador e os apostadores portugueses, o que a meu ver todos podemos sair a ganhar. Esta postura deixa-me algo mais tranquilo ao que em Portugal podemos vir a ter na próxima Lei sobre as apostas desportivas.

Já que falamos em Portugal e sobre este caso especifico, muitas mudanças vamos ter que passar ainda, mais desportos para apostar, cavalos por exemplo, e novas entradas de players no mercado. Agora vamos ver o que a próxima Lei possa “ajustar” ou não naquilo que nós apostadores pretendemos, que é apenas odds mais altas e mercados mais justos e taxas acessíveis a todos.
A questão do Trading que tarda em sair, apenas vimos movimentações no Poker com a chamada Liquidez partilhada, tarda em ser resolvida! Os requisitos técnicos para o Poker já está disponível para consulta no nosso regulador – SRIJ

Teremos que esperar, sem duvida, estamos a “esperar” já alguns 3 anos sem futuro para os apostadores portugueses e muitos viram-se obrigados a ir para o estrageiro e outros simplesmente procurarem outras formas de rendimento extra.

E com isso o Estado perdeu bastante rendimento….

Este mundo das apostas está mesmo a mudar, e o apostador, como já escrevi anteriormente, está a sofrer com isso. Aconselho sempre o melhor, que é estar consciente do que se faz e das consequências que essa atitude vos possa trazer.

Vejo muitos apostadores a não terem noção no que estão a fazer, e a colocarem-se a jeito para serem “apanhados na curva” ou então a serem burlados. Aconselho muito cuidado e estejam atentos ao que vos prometem ou oferecem.

Não está fácil sair deste impasse mas vejamos outros a serem bem-sucedidos nas apostas desportivas com provas dadas no mercado, muitos anteciparam-se a estas situações e agora cabe ver o que os restantes vão fazer.

Na minha humilde opinião, acredito que cada vez mais os apostadores se separem, porque reparem. Muitos aceitam o desafio e querem ir mais longe, outros mantêm-se crédulos e fieis ao que têm. Mas outros, e sobretudo aqueles que tem vindo a demonstrar mais dificuldades neste mundo, irá desistir e partir para outro hobby.

Acredito que com esta “separação” causada pelo mundo atual das apostas online possa trazer ainda mais dificuldades e separações no sector.

Iremos certamente ver vários apostadores, empresas o que for que esteja ligado ao mundo das apostas a ter que optar por um caminho. Muitos vão virar à direita outros á esquerda e outros irão seguir em frente, agora resta saber e aí só tempo dira, para que “lado” é o caminho certo e a melhor escolha a tomar.

Deixo um conselho nesta encruzilhada que vivemos neste momento, a escolha parece difícil mas não é! Porquê? Simples, a escolha terá ser feita com o vosso bem-estar e consciência e a escolha torna-se obvia. E ainda uma ressalva haverá sempre a possibilidade de voltar à encruzilhada e escolher outro sentido.

Façam as vossas escolhas e opcções neste momento pois o mundo das apostas está a mudar. A realidade é nua e crua, mas muitos olham para o lado e assobiam, e o tempo está a esgotar-se.

Espero que tenham gostado deste artigo, onde tentei abordar o momento actual das apostas desportivas e o futuro e o sentimento de um apostador preso na encruzilhada criada pelo próprio mercado das apostas online.

Até para a semana e boas apostas.

2 Comentários

  1. SecureTrade

    14 de Fevereiro de 2018 at 11:12

    Aquilo que está a acontecer em PT é ao contrario do que dizes “mau para as casas de apostas” é um verdadeiro manjar dos deuses e para o Estado a mesma coisa. NUNCA se viu tanta gente a apostar como agora….e as odds nunca foram tão más, os mercados tão poucos e as regras tão apertadas. As casas de apostas com conhecimento total do Estado estão a transformar as apostas e poker num mero casino onde a casa GANHA SEMPRE SEMPRE.

    Só apostadores informados se preocupam minimamente com o “book”, ou melhor dizendo só meia dúzia sabe mesmo o que isso é e de que forma essa rentabilidade implicada nas odds apresentadas está a retirar qualquer possibilidade de sucesso a médio /longo prazo a qualquer apostador/investidor.

    O sector das apostas está gradualmente a seguir um caminho de lotarias/casino/raspadinha, feito e muito pensado (reparem nas estratégias de marketing dos players presentes no mercado) para o apostador de fim de semana (mas que em números totais representam valores astronômicos).

    • Rodrigo Cesar ApostaGanhaBR

      20 de Fevereiro de 2018 at 11:37

      é uma boa questão. Apostadores especializados sao uma minoria irrelevante para o mercado. O que move os bilhões das casas de apostas são os apostadores recreativos que não estão preocupados com questões como essas.

Deixe um Comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *