Com o arranque da nova edição da Liga Portuguesa agendado para dentro de menos de duas semanas, procuraremos ter um olhar analítico suficientemente coeso para lançar uma previsão sobre que cada equipa que poderá apresentar em 2020/21. O tiro de partida será dado com os dois recém-promovidos (Nacional e Farense) e o “repescado” Portimonense.

PORTIMÃO EM VIAS DE FICAR COM SELO ‘MANCHESTER CITY’

O presente e as perspetivas de futuro do Portimonense são um bom exemplo de como tudo pode vir a mudar num curto espaço temporal no futebol, à entrada para a quarta época consecutiva da formação de Portimão no primeiro escalão.

Concluída a época 2019/20, os algarvios tiveram de lidar com uma sensação de enorme falhanço (bem estampada nos rostos dalguns jogadores após o apito final do último jogo), devido à descida de divisão no fim de um ano que arrancou com o sonho do apuramento para a Liga Europa.

Quis o destino que o Vitória Futebol Clube fosse impedido de inscrever a sua equipa nas competições profissionais (na sequência de uma queixa apresentada pela LPFP – ver mais aqui) e o feliz contemplado foi o Portimonense, repescado da descida por ter sido o penúltimo classificado de 19/20.

O treinador Paulo Sérgio mantém-se no comando técnico do Portimonense, que tem procurado reforçar-se cirurgicamente, até porque já tinha um plantel de qualidade bastante aceitável na última época.

Sem ter perdido nenhuma das suas principais figuras até ao momento, o Portimonense reforçou-se em maior número no mercado brasileiro, numa lista a que se juntam alguns jogadores que já atuavam em Portugal (Raphael Aflalo e Welinton Júnior chegaram do Aves, Lucas Tagliapietra do Boavista).

Os últimos dias, no entanto, têm ficado marcados pela alegada proposta apresentada pelo City Group Football (empresa que detém vários clubes em vários pontos do globo, com destaque para o poderoso Manchester City) para comprar a SAD dos algarvios por uma verba a rondar os 150 milhões de euros.

PORTIMÃO EM VIAS DE FICAR COM SELO ‘MANCHESTER CITY’

 

Theodoro Fonseca está em negociações, depois de supostamente ter rejeitado uma primeira oferta por um terço do valor referido.

A confirmar-se o cenário, podemos começar a pensar em ver o Portimonense (que arranca 20/21 com receção ao Paços Ferreira, no dia 21) a lutar pelas posições de topo da tabela dentro em breve…

FARENSE REFORÇA A REGIÃO DO ALGARVE NA LIGA

De Portimão, damos um pequeno salto até Faro, cidade que voltou a integrar o mapa da elite do futebol nacional depois de 18 anos de ausência do principal escalão por parte do histórico Farense.

O fim antecipado da Liga II 19/20 resultou na subida dos dois primeiros classificados, sendo que a equipa do Algarve ocupava o 2.º lugar à data da paragem, com mais seis pontos que o Feirense.

Sérgio Vieira, que liderou durante parte de 2017/18 a equipa do Moreirense na Primeira Liga, é o homem do leme, numa equipa que tem-se reforçado sobretudo no mercado interno.

Rafael Defendi (ex-Famalicão), Cláudio Falcão (ex-Aves), Brian Mansilla (ex-Vitória FC), César (ex-Santa Clara) e Nikola Stoljlijkovic (ex-Braga) são apenas alguns dos nomes acrescentados ao plantel do Farense no defeso que perdurará até à primeira semana de outubro.

Claro está que o grande objetivo será assegurar a manutenção na Liga NOS 2020/21, mas não têm sido raros os casos de sucesso imediato em equipas provenientes no ano anterior do segundo escalão – vejamos o exemplo do Famalicão e até do Gil Vicente na época passada.

A estreia do Farense no campeonato está marcada para o dia 20 deste mês, com a visita ao terreno do Moreirense.

NACIONAL REGRESSA À PROCURA DE ESTABILIDADE

Presença assídua na primeira divisão do futebol português ao longo das últimas duas décadas (entre 2002/2003 e 2016/17 foram 15 anos consecutivos dos madeirenses na I Liga), o Nacional da Madeira estará de volta em 2020/21 para fazer a representação do arquipélago da Madeira, a par do rival e vizinho Marítimo.

À frente dos destinos técnicos estará o jovem treinador Luís Freire, de apenas 34 anos, mas já com um currículo invejável nos escalões inferiores do futebol português, onde já conseguiu várias subidas de divisão.

Depois de representar o Mafra e o Estoril na Liga II, o antigo treinador de Ericeirense e Pêro Pinheiro fará a sua estreia no escalão número um do futebol português e há muita expectativa em torno do que poderá sua equipa oferecer.

Na linha da profunda reformulação promovida nos seus planteis principais, por parte das equipas que acabam de subir à I Liga, o Nacional tem estado bastante ativo no mercado de transferências, onde já assegurou a entrada de 11 jogadores, com destaque para o investimento feito no estrangeiro em vários países diferentes (a título de exemplo, Gergely Bobál chegou dos húngaros do Zalaegerszeg, o tunisino

Larry Azouni dos belgas do Kortijk e o internacional luxemburguês Vincent Thill dos franceses do Metz).

A versão 2020/21 do Nacional poderá ser alvo de análise mais profícua no dia 19 de setembro, aquando do jogo frente ao Boavista, na Madeira, na 1.ª jornada da Liga.

 

Gostaste do nosso conteúdo?
Então regista-te no nosso canal do Youtube e assiste aos nosso Podcasts de Apostas. Entra nas nossas redes sociais Facebook, Instagram e Twitter. Ainda tens o nosso Chat no Telegram

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Casas de Apostas
Solverde Apostas

Bónus de Boas Vindas para o primeiro depósito de até um máximo de 100 euros.

Luckia

Não tem bónus de Boas vindas para a postas desportivas online.

Nossa Aposta

Não tem bónus de Boas vindas para a postas desportivas online.

Betclic

Bónus de Boas Vindas para o primeiro depósito de 50% até um máximo de 50 euros.

Bet.pt

Bónus de Boas Vindas para o primeiro depósito de 50% até um máximo de 50 euros.

Betway

Bónus de Boas Vindas para o primeiro depósito de 100% até um máximo de 100 euros.

ESC Online

Freebet de 10€ mais 100% de bónus sobre o valor do seu depósito até um máximo de 250 de bónus.

Betano

Bónus de Boas Vindas para o primeiro depósito de 50% até um máximo de 50 euros.